Imprimir

Notícias

15/09/2020 | 09h50m - Publicado por: Marcelo Mendes Barroso | Foto: Reprodução GNT

Emicida lembra quando assistiu peça de amiga com cena de nudez

Rapper ficou constrangido com a cena

Emicida lembra quando assistiu peça de amiga com cena de nudez - Reprodução GNT

Emicida contou história muito engraçada que viveu ao assistir uma peça de teatro de uma colega de trabalho, quando ainda não era famoso. O assunto no Papo de Segunda desta segunda-feira (14) era sobre o nu artístico e se isso chocava as pessoas.

O rapper então foi questionado pelo apresentador Fábio Porchat:

“Esse tipo de pauta me deixa o rosto formigando”, começou ele brincando. “Faz uns 3 ou 4 anos na minha vida que eu consigo olhar em um nu em um objeto de arte, num teatro de uma maneira mais tranquila. Mas me lembro de uma amiga nossa, que era recepcionista no estúdio que eu trabalhava. E um dia ela falou ‘Vai ser a estreia da minha peça’. Ela distribuiu convites para todo mundo. Fui eu, a tiazinha que era da faxina, a mulher que era da secretaria. A gente sentou na mesma fileira. E o que era o teatro na nossa cabeça? Um Romeu e Julieta, um Hamlet”, contou.

“A primeira cena começava com um espalmado no escuro. Me desculpe, estou descrevendo uma cena aqui que fico com a cara formigando. Estava um espalmado assim (descrevendo o barulho como se fosse de uma relação sexual). E eu no escuro, estava do lado da dona Nadir, que era a faxineira e do outro lado a secretária Eleonor. E quando bate a primeira luz, uma luz vermelha...Nossa amiga Sandra tá peladona transando em cima do palco. Eu sentia meu corpo pegando fogo. Queria entrar no meu próprio bolso. Mas hoje não acontece mais isso”, finalizou Emicida para riso geral de seus colegas de programa.

Emicida no Papo de Segunda

Emicida produzirá novo álbum de Alaíde Costa com Marcus Preto

Arte on-line

No ano em que a pandemia do coronavírus mudou os hábitos no mundo todo, o Festival de Curitiba encontrou um caminho alternativo para manter as artes cênicas em movimento, garantindo sua essência de sempre buscar fazer um festival para todos.

Entre 17 e 24 de setembro, ocorre o Festival Online, uma versão digital e enxuta, que será uma prévia da 29.ª edição do Festival de Curitiba, que ainda deve acontecer presencialmente seguindo todas as orientações sanitárias de segurança, em data a ser confirmada. As atrações serão disponibilizadas, gratuitamente, nas plataformas digitais do Festival de Curitiba.

O aclamado cantor, compositor e rapper paulista Emicida é o convidado para abrir a programação, com o seu projeto “Emicida – Live Show”. O Festival Online contará ainda com o ao vivo infantil do Grupo Triii, em uma ação do Programa Guritiba e com a obra audiovisual “Antunes Filho : $odoma G/omorra { TRANSMISSÃO } de Luiz Päetow”.

Emicida presta homenagem à Chadwick Boseman no Papo de Segunda





Notícias Relacionadas

15/09/2020 | 08h30m - Marcelo Mendes Barroso

João Vicente de Castro revela: ‘Fiz terapia dos 8 aos 32 anos’

09/09/2020 | 12h34m - Caroline Huertas

Grazi Massafera teve lombriga após morder um rato. Entenda!



Instagram

Instagram

OFuxico