Imprimir

Notícias

05/05/2020 | 00h03m - Publicado por: Flávia Ávila | Foto: Divulgação

Crepúsculo 2? A onda dos retornos de grandes sagas

O vampiro que brilha vai retornar às páginas de livros, assim como outros personagens de outras séries literárias famosas

Crepúsculo 2? A onda dos retornos de grandes sagas  - Divulgação

Amando ou odiando, o fato é: Crepúsculo está de volta! Quase uma década depois, outros livros lançados, como A Hospedeira e A Química, Stephenie Meyer retornou aos holofotes com uma nova história da narrativa que deu a ela um sucesso estrondoso nos anos 2000 e popularizou novamente , de certa forma, os vampiros.

Midnight Sun, ou Sol da Meia Noite, em tradução livre, conta a história do primeiro livro da saga, justamente Crepúsculo, porém, pela perspectiva de Edward Cullen, o vampiro interpretado por Robert Pattinson nas adaptações para o cinema. Em 2008, cerca de 12 capítulos do escrito foram vazados na internet, o que desmotivou a autora a prosseguir com o trabalho.

Depois de doze anos, com fanfics e mais fanfics inspiradas na paixão de Edward e Bella, criações do fãs para dar uma continuidade a Midnight Sun, finalmente a obra completa será vista nas prateleiras das livrarias, físicas e virtuais.

Nesta segunda-feira (4), a notícia publicada no site oficial de Stephanie pegou todo mundo de surpresa e ela até disponibilizou para download um esboço, sem edição nenhuma, do primeiro capítulo do livro que chega ao mercado, nos Estados Unidos, em 4 de agosto de 2020, sem previsão de lançamento no Brasil por enquanto. A obra completa deve ter 672 páginas, ultrapassando as 565 páginas de Amanhecer.

No comunicado oficial, a autora chegou a revelar que escrever pelos olhos de Edward, as emoções foram mais fortes e houve ainda mais material para colocar entre as páginas.

"Tem muito mais para contar pelo lado da história dele [Edward], do que pelo lado de Bella no primeiro capítulo. Afinal, Bella apenas sabe que o incrível e bonitão garoto está olhando de forma brincalhona para ela. Enquanto isso, Edward está sofrendo em diversos momentos da longa vida dele! [...] Quanto mais eu escrevia, mais eu ficava convencida de que Edward merecia ter a sua história contada."

Vale lembrar que durante o fervor da série, Meyer chegou a lançar A breve segunda vida de Bree Tanner: Uma história de Eclipse (2010), contanto a história da vampira Bree Tanner, uma recém-criada que aparece no livro Eclipse; e também uma edição comemorativa de 10 anos do primeiro livro, sendo ele duplo, trazendo o trabalho Vida e Morte, no qual os papeis principais são invertidos, ou seja, o humano Beau se apaixonad pela vampira Edythe.

Houve também Crepúsculo: Guia oficial ilustrado (2011), com perfil dos personagens, árvores genealógicas, mapas e ilustrações. 

Será que o elenco original voltaria aos seus papeis caso Midnight Sun se tornasse um longa? Em todo caso, o importante é que a espera acabou e logo, logo os manuscritos estarão completos para serem lidos!

E não é só Crepúsculo que retornou das cinzas. Outras sagas com legiões de fãs também passaram pelo período de tristeza por ter chegado ao fim, mas tempos depois receberam um novo produto para aquecer os corações dos apaixonados pelas narrativas. Vem saber mais!

Jogos Vorazes

 

Antes de os fãs de Jacob, Bella e Edward tomarem conta das redes sociais novamente, foi a vez dos fãs de Katniss Everdeen soltarem fogos de artíficio com o anúncio de mais um livro para a coleção. 

Suzanne Collins anunciou a chegada de A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes, livro no qual a trama vai explorar o passado do presidente Snow, vilão que, nos livros e filmes originais, comanda a cruel ditadura de Panem e promove os jogos vorazes.

A nova obra se passa 64 anos antes do primeiro livro. Um trecho da edição em inglês, revelado pela imprensa americana, retrata Snow como um jovem que anseia construir o seu próprio legado enquanto vive em uma família muito rica.

Lançados originalmente entre 2008 e 2010, os livros de Jogos Vorazes retratam um mundo distópico dividido em distritos que anualmente ofereciam jovens (tributos) para os jogos vorazes, uma competição de onde apenas um sai vivo.

Já os filmes chegaram às salas do cinema entre 2012 e 2015, estrelados por Jennifer Lawrence e Josh Hutcherson. O presidente Snow foi interpretado pelo veterano Donald Sutherland.

Harry Potter

 

Hermione (Emma Watson) ensinando o jeito certo de pronunciar o feitiço

O astro dos bruxos modernos demorou para conquistar uma editora. Quando finalmente, em 1997, Harry Potter e a Pedra Filosofal chegou às prateleiras, foi questão de quatro anos para o primeiro filme ganhar o mundo cinematográfico.

Aí tudo foi só ladeira abaixo, só que no bom sentido, é claro!

Mais livros foram escritos e mais filmes foram feitos, acabando o ciclo em 2011, com Harry Potter e as Relíquias da Morte parte 2. Um verdadeiro marco!

Entretanto, em 2016, os cinemas ganharam novos bruxos. Cerca de 70 anos antes das aventuras de Harry Potter, o lufano Newt Scamander já vivia diversas aventuras com os seus seres mágicos. O livro que originou o longa foi lançado lá em 2001, com J.K Rowlling usando o nome de Scamander na autoria da obra, se passando por um dos livros didáticos que os protagonistas de Harry Potter usam para estudar em Hogwarts.

Ainda em 2016, chegou o material de Harry Potter e a Criança Amaldiçoada. A história é uma peça de teatro de duas partes escrita por Jack Thorne e baseada na história da autora J.K. Rowling e do diretor John Tiffany.

O universo é situado dezenove anos depois do término de Harry Potter e as Relíquias da Morte e mostra Harry Potter, agora um empregado do Ministério da Magia e seu filho, Alvo Severo Potter. No entanto, nem todos os fãs gostam desse roteiro.

Pulando para 2018, outro filme apareceu. Animais Fantásticos: Os Crimes Grindelwald seguiu Newt Scamander e o vilão Grindelwald, interpretado por Johnny Depp, dando caminhos para mais longas da série, já confirmados pela autora.

Existem ainda os livros Quadribol Através dos Séculos e Os Contos de Beedle, o Bardo, paralelos aos acontecimentos envolvendo o famoso bruxinho e que servem de complemento, mas não tiram o significado central da série principal.

Os Instrumentos Mortais

 

Série da Netflix baseada em Os Instrumentos Mortais

A série literária de Cassandra Claire não rendeu boas adaptações audiovisuais, tendo no currículo apenas um filme e uma série na Netflix cancelada. Tirando essa parte, os fãs da fantasia urbana defendem a história com unhas e dentes e tratam a narrativa com muita paixão.

O ponto focal da história acontece em torno de três protagonistas: Clary Fray, uma jovem que descobre pertencer a uma sociedade (os Caçadores das Sombras) com a missão de proteger a Terra de demônios; Jace Wayland, um habilidoso Caçador da Sombra; e Simon Lewis, amigo de Clary no mundo dos humanos.

Contendo seis títulos na conta, eles são divididos em duas trilogias Cidade de Ossos (2010); Cidade das Cinzas (2011); Cidade de Vidro (2011); Cidade dos Anjos Caídos (2012); Cidade das Almas Perdidas (2013); e Cidade do Fogo Celestial (2014).

Sem perder o fio da meada, Cassandra aproveitou um intervalo e outro entre as obras principais para lançar uma trilogia, a partir de 2009, que funciona como prequela de Os Instrumentos Mortais, intitulada As Peças Infernais: Anjo Mecânico (2010); Príncipe Mecânico (2011); e Princesa Mecânica (2013).





Notícias Relacionadas

04/05/2020 | 15h54m - OFuxico

Quiz: Quem é você na saga Crepúsculo?

30/04/2020 | 07h00m - Raphael Araujo

Tom Felton, de Harry Potter, é criticado na web. Entenda!



Instagram

Instagram

OFuxico