Imprimir

Notícias

20/02/2018 | 03h00m - Publicado por: Giovanna Prisco | Foto: Reprodução/Instagram

Emma Watson assina carta contra assédio sexual

“Não se trata de incidentes isolados, mas se trata de poder e desigualdade”, diz trecho do texto

Emma Watson assina carta contra assédio sexual - Reprodução/Instagram
  • Amei0
  • Curti0
  • Feliz0
  • Triste0
  • Nervoso0
  • Surpreso0

Ao lado de atrizes renomadas como Kate Winslet, Claire Foy e Emma Thompson, Emma Watson foi uma das 190 atrizes a assinarem uma carta aberta contra o assédio sexual e a desigualdade salarial entre homens e mulheres.

A carta faz parte do movimento Time’s Up, que significa O Tempo Acabou, em tradução livre, e foi publicada no último domingo (18) no jornal Observer.

O jornal The Guardian compartilhou alguns trechos do texto.

“Esse movimento é maior do que uma simples mudança apenas em nossa indústria. Esse movimento é interseccional, com conversas entre raças, classes, comunidade, habilidade e ambiente de trabalho para falar sobre a desigualdade”, dizia o começo.

O texto continuou falando sobre as milhares de mulheres que sofrem ou sofreram assédio.

“Para cada mulher na indústria do entretenimento que já se abriu sobre o assunto, existem milhares de mulheres cujas histórias ainda são desconhecidas. Não se trata de incidentes isolados, mas se trata de poder e desigualdade. E isso é sistêmico”.

E continua:

“Em um passado próximo, nós vivíamos em um mundo onde assédio sexual era uma brincadeira desconfortável, um desconforto inevitável de ser uma garota ou uma mulher. Isso não podia ser discutido, muito menos abordado. Em 2018, parece que nós acordamos em um mundo pronto para mudanças. Se nós de fato abraçarmos esse momento, será um divisor de águas”.

No mesmo dia da publicação da carta, ocorreu o Bafta, considerado o Oscar britânico e mais uma vez as celebridades vestiram preto em protesto às denúncias de assédio, semelhante ao que aconteceu no Globo de Ouro.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico