Imprimir

Notícias

05/08/2020 | 16h30m - Publicado por: Michele Marreira | Foto: Divulgação/Ginga Assessoria

Felipe Titto relata ascensão nos negócios em live de empreendedorismo

Ator revelou os percalços e acertos ao arriscar em novos segmentos

Felipe Titto relata ascensão nos negócios em live de empreendedorismo - Divulgação/Ginga Assessoria

Felipe Titto foi o convidado especial da live Bora Empreender, comandada por Alê Costa, fundador e CEO da Cacau Show, na noite da última terça-feira (4). A conversa aconteceu por meio do Instagram do empresário.  

Durante a conversa, o ator falou um pouco de como consegue comandar tantos negócios, simultaneamente.

"Eu sempre fui muito metódico com as minhas coisas. Não tenho como estar presente em 10 empresas, tenho um grupo do WhatsApp com todos os sócios das empresas e, assim, alinho as coisas”, iniciou ele.

O artista deu mais detalhes quando está gravando os folhetins.

“Quando eu faço novela, eu fico de 6 a 9 meses no Rio. Muitos dias eu fico o dia todo trancado no estúdio. Não dá pra estruturar nada novo fazendo novela, então precisa estar tudo encaminhado", completou.

Durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, ele se tornou sócio de uma empresa de máscaras com proposta social.

"A Fashion Med foi uma marca que surgiu na pandemia. Eu não queria surfar nessa onda da doença. Mas eu quis que tivesse um cunho social, então cada máscara que eu vendo eu doo outra", explicou.

O bonitão que é muito engajado em ações sociais revelou que sempre pensou em ajudar o próximo.

"Eu sempre soube que eu ia ter uma estabilidade financeira, só não sabia como e quando seria. Então eu sempre pensei o que eu faria quando esse momento chegasse. Antes de pandemia, essa coisa toda, eu sempre coloquei a mão na massa”, destacou.

Felipe ainda ressaltou que ele realiza as ações pessoalmente.

“Eu mesmo fui comprar cobertores, peguei ovos na Cacau Show, vou ao Centro de São Paulo levar doações, gosto de conversar com os caras e fazer eu mesmo. E eu só conto para que as pessoas possam entender que também podem fazer. Ninguém é tão pobre que não possa fazer nada por alguém, nem que seja um abraço", pontuou ele.

Fama

Apesar de todo o sucesso, Felipe contou que já teve negócios que não deram certo. Ele percebeu que estava famoso quando interpretou o mordomo Wagner, em Amor à Vida. O personagem apimentou a vida de Edith, personagem de Bárbara Paz.

"Virou a chavinha, eu acordei com 1 milhão de seguidores, e eu não queria depender única e exclusivamente da vida artística. Então, eu comecei a investir em outras coisas. Meu primeiro negócio foi um restaurante mexicano que durou cerca de 1 ano e meio. Eu tive 3 ou 4 negócios que não deram certo. Eu quebrei muitas vezes. Mas cheguei a conclusão de que o vencedor, é um perdedor insistente. Se eu tivesse parado naquele momento eu seria empregado pelo resto da vida", disse.

Na atualidade, Titto inspira muitas pessoas. Apesar de ter estudado até a sétima série, ele sempre se esforçou muito para chegar ao atual patamar.

"É muito clássico o julgamento, principalmente do brasileiro, de ver uma coisa gigante e não saber tudo o que se passou para chegar até lá. Eu mostro a minha vida para inspirar as pessoas. Eu não tenho faculdade, eu não indico para ninguém, mas sempre fui muito interessado”, falou.  

Ele deu dicas ao público.

“É muito importante você estudar e aprender sobre o que você vai empreender. Eu mostro mesmo para inspirar as pessoas. Aonde você nasceu não é culpa sua, mas onde você vai morrer a decisão é sua. Eu quero inspirar as pessoas e mostrar que todo mundo é capaz. As pessoas veem o que você tem, mas não sabem o que passou", concluiu.

Live especial sobre o mundo dos negócios

Felipe Titto cumpre promessa e dá moto para entregador
Felipe Titto fabrica máscaras e mobiliza fãs para doações





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico