Imprimir

Notícias

11/02/2020 | 23h00m - Publicado por: Raphael Araujo | Foto: Mari Araujo

Denise Dias sobre nudez: ‘Nunca tive problemas’

Atriz afirmou que sempre andou a vontade pela casa dela

Denise Dias sobre nudez: ‘Nunca tive problemas’ - Mari Araujo

Denise Dias está de fora da avenida no Carnaval 2020, mas isto não a impediu de posar para cliques belíssimos das lentes de Mari Araujo.

Utilizando um tapa-sexo durante o ensaio fotográfico, a atriz aproveitou para comentar sobre um assunto tabu da sociedade: a nudez.

Porém, ela foi na contramão do que a maioria poderia pensar, e contou que nunca teve vergonha quanto à nudez.

Denise Dias falou de nudez em ensaio fotográfico

"Nunca tive problema com a nudez. Sempre fui criada andando à vontade dentro de casa, nunca fui reprimida. Eu moro sem vizinhos na frente da minha varanda porque gosto de andar bem à vontade em casa. Gosto de me olhar no espelho e me sentir gostosa”, explicou.

Denise Dias contou que a nudez nunca foi tabu para ela

A seguir, ela ainda disse muita gente tem medo de aceitar a nudez por conta da auto aceitação, e que devemos gostar do nosso corpo como ele é.

O importante é eu estar bem comigo mesma, independente do que as pessoas vão achar. A maldade está na cabeça de quem vê. Sempre estive com a autoestima bem", completou.

Denise Dias afirmou que devemos aceitar nosso próprio corpo

“Qualquer preconceito é cruel”

 

Denise Dias, uma das maiores musas do Brasil, não irá participar do Carnaval deste ano, apesar de afirmar que sua paixão pela festa continua firme e forte e não descarta voltar para a Sapucaí.

Em um ensaio sensual e ousado, a atriz aproveitou para desabafar sobre alguns assuntos, inclusive sobre o preconceito que sofreu por cinco anos na folia.

"Fui muito atacada em alguns momentos, principalmente quando ocupei cargos de destaque na escola. Não me aceitavam simplesmente pelo meu estereótipo, por ser taxada como 'patricinha' ou coisa parecida. Chegava na quadra e percebia os olhares e comentários, mas eu estava ali para somar, sempre ajudei as escolas por onde passei e sempre fiz tudo com muito amor e dedicação. Na hora de pisar na avenida e defender as cores da escola que fazia jus ao meu lugar”, garantiu ela.

“Qualquer tipo de preconceito é cruel, principalmente aquele não é explícito, mas te consome lentamente", complementou Denise.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico