Imprimir

Notícias

30/07/2020 | 14h40m - Publicado por: Luigi Civalli | Foto: Reprodução/Instagram

Caetano Veloso fará live de aniversário no Globoplay

Cantor comemora 78 anos na próxima semana

Caetano Veloso fará live de aniversário no Globoplay - Reprodução/Instagram

Na última quarta-feira (29), Caetano Veloso anunciou que vai fazer uma live no próximo dia 7 de agosto, quando completa 78 anos de idade. A apresentação será transmitida no Globoplay, às 21h30.

Caetano Veloso sobre Bolsonaro: ‘Confuso e incompetente’

No show comemorativo, Caetano ainda terá a companhia de seus filhos Moreno, Zeca e Tom, com quem ele viajou o mundo fazendo a turnê Ofertório nos últimos anos.

"Como sempre, imitando Gilberto Gil, vou fazer no dia do meu aniversário", brincou o cantor em vídeo divulgado no "Sinta-se em casa", programa de Marcelo Adnet.

A live de Gil, que também comemorava 78 anos, aconteceu no dia 26 de junho.

Paula Lavigne faz Caetano dar receita de shake de paçoca

Caetano Veloso sobre Bolsonaro: ‘Confuso e incompetente’

Caetano Veloso é um dos maiores artistas brasileiros de todos os tempos, tendo grandes composições em seu nome e sempre crítico a algumas formas de governo.

Em entrevista ao jornal britânico The Guardian, o cantor relembrou seu exílio em Londres na época da ditadura militar e teceu diversas críticas duras ao governo de Jair Bolsonaro.

Tal relação se deu por conta de o veículo ter ressaltado que o atual presidente do Brasil tem vários militares ocupando cargos importantes, inclusive ministérios.

“Ter um governo militar é horrível e Bolsonaro é tão confuso, tão incompetente. O governo dele não fez nada. O que o executivo brasileiro fez no período desde que ele foi presidente? Nada … Não houve governo, apenas uma raquete de insanidades”, declarou Caetano.

No decorrer da conversa, Veloso chamou de “pesadelo absoluto” as manifestações bolsonaristas desejando a volta do AI-5 e o fechamento do Congresso Nacional, características mais duras da ditatura militar.

Ainda, o cantor comentou sobre o desmatamento na Amazônia e a política de desmantelamento da cultura nacional.

“Tudo o que foi feito na Amazônia foi incentivar o desmatamento; tudo o que foi feito na esfera cultural tem a ver com o desmantelamento … museus, grupos de teatro, produtores de música e cinema”, afirmou ele.

“É bestial – e o presidente mantém sua posição, mesmo tendo sido infectado. Ele nem se comportou como Boris Johnson [primeiro-ministro do Reino Unido], que mudou de orientação depois de ser infectado”, concluiu Caetano Veloso.

Tieta cutucou tabus, quebrou preconceitos e empoderou a mulher





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico