Imprimir

Notícias

21/04/2020 | 07h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Manuela Scarpa/Brazil News

Darren Aronofsky queria Joaquin Phoenix como Batman

Warner, na época, desistiu do projeto porque não queria o ator no papel

Darren Aronofsky queria Joaquin Phoenix como Batman - Manuela Scarpa/Brazil News

Darren Aronofsky recordou que chegou a pensar no papel de Batman para o ator Joaquin Phoenix no passado.

O cineasta de 51 anos afirmou à revista Empire que estava pronto para fazer um novo projeto de 'Batman' logo após o sucesso de 'Requiem for a Dream' em 2000, e agora revelou que Joaquin foi escolhido para estrelar o projeto.

"O estúdio queria Freddie Prinze Jr. na época, e eu queria Joaquin Phoenix. Lembro-me de pensar: 'Ah, estamos fazendo dois filmes diferentes aqui.' Essa é uma história verdadeira. Foi uma época diferente. O Batman que escrevi, foi definitivamente um tipo de coisa diferente do que eles acabaram fazendo", comenta.

Darren Aronofsky foi contratado pela Warner para dirigir 'Batman: Year One' e até convenceu Frank Miller a escrever o filme junto com ele, no entanto, as visões do cineasta e do produtor foram em direções diferentes e o filme nunca foi feito.

A Warner não desistiu e acabou fazendo 'Batman Begins' como prova disso, mas Aronofsky se concentrou em outros projetos, e agora revelou a inesperada razão pela qual sua adaptação do vigilante de Gotham City não viu a luz: a Warner não queria Joaquin Phoenix e recusou o projeto.

Reabilitado

Joaquin Phoenix revelou um dos episódios de seu passado, em que precisou se internar em uma clínica de reabilitação por seus problemas com a bebida.

O ator disse em entrevista à revista GQ que entrou em reabilitação após o diretor Werner Herzog ressaltar seu comportamento imprudente após uma batida de carro que quase o matou.

A estrela de Joker admite que bebeu e festejou muito após o sucesso do filme biográfico Johnny Cash, Walk The Line, há 15 anos, e começou a perder o controle.

"Eu não me enturmava com o mundo ou comigo mesmo do jeito que eu queria", ele disse a GQ. "Eu estava sendo um idiota, correndo por aí, bebendo, tentando ferrar as pessoas, indo a clubes idiotas", relembra.

Então teve uma noite que o ator capotou seu carro em Los Angeles e ficou esperando ao lado da rodovia, prestes a acender um cigarro quando o cineasta alemão, Herzog, interveio.

"Uma voz alemã disse, 'Relaxa'", Phoenix lembrou, explicando que o diretor apontou que o carro estava vazando gasolina e Joaquin estava prestes a atear fogo em si mesmo.

Ele entrou em reabilitação alguns dias depois e agora o ganhador do Oscar não quer mais beber como antes.

Afirma que depois da trágica morte de seu irmão, River Phoenix, que morreu de overdose aos 23 anos em 1993, não está disposto a lutar por problemas assim: "Eu gosto de fazer muitas coisas, e não quero acordar de ressaca", ele acrescentou. "Não é algo contra o qual quero lutar, é o modo como vivo minha vida", justificou.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico