Imprimir

Notícias

28/08/2020 | 19h20m - Publicado por: Michele Marreira | Foto: TV Globo/Divulgação

Cartaz de Narciso em Férias traz foto rara de Caetano Veloso

Documentário sobre prisão do artista é o único filme brasileiro, no Festival de Veneza

Cartaz de Narciso em Férias traz foto rara de Caetano Veloso - TV Globo/Divulgação

O cartaz de Narciso em Férias, filme brasileiro que estreia mundialmente no 77º Festival de Veneza dia 7 de setembro, traz uma foto rara de Caetano Veloso preso.

A imagem, descoberta pelo pesquisador Lucas Pedretti, faz parte dos arquivos secretos mantidos pela ditadura militar. Caetano foi preso em dezembro de 1968 e a fotografia foi tirada no início de 1969. 

Na foto do cartaz, Caetano aparece com o cabelo curto, raspado dos lados. Ele havia acabado de ter seus longos cachos cortados pelos militares. O episódio é recordado pelo artista em Narciso em Férias como um dos momentos de maior tensão de seu período na prisão.

“Eles me tiraram da cela e disseram: ‘Ande em frente e não olhe para trás!’. Eu pensei que eles iam atirar”, recordou.

O cantor deu mais detalhes no material de divulgação do projeto.

“Mas eles me levaram no barbeiro. Eu tinha um cabelo grande, todo cacheado, grandão, e eles cortaram meu cabelo. Eu fiquei feliz porque não ia morrer, e eu não podia nem demonstrar a minha felicidade, adorando aquele barbeiro cortando o meu cabelo”, frisou ele.

O músico passou por uma assustadora situação.

“Eles cortaram como se fosse um soldado, rasparam na lateral, deixaram baixinho em cima, depois me levaram de volta. Aí eu cheguei, e os meninos todos disseram: ‘Poxa, cortaram o seu cabelo’... Porque aquilo era uma coisa simbólica de liberdade, mas eu estava feliz porque não me mataram”, explicou.

Cartaz do filme

O cartaz do documentário é assinado pela designer Claudia Warrak. A imagem de Caetano preso também ilustrará a capa do livro “Narciso em Férias”, que a Companhia das Letras lança este mês. Originalmente, esse era também o título dado por Caetano ao capítulo sobre a prisão em seu livro “Verdade Tropical”. Agora, o capítulo será publicado como um livro à parte em “Narciso em Férias”, acrescido de uma seleção dos documentos da ditadura militar sobre Caetano, descobertos pelo pesquisador Lucas Pedretti.

O título do documentário e do livro foi tirado por Caetano Veloso do romance Este Lado do Paraíso, do escritor norte-americano F. Scott Fitzgerald. Ele se refere ao fato de Caetano ter passado quase dois meses sem se olhar no espelho.

Caetano Veloso em clique raro

Anitta, Caetano Veloso, Fabio Porchat, Bruna Marquezine... Famosos questionam presidente Bolsonaro
Caetano Veloso admite estar nervoso para live de aniversário





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico