Imprimir

Notícias

28/05/2020 | 15h40m - Publicado por: Caroline Huertas | Foto: Reprodução / Instagram

Cantor gospel para de acreditar em Deus e deixa banda

Jonathan Steingard deixou Hawk Nelson após 20 anos

Cantor gospel para de acreditar em Deus e deixa banda - Reprodução  / Instagram

Jonathan Steingard, vocalista gospel da banda Hawk Nelson, deixou os fãs de queixo caído ao anunciar sua saída do grupo, após 20 anos.

Mas o que mais surpreendeu mesmo o público foi o motivo para o artista ter feito isso. Vencendo o medo da possível repercussão negativa, ele revelou que parou de acreditar em Deus.

"Eu estive com medo de postar isso por muito tempo, mas sinto que é hora de ser honesto. Eu espero que esse não seja o fim da conversa, mas o início. Eu espero que isso seja uma forma de encorajar pessoas que talvez sintam a mesma coisa, mas que também têm medo como eu. Eu quero ser honesto, quero ser transparente com todos vocês e também estar com o coração aberto para mudar no futuro. Eu não estou buscando um debate, apenas uma oportunidade para compartilhar a minha história na esperança de tirar algo bom disso. Amo vocês", escreveu ele na legenda do post no Instagram. 

O anúncio foi feito por meio de um textão na rede social, em que ele fala de sua vida, de sua criação e de como a religião esteve fazendo parte de sua vida, sendo filho de pastor e passando toda sua infância e adolescência na Igreja. 

Mas o músico também destaca que sempre teve muitos questionamentos sobre a Bíblia e algumas crenças, que acabava calando por ser aquela a sua vida, porém, depois de muitos anos de reflexão, parou de acreditar em Deus.

No texto, ele também afirma que se sentiu muito desonesto com o público se não contasse isso, mas também tinha muito medo de perder sua carreira ou em como as pessoas reagiriam. 

Jonathan ainda tinha receio de afastar familiares e amigos ao contar que tinha se distanciado da religião e teve até um quadro depressivo por conta disso. 

Porém, ele tomou coragem finalmente e decidiu que esse era o melhor momento para falar sobre o assunto, já que a banda estava parada por conta da pandemia de coronavírus mesmo, então ele não iria interferir tanto nos planos do grupo repentinamente. 

"Eu confiei nos meus amigos com esses pensamentos e eles me amam de qualquer forma. Minha família está me enchendo de amor e apoio mesmo que isso cause tristeza a eles. Por mais que eu saiba que não posso mais subir em um palco e cantar as músicas que cantava, estou com a consciência limpa. Eu não tenho mais medo de perder meu lugar na música cristã, porque estou abrindo mão disso por vontade própria", disse ele. 

Uma coisa que o artista também fez questão de deixar ressaltado foi que ele nunca mentiu sobre ser cristão. Ele realmente acreditava em tudo aquilo que cantava, só depois parou de acreditar. 

E mesmo com essa nova forma de pensar, Jonathan afirmou que não está com a mente fechada para a religião e que continua aberto a mudar de opinião. 

"Eu estou aberto para a ideia de que Deus existe. Eu prefiro que Ele exista. Eu imagino que se Ele existir, deve ser bem diferente do que eu fui ensinado. Eu sei que meus pais rezam para que Deus se mostre para mim. Se Ele existe, eu espero também", concluiu. 

 

 

Universo gospel se rende à live-show
Padre Fábio de Melo lança Não Desisto com Simone e Simaria







Instagram

Instagram

OFuxico