Imprimir

Notícias

21/10/2020 | 12h50m - Publicado por: Luigi Civalli | Foto: Reprodução/Globo

Drica Moraes sobre doador de medula: ‘Meu oitavo irmão’

Atriz precisou de um transplante de medula óssea e relembrou o reencontro

Drica Moraes sobre doador de medula: ‘Meu oitavo irmão’ - Reprodução/Globo

Na noite da última terça-feira (20), Drica Moraes foi a convidada especial do Conversa com Bial e falou de sua carreira e de sua vida pessoal, relembrando mais precisamente de sua cura da leucemia, quando necessitou de um transplante de medula óssea.

Confira famosas que optaram pela adoção na hora de serem mães

Para quem não sabe, o transplante era a única chance de Drica durante o tratamento e, mesmo assim, havia somente 20% de chance de sobreviver.

“Eu entendi naquele momento que os 20% de chance que eu tinha de sucesso eram 100. É como se eu fizesse uma regra de 3 e eu entendi que 20 virava 100. Quando eu penso que o futuro pode ser muito horrível e as coisas podem dar muito errado, eu ainda penso nos 20% que tinha 10 anos atrás. Eu tento fazer o melhor porque eu sei que é possível”, disse.

Drica relembrou de como encontrou seu doador, a quem ela chama de irmão.

“Depois de cinco anos, se você não morreu, você pode conhecer o seu doador. Então, o INCA (Instituto Nacional de Câncer) me telefonou para eu falar com o meu doador. Eu amo o Adílson em um grau. A gente se fala todos os dias e ele acabou se tornando o meu 8º irmão", revelou.

Ela ainda recordou de seu primeiro contato pessoalmente, na cidade de Presidente Prudente, no interior de São Paulo.

"Não tinha roteirista para escrever esse diálogo. Eu não sabia o que dizer. O que você ia falar para uma pessoa dessas? Eu disse: 'Oi', e ele respondeu: 'Oi, filha. Você está bem?'. Eu falei: 'Estou bem, você salvou a minha vida. Qual o seu nome? Aí desenrolou-se todo um diálogo inexplicável em um programa como esse e eu falei no final que queria conhecê-lo. Eu o abracei e chorei muito. O roteirista e nem o dialoguista não teriam escrito nada”.

O contato entre Drica e Adilson é tão forte que, quando a mãe dele morreu, a atriz foi até Presidente Prudente para dar seu apoio ao “amigo-irmão”.

No bate-papo com Bial, Drica ainda lembrou que a doação de Adilson foi “pura sorte”. "Ele estava fazendo um trabalho na beira do rio com o chefe e avistaram uma barraca do SUS. Os dois foram conferir o que estava acontecendo e ele resolveu doar".

Atualmente, Drica está a todo vapor na Globo, com as séries Sob Pressão e Amor e Sorte.

Sob Pressão volta rebatizada Plantão Covid com dois episódios
Drica Moraes revela dificuldade em homeschooling com o filho
 





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico