Imprimir

Notícias

16/01/2021 | 08h22m - Publicado por: Andréia Takano | Foto: Reprodução/Instagram

Demi Lovato mostra apoio a Manaus: ‘Vejo e ouço você’

Cantora usou as redes sociais para se manifestar

Demi Lovato mostra apoio a Manaus: ‘Vejo e ouço você’ - Reprodução/Instagram

Demi Lovato fez questão de demonstrar seu apoio a Manaus, que tem sofrido com crise na saúde a respeito de falta de oxigênio nos hospitais. Pelas redes sociais, a cantora publicou uma mensagem e disponibilizou um link para doações.

"Brasil, eu vejo e ouço você", escreveu Demi em seus stories, adicionando emojis da bandeira do Brasil e de corações.

No Brasil diversos artistas se mobilizaram para fazerem suas contribuições. O primeiro foi Whindersson Nunes, que convocou toda a classe artística.

Na sexta-feira (15), Luciano Huck chegou a fazer duras críticas ao governo brasileiro.

A principal empresa que fornece o insumo informou, na última semana, que está com dificuldades de produção desde o aumento de casos da Covid-19 no estado.

Luciano Huck posa com a família: ‘Não podemos abandonar a esperança’

Em seu perfil no Instagram, o apresentador do Caldeirão do Huck publicou Stories e os transformou em um vídeo para o IGTV comentando a situação de calamidade pública vivida na cidade. Diversos famosos se mobilizaram para ajudar e Luciano citou a iniciativa e criticou as autoridades brasileiras.

"Queria dividir uma história com vocês. Primeiro, que eu tenho uma relação muito forte com o Amazonas, já gravei muito lá, gosto muito do povo, das comunidades ribeirinhas, gosto dos índios, das cidades potentes que o Amazonas têm. Então estou desde ontem mobilizado aqui, tentando entender de fato como a gente pode ajudar", começou.

"A sensação é que lá, no Amazonas, as pessoas estão se sentindo asfixiadas e os pacientes estão, de fato. E a gente, aqui, do lado de fora, querendo ajudar, é uma sensação de impotência horrível. Parece que a gente está de mãos atadas e eu vou explicar o porquê", continuou ele.

"Desde ontem, eu estou vendo uma mobilizando de artistas, amigos queridos para comprar balões de oxigênio. Beleza, como é que faz? Como é que faz isso chegar lá? Você não pode comprar cilindro de oxigênio e colocar em um avião civil, é proibido. Você só pode fazer isso em cargueiro”, pontuou Huck.

Luciano Huck e Angélica aparecem juntinhos em foto de viagem

Na sequência, o marido de Angélica lembrou que a aeronave destinada a isso é de propriedade da força militar nacional, porém encontra-se em manutenção.

"O cargueiro apropriado para isso é da Força Aérea Brasileira chamado KC-390 e que está em manutenção há um tempo. Já soube que a Força Aérea está mobilizando todos os recursos possíveis para tirar esse avião da manutenção rápido! Já pediu apoio da Força Aérea Americana."

Mais adiante, Luciano retornou ao foco nos cilindros de oxigênio, falando das doações que passaram a ser levantadas por celebridades, começando por Whindersson Nunes.

"É difícil você doar cilindro. Carrega muito pouco oxigênio. Logística difícil, complexa... Você precisa de cargueiros que trasportem 12, 15, 20, 30 mil litros de oxigênio líquido; chega lá no local e transfere para cilindros. Porém, não tem estrada na enorme maioris do estado", contou.

Numerologia: Luciano Huck terá ótimo momento para iniciar novo projeto em 2021

"Então não adianta enche uma carreta com tanques de oxigênio líquido ou cilindros porque chegando lá, precisa de barco. E o barco leva três, quatro, cinco, seis, sete dias para chegar nas localidades onde estão os pacientes precisando de oxigênio."

Huck ainda lembrou dos trâmites envolvendo o transporte de pacientes para outros estados comparando o tempo de viagem com o tempo que dura um macanismo de respiração nos aviões comerciais.

"O cara está mal respirando na terra; no avião, na cabine pressurizada, a sensação de que estivesse a 2.600 metros de altura, um ar rarefeito. Então precisa de oxigênio para o paciente que não consegue respirar em terra, respirar no avião [...]"

"A situação é muito complicada. Hoje o Amazonas está precisando de 70 mil metros cúbicos por dia de oxigênio, e vai subir para 100 mil, pelo que levantei. A indústria consegue produzir 45 mil. É problema para todos os lados", reforçou ele.

Por fim, Luciano apontou defeitos na política do Brasil. "Vou deixar claro mais uma vez, isso é consequência da irresponsabilidade, da ingerência, da descoordenação, da negação da ciência e de todos os absurdos que a gente viu, ouviu e leu de como as autoridades brasileiras vem tratando a crise da Covid-19. O que está acontecendo hoje no Amazonas poderia ter sido evitado”, concluiu, explicando também que o melhor apoio, em sua opinião, é ajudar as ONGs.

Angélica posta foto na infância e compara com a filha

Panelaço

 

Tanto no Instagram quanto no Twitter, Luciano Huck divulgou uma arte a respeito de uma manifestação nesta sexta-feira (15). A ideia é bater panela, ou melhor, fazer panelaço, como ficou conhecido esse tipo de protesto feito nas janelas das casas.

O apresentador mostrou que apoia a ideia da movimentação. "Sem oxigênio. Sem vacina. Sem governo", dizia a imagem com as informações da data e o hora´rios para acontecer, acompanhados da tag Brasil sufocado.

Luciano Huck apioa panelaço contra o Governo Federal e convoca mais gente





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico