Imprimir

Notícias

30/10/2020 | 09h50m - Publicado por: Flavia Almeida | Foto: Raphael Mesquita/Brazil News

Carnaval de rua é cancelado no Rio de Janeiro

Blocos vão aguardar uma vacina

Carnaval de rua é cancelado no Rio de Janeiro - Raphael Mesquita/Brazil News

Agora é pra valer: a cidade do Rio de Janeiro não terá carnaval dos blocos de rua em 2021. Em reunião virtual, o presidente da Riotur, Fabrício Villa Flor, infectologistas e representantes dos blocos de Carnaval de rua e da área de segurança pública tomaram a decisão.

Claudia Leitte leva trio elétrico para a terra do Tio Sam

“O acontecimento do Carnaval está diretamente ligado à chegada da vacina. Sem vacina não é possível termos Carnaval de rua, nem mesmo os desfiles das Escolas de Samba, como a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) já havia anunciado no mês passado”, disse Villa Flor.

Os participantes da live concordaram que os desfiles de rua são inviáveis sem que haja vacina eficaz contra a Covid-19. O presidente da Riotur enfatizou que a pandemia continua.

“Ainda estamos em meio à pandemia de Covid-19. Portanto, nossa posição é: sem vacina, não é possível fazermos uma previsão para a realização do Carnaval Rio 2021. Chegando a vacina, conseguiremos fazer o planejamento e falar em datas”, acrescentou.

De acordo com a avaliação dos especialistas em saúde, até julho do ano que vem não haverá possibilidade de imunização de toda a população do Rio.

Vivi Araújo cai no samba em aniversário da Mancha Verde

Quadras reabrem em novembro

A Prefeitura do Rio de Janeiro liberou a reabertura de quadras de escola de samba a partir de 1º de novembro. O decreto do prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), publicado no Diário Oficial no último dia 20 de outubro, permite os tradicionais eventos nas quadras, mas pede distanciamento social e cadeiras numeradas para os presentes.

A permissão dos eventos nas quadras não vale para todas as escolas, já que muitas têm quadras fora da cidade do Rio, como a Unidos do Viradouro, atual campeã da folia, a Beija-Flor e a Grande Rio. Cada escola deve negociar com seus respectivos municípios.

Desfiles oficialmente adiados

Mesmo com o retorno dos eventos nas quadras, em fevereiro de 202 não haverá desfile na Sapucaí. A nova data ainda não foi divulgada.

Segundo Jorge Castanheira, presidente da Liga Independente das Escolas de Samba, a possibilidade de o desfile acontecer no meio do ano é controversa porque coincidiria com outros eventos, como as Olimpíadas de Tóquio.

A prefeitura de São Paulo também adiou a folia de 2021 devido à pandemia do novo coronavírus. A Liga das Escolas de Samba da capital sugere que seja final de maio ou começo de julho. Os grandes blocos de rua também foram consultados e concordaram com o adiamento.

“Estamos falando de um desfile que no ano passado levou 120 mil pessoas e trouxe um benefício econômico de 207 milhões de reais, e blocos de carnaval que juntaram 15 milhões de pessoas, com um benefício de 2 bilhões de reais”, disse o prefeito Bruno Covas.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) também endossou.

“Não é hora de festas, encontros e celebrações. Nós não temos de celebrar o ano novo nem o Carnaval diante de uma pandemia. Apenas com uma vacina pronta, aplicada e a imunização feita é que poderemos ter festas que fazem parte do calendário do país, mas neste momento, não”, afirmou.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico