Imprimir

Notícias

22/01/2021 | 12h22m - Publicado por: Giovanna Prisco | Foto: AgNews

Cacau Protásio faz reflexão sobre casamento na web

Atriz posou ao lado do marido Janderson Pires

Cacau Protásio faz reflexão sobre casamento na web - AgNews

Na última quinta-feira (21), Cacau Protásio compartilhou em sua conta no Instagram algumas fotos de sua renovação de fotos com o marido Janderson Pires.

Na legenda, a atriz fez uma reflexão sobre casamento e afirmou que nem tudo são flores.

"Casamento não é fácil, quando casamos não tem uma enciclopédia para nos ensinar como vai ser, fora que somos pessoas totalmente diferentes, acreditamos em coisas diferentes, e nossos sonhos? As vezes se cruzam e as vezes não, fora os desgastes diários, ai meu Deus, nessa hora eu quero sumir! Bem vindo ao mundo do casamento", comelou ela.

Xuxa defende Cacau Protásio de racismo: 'Sinto muito'

Em seguida, a artista ressaltou a parte boa da união.

"Mas tem as coisas boas, boas não, maravilhosas, a benção de Deus sobre nós, o nosso querer estar junto, a nossa vontade, e as risadas e brincadeiras que só nós fazemos juntos, aí vem também: O Amor, parceria, companheirismo, torcida, as alegrias, cumplicidade e eu hoje escolhi ainda ficar junto, a estar casada com você. Tem dia que só Deus. Vamos juntos de mãos dadas aprendendo as descobertas do casamento", escreveu.

William Bonner defende Cacau Protásio após caso de racismo: 'Merece respeito'

Cacau Protásio faz reflexão sobre casamento

Para ver todas as fotos, clique AQUI.

Cacau Protásio faz desabafo após ataques racistas: ‘É crime’

 

Durante gravação do filme Juntos e Enrolados no quartel de bombeiros, Cacau Protásio foi vítima de racismo. Leo Dias divulgou alguns áudios que teriam partido dos bombeiros do estado do Rio de Janeiro. Em uma das mensagens, um homem chama a atriz de gorda.

“Olha a vergonha no pátio do quartel central. Essa mulher do Vai que Cola, aquela gorda, colocou a farda e botou os dançarinos veados com roupa de bombeiro. Isso é um esculacho, rapaz. Qual é a desse comandante? Vai deixar uma p****** dessas no pátio do quartel?”, afirmou.

Em outro áudio, um homem comentou que a situação é lamentável.

“Vergonhoso. Mete aquela gorda, preta, filha da p*** em uma farda de bombeiro, uma bucha de canhão daquela, com um monte de bailarino veado, quebrando até o chão. Vão achar que é o que? Bombeiro? Aquilo é tudo veado. Lamentável”, disse.

Cacau Protássio, sobre Avenida Brasil: 'Nunca mais fiquei desempregada'

Cacau compartilhou uma série de vídeos em sua conta no Instagram para explicar o ocorrido.

"Em respeito a vocês, vim aqui dizer o que está acontecendo. Estou fazendo um filme onde interpreto uma bombeira sargento, e domingo fui gravar no batalhão no centro da cidade. Fui super bem recebida e bem assessorada, sendo que tem um bombeiro que fez um vídeo de uma cena solta e espalhou por aí. Em momento algum ele desceu para saber o que estava acontecendo, o que é que era. E a cena que ele postou é um pedaço de uma cena que é um sonho do meu superior. Eu faço um filme, eu conto história. Aquilo ali é uma ficção, não é realidade. E ele espalhou o vídeo com um áudio me xingando de negra, gorda, filha da p***, cambada de veado. Racismo é preconceito, se ele não sabe. E isso é muito triste. Não entendi por que tanto ódio”, começou ela.

Cacau Protásio faz festa de aniversário com tema diferente. Veja!

Em lágrimas, a atriz continuou.

“Sou negra, sou gorda, sou brasileira, sou atriz, eu conto histórias, conto ficção. Não mereço ser agredida, assim como nenhuma pessoa. Eu respeito a opinião de alguns bombeiros que dizem que ah, eu não acho certo, mas vai ver realmente a história antes de agredir. Eu printei tudo o que foi colocado na minha página. Tem uma menina no Facebook também super falando mal. Postou uma foto minha de farda e os coleguinhas dela me detonando. Tudo isso eu printei, porque é crime. Você ser preconceituoso é crime. Racismo é crime. Você pode não gostar, mas tem que respeitar. E por que esse ódio? Juro que não entendo. A cena é uma alucinação de um personagem, um sonho, quando ele volta eu estou ali, trabalhando. O bombeiro é uma corporação que eu respeito, que amo. Que queria ser quando criança. Nas minhas primeiras entrevistas, sempre falei isso”, contou.

Cacau Protásio alfineta Rainha de Bateria: 'É só minha opinião'

Em seguida, Cacau mostrou toda sua indignação com o preconceito.

"Sei que sou uma pessoa forte, mas ouvir tudo isso de um ser humano é horrível, é muito triste. E como uma pessoa que veste uma farda tão linda tem essa postura? Como posso dizer que ele salva vidas? Que ele faz o amor, tendo essa postura e falando tanta coisa horrorosa, tanta coisa feia, ofendendo? Eu respeito e acho que eles têm o direito de gostar ou não gostar. Mas eles tinham que perguntar primeiro. O mal da gente é primeiro julgar e jogar pedra, para depois saber o que era e falar que não era algo tão ruim. Só estou aqui para dizer que racismo é crime. Isso não se faz”, afirmou.

Para finalizar, a artista comentou que a cena gravada tem chances de não ir para o ar.

“A filmagem da gente foi tão legal e agora eu ouço que vai ser tirada do filme, que vão mandar cortar. Então por que as pessoas que estava lá autorizando acharam legal, abraçaram a gente e disseram que estava tudo bem? A gente não fez nada absurdo, se as pessoas pedirem para ver a cena vão ver que não é nada absurdo. Mas respeito a opinião dos bombeiros, não sei o que eles passam, só admiro. Mas peço que a gente tenha mais compaixão um com o outro", afirmou.

Cacau Protásio desabafa: ‘Vencia o preconceito na porrada’





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico