Imprimir

Notícias

24/03/2020 | 09h50m - Publicado por: Ará Rocha | Foto: Reprodução/Instagram

Como está a situação do coronavírus no mundo

COVID-19 faz coloca os países em quarentena

Como está a situação do coronavírus no mundo - Reprodução/Instagram

O mundo inteiro segue as orientação da Organização Mundial de Saúde (OMS) em relação ao coronavírus. Artistas  de todas as areas publicam textos e vídeos, pedindo às pessoas que cumpram a quarentena, ficando em casa, fazendo a higienização das mãos com água, sabão e álcool gel, entre outras medidas tomadas mundialmente.

Famosos como Preta Gil, Gabriela Pugliesi, Di Ferrero, Fernanda Paes Leme, Tom Hanks, Idris Elba, entre outros, contraíram a doença e seguiram as normas determinadas.

OFuxico mostra como está a situação da doença em todo o mundo. Confira!

Veja quem são os famosos curados do coronavírus
Preta Gil sobre coronavírus: 'Não sinto cheiro e gosto'
Irmã de Angélica está com coronavírus: 'Repouso absoluto'
Saiba quais são as celebridades brasileiras com coronavírus
Confira os famosos internacionais que estão com Coronavírus 
Veja quem são os famosos curados do coronavírus

 

Coronavírus no Brasil

 

O coronavírus teve uma disseminação bastante rápida. No Brasil, muita gente já foi infectada e há muitos registros de mortes.

No país foi decretado estado de emergência e ocorreu a recomendação do fechamento de lojas, shoppings, clubes e academias, além da conscientização e proibição do uso de praias, parques, teatros, shows, etc.

Em São Paulo, o governo do Estado recomendou o cancelamento de eventos de lazer, culturais e esportivos, com mais de 500 participantes. Também determinou a suspensão imediata das aulas em universidades públicas e em escolas da rede pública e privada.

 

China e Coréia do Sul

 

A China afirmou ter uma queda na quantidade diária de casos novos de coronavírus. Em Pequim, capital do país, foram reforçadas as medidas para combater a quantidade de infectados vindos do exterior.

A Comissão Nacional de Saúde informou que os casos da China envolveram viajantes vindos do exterior, muitos deles estudantes chineses que voltavam para casa.

A Coreia do Sul também teve uma queda em relação a novos casos, desde o pico, que aconteceu no dia 29 de fevereiro. Tal queda levou mais esperança de que, o maior surto asiático fora da China, esteja recuando. Por lá, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KCDC) seguem acompanhando todos os casos.

Irã

No Irã, já aconteceram muitas mortes provocadas pelo COVID-19. O chefe da diplomacia da União Europeia, Josep Borrell, anunciou um pacote de 20 milhões de euros para ajudar o Irã no combate ao coronavírus. Por lá, já foram registrados milhares de casos.

A situação crítica no sistema de saúde iraniano foi amplificada com o impacto das sanções dos Estados Unidos, que são ligadas ao programa nuclear do país. O Irã recebe ajuda enviada pela OMS e por nações como a China e algumas monarquias do Golfo, como os Emirados Árabes Unidos.

Por lá, as autoridades ordenaram o fechamento de centros comerciais na capital, Teerã, local que concentra a maior parte dos casos.

EUA e Canadá

 

Os EUA restringiram viagens aos 26 países da União Europeia, impedindo a entrada de qualquer pessoa que tenha estado na Europa nas últimas semanas, exceto cidadãos americanos. A decisão também foi estendida ao Reino Unido e à Irlanda.

Donald Trump, presidente dos EUA, anunciou o fechamento de escolas e pediu que sejam evitados encontros com mais de 10 pessoas, viagens sem necessidade e idas a bares, restaurantes, etc. Aos idosos, foi feita a solicitação de que fiquem em suas casas.

As fronteiras do Canadá foram fechadas a todos que não comprovem cidadania ou que sejam residentes permanentes. O número de mortos por coronavírus no Canadá aumentou quase 50% em um dia, e Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá, previu meses de crise e pediu o isolamento de toda a população.

 

Espanha

 

A Espanha iniciou o controle em suas fronteiras terrestres desde o dia 16 de março. Somente espanhóis, residentes e pessoas em situações especiais poderão entrar no país. Só saem de casa pessoas que precisam comprar suprimentos essenciais ou medicamentos.

As autoridades espanholas informaram que, na Espanha, a maioria dos infectados pela COVID-19 são profissionais da saúde.

Itália

 

A Itália, o país mais afetado fora da China, decretou quarentena nacional em 9 de março. Com milhares de mortos que foram infectados com o coronavírus. O país regista milhares de mortes a cada 24 horas, segundo o chefe da proteção civil Angelo Borrelli.

O governo do país continua preparando a população para um prolongamento das medidas de confinamento. Os italianos são proibidos de sair de casa, exceto para as necessidades básicas (trabalho ou saúde) e todas as atividades econômicas não essenciais estão suspensas até segunda ordem.

 

Argentina

 


Foram suspensos os voos por 30 dias da Europa, EUA, Coreia do Sul, Japão, China e Irã. Também foram cancelados shows, partidas esportivas, entre outros eventos que aglomerariam as pessoas.

 

Reino Unido

 

No Reino Unido, o primeiro-ministro, Boris Johnson, pediu a todos que evitem viagens que não sejam essenciais e o contato pessoal entre si, além de trabalharem de casa sempre que possível. Nas casas, quando houver alguém com sintomas de gripe, tosse ou febre, todos devem se manter em quarentena por 15 dias.

Por lá, o registro da pandemia causada pela COVID-19 foi bem acelerado.

 

França

 

O presidente Emmanuel Macron anunciou medidas bastante restritivas no país desdeo dia 17 de março, onde afirmou que a população deve seguri em casa.

Por lá, os infectados são transportados para hospitais e até o segundo turno das eleições municipais foi adiado. Escolas e universidades do país também estão fechadas, além de pontos turísticos como o Museu do Louvre e a Torre Eiffel.

 

Alemanha

 

A Alemanha também anunciou diversas medidas para limitar o contato social no país, incluindo o fechamento de lojas, casas noturnas e bares. Restaurantes deverão garantir uma distância mínima entre as mesas e funcionar em horários limitados.

As escolas foram fechadas e grandes aglomerações também estão proibidas. Além disso, o país fechou as fronteiras terrestres com França, Áustria, Suíça e Luxemburgo.

 

Tudo sobre o Coronavírus no mundo dos famosos

 

O que é o Coronavírus

O Sars-Cov-2 é o mais novo integrante de uma família já conhecida. Ela é formada por vírus que tiveram origem em animais silvestres. Alguns deles infectaram humanos e já causaram outras epidemias. Coronavírus é o nome de uma família desses vírus. O nome vem por conta dos mesmos terem suas estruturas em formato de coroa. Eles costumam circular entre animais, como roedores e morcegos. Mas a doença começou a afetar humanos também. O vírus causador sofre mutações espontâneas e aleatórias, por isso ainda não há uma medicação certeira para combater a doença.

São eles os responsáveis por infecções respiratórias e já provocaram outras doenças.

Como o coronavírus começou a circular

O novo coronavírus começou a circular na China em 2019, ganhando um nome temporário de 2019 n-Cov. Depois, ocorreu o “batismo” oficial: SARS-CoV-2, sigla do nome completo em inglês: Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2 (em tradução livre: Síndrome Respiratória Aguda Grave Coronavírus).

De acordo com uma pesquisa, 80% dos infectados são leves e a taxa de mortalidade está entre pessoas idosas. Isso além de portadores de outras doenças, principalmente as cardiovasculares, que podem contrair a versão crítica da Covid-19.

Leia mais sobre o coronavírus clicando aqui.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico