Imprimir

Notícias

08/03/2021 | 13h44m - Publicado por: Flavia Almeida | Foto: Reprodução/Instagram/@diogoxavier_fotografo

‘Eu poderia estar morta, mas estou evoluída’, diz Glamour Garcia, sobre relacionamento abusivo

Dois anos depois de A Dona do Pedaço, atriz transexual fará monólogo on-line

‘Eu poderia estar morta, mas estou evoluída’, diz Glamour Garcia, sobre relacionamento abusivo - Reprodução/Instagram/@diogoxavier_fotografo

Parece que foi ontem, mas lá se vão dois anos que Glamour Garcia estreou no horário nobre da Globo na pele da Britney e conquistou o país em A Dona do Pedaço. Naquele período, enquanto experimentava o sucesso nacional, a atriz vivia um inferno na vida pessoal. Glamour contou que foi a novela que a livrou de um relacionamento abusivo.

"Vivi os momentos mais dramáticos e difíceis da minha vida enquanto eu fazia a novela. De repente, me vi com muito medo. A Britney era a minha realização de anos, e se eu não estivesse vivendo todo aquele sucesso, não teria aguentado. Eu poderia estar morta, mas hoje estou evoluída", disse ela ao canal Pheeno, no YouTube.

Glamour Garcia tem novo amor: ‘Voltei a ser feliz’

Aos 32 anos, prestes a encenar textos da poeta Hilda Hilst num monólogo que será transmitido online, Glamour Garcia se transformou em referência na comunidade LGBTQI+ e espera que outros transexuais vejam sua trajetória como inspiração.

"Antes da transição de gênero, eu era um corpo morto, o papel que eu vivia era falso e tinha muitos problemas mentais e existenciais. Quando vivi a Britney, foi importante acompanhar a discussão que se criou sobre o tema", disse.

Glamour Garcia adia cirurgia de redesignação pelos palcos

Relacionamento abusivo

De acordo com levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, houve um crescimento de 27% das denúncias de violência contra as mulheres de abril a março de 2020, em relação ao mesmo período de 2019. Porconta da pandemia do novo coronavírus, a convivência mais assídua entre homens e mulheres tem revelado o aumento brusco nas queixas através do número de telefone 180.

A agressão física não é a única forma de violência contra as mulheres: há a psicológica, a sexual, a moral e a patrimonial. Todas elas são consequências de um relacionamento abusivo. Só que uma parcela das vítimas não consegue identificar que está vivendo esse tipo de relação com seu companheiro.

Há muitos sinais. O abuso pode culminar na violência física, mas ele começa com as formas verbal e psicológica. É muito importante notar que existe um mito de que ciúme é um sinal de amor. Ao menor sinal, procure ajuda. Ligue 180.

Glamour Garcia é destaque em livro com temática voltada à comunidade trans





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico