Imprimir

Notícias

27/05/2020 | 18h12m - Publicado por: Luigi Civalli | Foto: João Cotta/Globo

Êta Mundo Bom bate recorde de audiência no Vale a Pena Ver de Novo

Novela está há um mês no ar

Êta Mundo Bom bate recorde de audiência no Vale a Pena Ver de Novo - João Cotta/Globo

Com a pandemia do coronavírus, as gravações das novelas estão todas paralisadas e ainda ser uma previsão de retorno certa. Porém, no Vale a Pena Ver de Novo, passar novelas antigas não é nenhuma novidade, aliás, é disso que a atração vive.

E, após exibir Avenida Brasil, a trama que está no ar há um mês é Êta Mundo Bom, que foi exibida pela primeira vez em 2016. E pode-se dizer que ela está com uma audiência incrível.

Com relação ao índice nacional e do Rio de Janeiro, a novela marcou a maior média das 4 primeiras semanas de uma novela no Vale a Pena desde 2009. No Rio, ela alcançou uma média de 22 pontos, enquanto no PNT marcou 20 pontos.

Em São Paulo, Êta Mundo Bom também marcou 20 pontos de médica, mas se pensarmos em recorde, é algo muito maior, já que a mesma média foi alcançada apenas em 2004, há 16 anos.

Globo analisa 'cenários possíveis' para retorno às gravações de novelas
Globo já tem data para voltar com a teledramaturgia
Globoplay anuncia novelas clássicas a cada duas semanas

Noveleiros de plantão

Os noveleiros de plantão ficaram em polvorosa desde a semana passada, quando a Globoplay anunciou que iria disponibilizar uma novela clássica da Globo a cada duas semanas, sempre às segundas-feiras. A estreia de A Favorita, de 2008, que entrou no ar nesta segunda (25), foi o pontapé inicial.

De acordo com a plataforma, cinco estreias estão definidas: Tieta (1989), Explode Coração (1995), Estrela-Guia (2001), Vale Tudo (1988) e Laços de Família (2000). Todos os primeiros capítulos de todas as novelas estarão abertos para não assinantes.

Novelas que nunca foram reprisadas e sucessos exibidos no Vale a Pena Ver de Novo e no canal Viva estão na planilha. São 50 títulos em processo de resgate, sendo 21 liberados para publicação.

"As novelas são parte da memória afetiva do brasileiro. A liberação do primeiro capítulo de todas as obras do nosso acervo vai permitir aos nossos usuários, inclusive os não assinantes, se conectarem com a própria história. Quem nunca se lembrou de uma passagem da infância ou da juventude ao ouvir a trilha sonora ou ao rever uma cena de uma novela clássica?", disse Ana Carolina Lima, diretora de Conteúdo do Globoplay.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico