Imprimir

Notícias

02/03/2021 | 08h12m - Publicado por: Juliana Picanço | Foto: Reprodução/Gran Fratello

Dayane Mello: Quem é a modelo que conquistou o Brasil e despertou o ódio da Itália?

Modelo foi uma das participantes do Gran Fratello e conquistou os brasileiros com a sua participação no reality show

Dayane Mello: Quem é a modelo que conquistou o Brasil e despertou o ódio da Itália? - Reprodução/Gran Fratello

A catarinense Dayane Mello, de 31 anos, tornou-se uma das participantes favoritas do Gran Fratello VIP - o Big Brother italiano - graças à força da torcida brasileira. Depois de ter sofrido uma série de ataques preconceituosos, a modelo internacional ficou ainda mais conhecida e deu o que falar tanto na Itália quanto no Brasil. Mas quem é ela e por que se tornou tão querida ao longo desses seis meses de reality show?

Brasileira Dayane Mello fica em quarto lugar no Gran Fratello VIP

OFuxico fez um breve resumo da trajetória da famosa. Confira!

Infância humilde

Mesmo sendo uma modelo super conhecida atualmente, Dayane, que tem hoje 31 anos, teve uma infância muito difícil. Nascida em Joinville, a modelo cresceu ao lado dos seus quatro irmãos e foi abandonada pela mãe quando ainda tinha quatro anos. Na época, todos passaram a morar com o pai. No Gran Fratello, a famosa contou que teve uma infância pobre, marcada por dificuldades e pela ausência materna.

“Minha mãe teve 10 filhos. Morávamos em uma pequena casa com três outros irmãos e ficávamos sem comer por uma semana. Ela era uma prostituta. Vivíamos cheios de piolhos, sujos e magros”, relevou a modelo, dizendo que chegou a roubar supermercados para ter o que comer. “ Lembro-me vagamente de que minha mãe vinha uma vez por semana, cada vez com um homem diferente, e nos trazia comida. Depois foi embora”, acrescentou.

Big Brother italiano termina nesta segunda-feira (1º) e Dayane é a favorita

Aos 16 anos, ela se inscreveu em um concurso de modelos de uma TV local e terminou na terceira colocação, ganhando a oportunidade de viajar para o Chile e trabalhar com uma agência de modelos. Em 2014, a musa se mudou para Milão, na Itália, e passou a ganhar popularidade no país, participando de campanhas publicitárias, videoclipes e programas de televisão.

Realities Show

Mesmo que a modelo tenha ficado ainda mais conhecida depois da participação no Gran Fratello VIP, este não foi o primeiro programa que Dayane participou, muito pelo contrário! A modelo já esteve em quatro realities show antes do Big Brother italiano, todos na Itália.

Em 2014, no ano em que se mudou para o país, Mello fez a sua estreia na televisão com a décima edição do Ballando Con Le Stelle, versão italiana da Dança dos Famosos, da Rede Globo. A catarinense fez par com o dançarino Samuel Peron, de quem é amiga até hoje, e conseguiu o sexto lugar na semifinal.

Dayane Mello no programa Ballando Con Le Stelle

No outono de 2015, Dayane participou do reality show Mont Blanc - Desafio vertical, um jogo de aventuras que se passou nas montanhas do Vale de Aosta, em que chegou às semifinais e conquistou o quarto lugar.

Dayane Mello disputa vaga na final do Big Brother italiano nesta segunda-feira

Em 2017, a modelo participou da décima segunda edição do reality L'isola dei famosi (A Ilha dos Famosos), que se parece com o brasileiro No Limite. No entanto, a musa não foi bem recebida pelo público, sendo eliminada já no primeiro “Paredão” com a atriz italiana Samantha de Grenet. 

Dayane Mello no programa L'isola dei famosi (A Ilha dos Famosos). Modelo foi eliminada no primeiro

Em 2020, Dayane participou do programa Pechino Express, um reality de competição entre casais de conhecidos, famosos ou não, que competem ao longo de um percurso de cerca de 8.000 km para chegar a um determinado destino numa viagem em etapas de poucos dias. Mello formou o casal “Le Top” junto com a modelo Ema Kovač e juntas conquistaram o terceiro lugar. Em setembro do mesmo ano, a jovem estreou como participante da quinta edição do reality Gran Fratello, onde não foi bem recebida pelos participantes e pela torcida, que a consideram manipuladora, "expansiva'' e “muito liberal”, além de fazerem constantemente comentários machistas e xenofóbicos sobre a modelo. 

No entanto, os brasileiros se comoveram com os ataques sofridos pela famosa e resolveram se unir para mantê-la no reality show, incomodando os italianos, que não conseguiram superar os brasileiros nas votações em nenhum dos Paredões enfrentados por Dayane.

Ataques à Dayane

Os comentários maldosos sobre a modelo começaram um pouco antes da sua estreia no Gran Fratello. Em 2016, Dayane compareceu ao Festival de Veneza com um vestido glamuroso, que possuía uma fenda vertiginosa. O look acabou mostrando que a musa estava sem calcinha, fato que movimentou a mídia na época e fez com que a catarinense fosse acusada de exibicionismo. Mas Mello não deixou barato, e sem esconder a forte personalidade, a modelo respondeu aos ataques com classe:

“Quando você está em um tapete vermelho, vira uma princesa. E ninguém é autorizado a dizer para uma princesa como ela deve se vestir ou despir”, disse ela. No Gran Fratello não foi diferente, a brasileira recebeu uma série de comentários preconceituosos tanto dentro quanto fora do reality show, algo que chamou a atenção dos brasileiros que assistiam e não assistiam o programa.

Dayane Mello no Festival de Veneza

Em uma ocasião, depois de ser indicado pela modelo, o repórter Francesco Oppini, um dos favortios do público, chegou a dizer que "em Verona, Dayane seria estuprada" e que "Uma festa com ela e meus amigos seria um desastre".

E não parou por aí. Lembra do Lucas Penteado? Participante do BBB21 que foi repreendido por alguns participantes depois de beijar Gilberto e se assumir bissexual? Pois é, algo parecido aconteceu com Dayane. Assim como Lucas, a sister também teve sua bissexualidade questionada ao assumir paixão pela sister Rosalinda Cannavo.

"Sou muito convicta daquilo que me atrai e daquilo que faço, então é natural que eu diga que estou apaixonada por essa mulher", disse ela em programa ao vivo. 

Brasileiros votam para Dayane Mello continuar no BBB Itália

Na casa, a participante Stefania acusou a modelo de fingir o sentimento para se promover. "É tudo falsidade", disse a colega de confinamento. "Eu estou na minha pele, vivi o que significa lutar por um amor do mesmo sexo. Chegar aqui e fingir... Você é meio lésbica? Para mim, é uma m*rda", declarou o participante Tommaso.

As declarações e ataques a modelo revoltaram os brasileiros, que se movimentaram para apoiar a modelo dentro do programa. Apesar de desagradar a torcida e os participantes, Dayane voltou de 11 televotos - como são chamados os 'paredões' do programa - além de ter ganhado, do dia 25 de janeiro, uma votação popular contra outros três participantes garantindo uma vaga na final do programa, graças a sua torcida no Brasil. Este fato mexeu ainda mais com os ânimos dos italianos, que travaram uma guerra com os brasileiros, tentando até mesmo, como vingança, fazer o mesmo com o BBB21, se mobilizando para eliminar Gilberto no paredão em que enfrentou Arthur e Karol Conká, mas o brother acabou com apenas 0,29% dos votos.

Dayane saiu campeã, mesmo que não do reality show

Infelizmente, mesmo com os esforços dos brasileiros, Dayane foi eliminada na noite da última segunda-feira (1) e ficou em quarto lugar no reality show. Mesmo assim, a modelo saiu vencedora e ganhou o apoio de milhares de brasileiros. Não só pela forte personalidade e por não ter vergonha de ser quem é, a modelo demonstrou força em vários momentos no programa, incluindo o dia em que recebeu o anúncio da morte do seu irmão, Lucas, que morreu em um acidente de carro em Santa Catarina. Bastante abalada, ela retornou para a casa e optou por não desistir do jogo, pois o último desejo do irmão foi que ela fosse campeã do reality. 

Confinada no BBB italiano, Dayane Mello acompanha velório do irmão por chamada de vídeo
Morre Lucas Mello, irmão de Dayane, a brasileira finalista do Big Brother italiano

A brasileira, que lutou para sobreviver na infância, chegou na Itália e enfrentou de frente os comentários machistas e xenofóbicos e mesmo assim não se deixou abalar. Com uma personalidade que abala a audiência conservadora, a modelo deu o que falar, seja bem o mal, e com certeza fez história no reality show.





Notícias Relacionadas

02/03/2021 | 00h26m - Andréia Takano

BBB21: Bate-boca de João e Projota bomba na web



Instagram

Instagram

OFuxico