Imprimir

Notícias

26/11/2020 | 09h44m - Publicado por: Marcelo Mendes Barroso | Foto: Reprodução Instagram

Fernanda Lima não deixa os filhos parados na pandemia e coloca os meninos para dançar

Atriz mostra os meninos arrasando em coreografia

Fernanda Lima não deixa os filhos parados na pandemia e coloca os meninos para dançar - Reprodução Instagram

O isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus tem obrigado as pessoas a inventarem atividades caseiras para ocuparem o tempo e não caírem no tédio. Neste cenário, as crianças e jovens parecem sofrer mais com a situação, pois costumam ter muito mais energia para queimar.

Mãe de dois filhos adolescentes, fruto do relacionamento dom Rodrigo Hilbert,   Fernanda Lima inventou uma maneira criativa de colocar seus gêmeos João e Francisco de 12 anos, para se exercitarem, largaram o celular e saírem do sofá. A atriz e apresentadora contratou um professor de dança, que faz aulas particulares na casa da família.

Nesta quarta-feira (25), ela usou seu perfil no Instagram para postar um vídeo do trio em ação, além de uma mensagem que pode ajudar outras mães na mesma situação e profissionais que estão precisando de trabalho.

“Essa pandemia prejudicou a vida de muita gente. Tenho amigos queridos e profissionais maravilhosos que estão se reinventando para conseguir se manter dando aulas particulares individuais ou em grupo pra molecada.

Porque dançar liberta a alma, solta as amarras do corpo, expande nossa criatividade e trabalha o movimento de maneiras que as crianças não estão acostumadas quando passam a maior parte do dia sentadas. Melhora a postura, tonifica os músculos, além de ser antidepressivo e de aumentar muito a sensação de bem-estar. Se você tem condições, contrate um professor de dança para seus filhos”, escreveu.

No vídeo, os meninos dançam uma coreografia ao som de Bruno Mars e demonstram que levam jeito para a coisa.

Confira o vídeo:

Whindersson Nunes ‘intimida’ Rodrigo Hilebrt. Entenda!

Facetas

Se tem um nome capaz de superar as expectativas de qualquer um, esse é o de Rodrigo Hilbert, personagem de diversos memes sobre ter muitas qualidades e talentos.

Em conversa com a colunista Patrícia Kogut, do OGlobo, o ator e apresentador do GNT comentou sobre esses elogios, mas disse que achou ter passado dos limites a brincadeira que ele inventaria a vacina da covid-19.

“Eu acho tudo isso engraçado. Mas, nessa coisa da covid, falei: ‘Peraí, não é legal’. Tem tanta gente morrendo, tanta coisa acontecendo. É um vírus com o qual ninguém sabe como lidar. Achei um pouco fora... No geral, quando as brincadeiras vêm, eu tiro de letra. Não reconheço esse título de homão da porra. Quando você não reconhece, está tudo certo. As pessoas se divertem, mas eu tenho os pés no chão”, afirmou ele.

Em seguida, ele ressaltou que a modéstia é uma palavra essencial de seu vocabulário, que ela deve ser mantida sempre por perto.

“Nossa, tenho milhões de coisas para aprender. No meu próprio programa, na culinária. A mexicana, a chinesa, a japonesa... E outras milhões de coisas na minha profissão de ferreiro. Sigo bastante gente que trabalha com ferro e serralheria. Também quero aprender a lidar comigo mesmo em relação ao machismo, quero ser um aliado na luta antirracista. Eu não sou ninguém perto do quero aprender”, revelou ele.

Signos: Quais famosos representam tão bem o zodíaco?
 

Relação com Fernanda Lima

Um ponto que Hilbert avalia ser necessário melhorar em sua vida é a vida doméstica e paterna, sentindo que a divisão de tarefas com a esposa, Fernanda Lima, continua desigual.

“Eu faço coisa em casa, divido as tarefas, mas ainda saio devendo muito para a Fernanda. Ela está há um ano sem dormir direito uma noite inteira com a Maria. Fico sofrendo, tentando tirar esse peso dela. Sou supernormal, nada a mais do que ninguém. A Maria parece que ainda não saiu de dentro da Fernanda. Fica colada nela. Tem ciúme do pai, e o pai fica nervoso (risos)”, contou

“Ela só mama no peito até hoje. Colocamos uma cama grande no chão do quarto e ficamos ali. Maria ama. Ela vai rolando até encostar na Fernanda. Quando encosta em mim, chora, porque sabe que não é a mãe. Eu fico agoniado. Tento botar chupeta, dar uma ninada... Fico frustrado. Digo: "Desculpe, amor, não consegui ajudar de novo". Fernanda entende que estou tentando”.

Ainda falando da amada e dos filhos (além de Maria, eles também são pais de João e Francisco), ele rasgou diversos elogios à artista e a maneira como ela educa os herdeiros.

“Temos dois meninos muito bacanas. A Fernanda é uma supermãe. Impressionante como ela consegue fazer as crianças se organizarem. Se deixar para mim, fico atrapalhado. Quando ela me diz "está na hora de pegar teus filhos e fazer algo", eu entendo a mensagem logo”.

“A gente tem essa parceria. Fernanda mantém um papo aberto com eles muito bom. Eu não sou de falar tanto, mas sou de dar o exemplo, de sentir a energia deles no momento e girar conforme essa energia. Fernanda sente e vai no papo. Desmonta todos, deixa os dois totalmente desarmados. Eles são muito fofos. Dois pré-adolescentes bebezões”, explicou.

Rodrigo Hilbert erra receita de pudim e web fica incrédula
 

Gravações

Por fim ele falou da nova temporada de Tempero de família, seu programa na GNT que o fez viajar de São Paulo para o Rio por conta das gravações, além de dizer que as ideias estão sempre fervilhando na cabeça.

“A gente está sempre inquieto, tentando fazer uma coisa nova. Mas óbvio que a receita está sempre ali. Não considero que o programa tenha um formatinho só e apenas um caminho a ser seguido. Nada vai me surpreender. Se eu fizer comida no topo da montanha, por exemplo. Ou alguma coisa vinculada ao esporte. Tem o ciclismo. Eu virei competidor de mountain bike. Quero fazer um programa ligando bike e comida. Não paro nunca. Estou sempre dando ideia. Tenho uma equipe incrível. Se não fosse ela, não sei o que seria de mim. Eles estão sempre me municiando”, concluiu Rodrigo Hilbert.

Dança dos Famosos: Relembre os campeões do programa





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico