Imprimir

Notícias

03/07/2020 | 17h12m - Publicado por: Michele Marreira | Foto: TV Globo/Victor Pollak

Fernanda Torres desmente fake news 'abençoada a pandemia’

Atriz se revoltou com boatos envolvendo o seu nome

Fernanda Torres desmente fake news 'abençoada a pandemia’  - TV Globo/Victor Pollak

Fernanda Torres não gostou nada de ver o seu nome envolvido em uma falsa notícia, a conhecida “fake news”, sobre um tema tão sério que é a pandemia causada pela Covid-19.

A atriz, de 54 anos, participou na manhã desta sexta-feira (3), do programa Encontro com Fátima Bernardes, e aproveitou para explicar sobre o assunto, que vem ganhando cada vez mais força na internet.

"Está rolando uma fake news minha que eu achei que ia acalmar, mas continua. São umas aspas minhas dizendo 'abençoada a pandemia, esse vírus'. Aspas com a minha foto, como se eu tivesse escrito isso", iniciou a artista.

A famosa ainda ressaltou como nasce esse tipo de história.

“Surge de uma galera mal-intencionada, tem endereço certo. Aí eu queria dizer que quem receber minha cara, escrito 'bendito vírus' é fake news", frisou ela.

Policiais da Maré, Rio

Em meados do ano passado, Fernanda Torres criticou a ação da polícia do Rio de Janeiro na comunidade da Maré, onde diversos jovens acabaram morrendo após confrontos entre autoridades e criminosos.  

"A gente quer a polícia ali, mas não dessa maneira. Não é possível que o Estado só esteja em um lugar como a Maré com policiamento, e não com escola, hospital, saneamento básico", afirmou a atriz.

Fernanda ainda explicou que sente que o país adotou a ideia de que é melhor acabar com a miséria por meio do extermínio.

"Essa ideia de que 'mataram mais de 50 presos? Ótimo! Deixa que eles se matem lá' é como se aceitássemos que o Estado não vai se recuperar, não há emprego para essas pessoas, então melhor deixar morrer", ressaltou ela. "A sociedade perde se a polícia vira o inimigo da Maré".

"Vivemos uma crise econômica, um período de recessão, e o que a classe média branca deseja, de fato, é que alguém vá lá e extermine essa população [pobre]".

Os comentários se iniciaram depois de Fátima Bernardes falar que os moradores da Maré enviaram cerca de 1,5 mil cartas à Justiça, nas quais pedem o fim dos tiroteios nas comunidades.

Assim que Torres encerrou a sua fala, Fátima leu uma nota da polícia do Rio, na qual lamentavam as mortes dos inocentes e que todos os casos são investigados, mas que repudiam o pró-julgamento de policiais que trabalham diariamente no combate ao tráfico.

Por meio do Twitter, usuários apoiaram a artista em sua declaração.

Fernanda Torres fala de intimidades com Joyce Pascowitch
Fernanda Montenegro e Lima Duarte prestigiam pré-estreia de O Juízo





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico