Imprimir

Notícias

21/08/2020 | 09h25m - Publicado por: Marcelo Mendes Barroso | Foto: Reprodução Instagram

Crise pela pandemia faz Claudia Ohana dar aulas de interpretação pela internet

Com a falta de trabalho na pandemia, atriz oferece aulas particulares on line

Crise pela pandemia faz Claudia Ohana dar aulas de interpretação pela internet - Reprodução Instagram

A falta de trabalho ocasionado pelo isolamento social tem afetado a muitas pessoas indiscriminadamente. É o que acontece com Claudia Ohana, que passou a oferecer aulas particulares de interpretação pela internet, já que o trabalho dos atores está bastante afetado. Ela usou sua conta no Instragram para apresentar seu serviço:

“COMO ESTUDAR TEXTO
CONSTRUÇÃO de PERSONAGEM
INTERPRETAR COM A CÂMERA
EXERCÍCIOS de IMPROVISAÇÃO

Contato: claudiaohana673@gmail.com"

 

Ohana oferece aulas particulares

A atriz ganhou um bom reforço na divulgação de seu curso com postagem do fã club, também no Instagram:

“Se você tem amor pela arte de interpretar e quer se aprimorar nesse universo, venha lapidar o seu talento com ela, Cláudia Ohana. Ela está dando aulas 100% on-line àqueles que aspiram trilhar na carreira de ator/atriz.  Nessas aulas você vai aprender como estudar textos, como trabalhar na construção de personagem, como interpretar com a câmera, enfim, vai aprender técnicas e dicas preciosas que certamente vão te auxiliar a obter êxito em testes e trabalhos. DESCUBRA O SEU POTENCIAL E SEJA PROTAGONISTA DA SUA CARREIRA.”

Segundo o colunista Leo Dias, do site Metrópoles, o valor da hora aula é de R$ 120,00 e que o curso pode ser adaptado conforme a necessidade de cada pessoa.

 

Briga de cão

Recentemente a atriz se viu envolvida em uma polêmica por ter devolvido os cachorrinhos que havia adotado junto a uma ONG.

Segundo seu relato, a pandemia de coronavírus dificultou a vivência dos cães em casa, que não podiam sair para passear e não tinham espaço suficiente para brincar. 

Claudia tinha pensado, então, em levá-los ao sítio de um 'amigo de longa data' para resolver a situação, mas a própria ONG não permitiu que ela fizesse isso, porque o espaço não tinha muro de proteção, o que violava o contrato de adoção feito. 

Assim, eles mesmos sugeriram, de acordo com a artista, de temporariamente os cães retornarem ao abrigo até a pandemia passar. Ela concordou, visto que acreditava que lá seriam bem tratados e ficariam mais felizes até poderem retornar para casa

Sofrimento

Ela chegou emitir um comunicado sobre o ocorrido:

"Em dezembro de 2019, adotei dois filhotes de dois meses. Infelizmente, em março, três meses depois do convívio com o Thor e com o Tigrão, a pandemia causada pelo coronavírus chegou ao Brasil. Foi quando iniciei o isolamento na minha casa. Trancada em casa, sozinha e sem poder sair na rua para passear com eles, me encontrei em uma situação muito difícil.

Em função da extensão da propagação da pandemia, diante da necessidade deles enquanto filhotes e das minhas limitações de saúde (comecei a ter crises agudas na minha coluna que comprometeram a minha mobilidade), considerei a opção de devolvê-los. Inclusive, cheguei a falar sobre isso com a Toca do Bicho.

Imediatamente após considerar a devolução, mudei de ideia e fui em busca de soluções que, além de garantirem que fossem bem tratados enquanto não estivessem comigo, também permitiriam que eles tivessem espaço para correr e brincar. Em um primeiro momento, pensei em mandá-los (temporariamente) para o sítio de um amigo meu de longa data. Lá, eles teriam mais espaço e poderiam gastar mais energia.

Dividi esse pensamento com a Toca e eles me alertaram que eu não poderia fazer isso, porque o sítio não tinha muros e que, pelo contrato que assinei com eles, isso era proibido. Foi quando, eles mesmos, depois de perceberem que eu não tivesse outra opção a não ser devolver, sugeriram que os cachorros ficassem (temporariamente) o período da pandemia no abrigo, onde estariam acompanhados da mãe e dos irmãos - opção que aceitei na hora por acreditar que, certamente, lá seriam bem tratados e, inclusive, mais felizes até o momento de retornarem para minha casa.

Como eu estava em processo de recuperação e com vários problemas, acreditei (e acredito) que eles não poderiam estar em melhor lugar. Acabei não ligando para saber deles por esse motivo e porque acabei me ocupando com o meu estado de saúde. Paralelo a isso, ainda tive que lidar com a internação na UTI de um familiar muito próximo. Não liguei para a ONG Toca do Bicho e errei, sim, por não ligar.

Não quero, de jeito nenhum, travar uma guerra com a Toca do Bicho, pois o trabalho que eles fazem é muito importante, mas confesso que fiquei surpresa ao descobrir, através das redes sociais, que eles tinham colocado o Thor e o Tigrão para uma nova adoção sem, ao menos, me consultar. Até essa data, vínhamos conversando cotidianamente. Me deram valiosos conselhos, foram muito amigáveis e compreensíveis comigo quando eu dividi com eles as dificuldades que eu vinha enfrentando em meio a essa pandemia, justamente por estar com a coluna em um estado que me impedia de abaixar ou fazer qualquer esforço mais bruto.

Eu tenho 1,60 de altura e peso 47 quilos. Obviamente, eu passei a encontrar sérias dificuldades de ordem motora para cuidar dos meus doguinhos, que cresceram rapidamente e ainda não tinham passado por nenhum processo de adestramento. Confesso que não vi abandono nisso, apenas achei que era a única coisa possível de se fazer em uma situação como a minha.

Ao contextualizar os fatos, não acho que agi corretamente, mas não tinha, e até agora não tenho, outra solução. Sinto falta dos meus cachorros e sei que eles também sentem falta de mim, mas, infelizmente, nada se deu como imaginei. Quero reforçar que o motivo da minha separação não foi por conta dos móveis estragados. Bens materiais a gente trabalha e compra de novo, o amor não.

Peço desculpas, mais uma vez, com a esperança de encontrar uma solução, o mais rápido possível, para receber os meus dogs outra vez. Sei que, talvez, vocês não entendam minha atitude de ter pedido para eles acolherem os meus cachorros durante a pandemia, mas só eu sei o quanto eu me esforcei para dar conta de tudo e o quanto sofri por ter que me afastar deles".

Luisa Mell alfineta Claudia Ohana: ‘Tenha responsabilidade’

Luisa Mell alfineta Claudia Ohana: ‘Tenha responsabilidade’
Luisa Mell alfineta Claudia Ohana: ‘Tenha responsabilidade’




Notícias Relacionadas

24/10/2020 | 15h38m - Flávia Almeida

Nunca imaginamos! Claudia Ohana fica loira

26/09/2020 | 23h00m - Andreia Takano

Claudia Ohana dá aula online gratuita para crianças

05/09/2020 | 18h00m - Caroline Huertas

Claudia Ohana posa de maiô e exibe boa forma aos 57 anos



Instagram

Instagram

OFuxico