Imprimir

Notícias

11/06/2020 | 06h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

Criadora de Friends lamenta falta de diversidade no programa

Marta Kauffman afirma que queria saber naquela época, o que sabe hoje

Criadora de Friends lamenta falta de diversidade no programa - Reprodução/Instagram

Marta Kauffman, co-criadora da icônica série Friends, confessou em uma entrevista durante o painel ATX TV, que na época em que a série estava no ar, ela desejava ter tido coragem suficiente para colocar mais diversidade no programa.

Marta admite que 'desejava saber o que sabe hoje', em meio ao movimento Black Lives Matter, que causou grande impacto no mundo todo após o assassinato de George Floyd, por policiais brancos, nos Estados Unidos.

"Eu queria saber antes o que sei hoje. Sempre encorajamos a diversidade das pessoas na nossa companhia, mas eu não encorajei o suficiente. Agora, tudo que consigo pensar é: o que posso fazer? O que posso fazer diferente? Como posso gerir meu show de uma nova forma? Isso é algo que eu queria saber quando comecei", justificou, falando sobre a série protagonizada por seis atores brancos: Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry e David Schwimmer.

Recentemente Schwimmer também foi questionado sobre essa questão e justificou que tudo era 'progressivo' naquela época.

Ele disse: "A verdade é que essa série também era inovadora pela forma como lidava com o sexo casual, protegia o sexo, o casamento gay e os relacionamentos. O episódio piloto da série era onde a esposa do meu personagem o deixava para ficar com uma mulher e tinha um casamento gay, da minha ex e sua esposa, e eu fui. Eu acho que muitos problemas hoje, em tantas áreas, é que pouca coisa entra em contexto. Você precisa olhar do ponto de vista do que o show tentava mostrar naquela época. Sou a primeira pessoa a dizer que, talvez, tenha sido inapropriado ou insensível, mas acho que meu barômetro era bom naquele momento. Eu já era ligado em problemas sociais e de igualdade", explica.

Enquanto isso, Lisa Kudrow insiste que a série seria muito diferente se fosse filmada agora em 2020:

"Bom, seria um elenco com menos pessoas brancas, com certeza. Não sei o que mais, mas, para mim, a série devia ser vista como uma cápsula do tempo, não pelo que fizeram errado. E também, a série era bem progressiva. Tinha um cara cuja esposa descobriu que ela era gay e estava grávida, e eles criaram o filho juntos. Também tínhamos barriga de aluguel (quando Phoebe carregou os trigêmeos de seu irmão na série). Era, na época, progressiva", defende.

 

Continuação de Friends?

 

No ano passado, Marta Kauffman, a co-criadora da série Friends, confessou que não está de acordo com a continuação ou reinício do seriado com o elenco original.

Para ela, 'a reunião não deve acontecer'.

Em entrevista à agência Associated Press, Kauffman deixou claro que não está à favor.

"Por que estragar uma coisa boa? Não queremos que uma reunião decepcione os fãs", justificou.

Segundo a revista OK! a NBC, emissora que transmitiu o programa, não vai desistir de trazer de volta a série:

"Até agora todas as conversas sobre uma reinicialização continuam sendo hipotéticas. O projeto nunca esteve em desenvolvimento, mas a NBC acredita que seria interessante se todos estivessem de acordo".

Jennifer Aniston doa foto nua para leilão contra a Covid-19
Jennifer Aniston doa R$ 5 milhões contra o racismo
Filha do rapper TI se pronuncia sobre fala polêmica do pai
Lisa Kudrow praticou distanciamento social no funeral da mãe





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico