Imprimir

Notícias

13/07/2020 | 11h25m - Publicado por: Luigi Civalli | Foto: Matthew Willman/Nelson Mandela Foundation

Filha de Nelson Mandela morre aos 59 anos, na África do Sul

Causa da morte não foi revelada até o momento

Filha de Nelson Mandela morre aos 59 anos, na África do Sul - Matthew Willman/Nelson Mandela Foundation

Nesta segunda-feira (13), o partido governista da África do Sul, o Congresso Nacional Africano, informou que Zindzi Mandela, filha do ex-presidente da África do Sul e herói nacional Nelson Mandela, morreu aos 59 anos.

Ela, cuja mãe foi a ativista anti-apartheid Winnie Madikizela-Mandela, ficou bastante conhecida mundialmente quando leu a rejeição de Nelson Mandela à oferta de liberdade do então presidente sul-africano, P.W. Botha, em 1985.

Hugh Jackman quer ser parte da mudança contra racismo

Zindzi atuava como embaixadora da África do Sul na Dinamarca e morreu em um hospital em Johanesburgo, capital de seu país natal.

"É uma morte prematura. Ela ainda tinha um papel a desempenhar na transformação da nossa sociedade e um papel ainda maior a desempenhar no Congresso Nacional Africano", disse o porta-voz do Congresso Nacional Africano, Pule Mabe.

Novas informações sobre a morte de Zindzi devem vir à tona em breve.

Beyoncé escreve carta emocionante a Nelson Mandela

A fundação Nelson Mandela também emitiu um comunicado sobre a morte de Zindzi, lamentando o ocorrido.

"Ficamos chocados ao acordar com a notícia da morte prematura de Zindziswa Mandela. Num dia em que comemoramos o aniversário de outro momento terrível - quando o filho de Madiba, Thembekile, morreu em um acidente de carro em 1969. Zindzi era alguém que conhecemos bem e amamos. Ela era nossa amiga.

Nossos pensamentos estão com sua família e amigos.

Zindzi será lembrado por uma vida rica e extraordinária, marcada por muitos momentos icônicos. Os anos que passou banida com Mama Winnie Madikizela-Mandela na pequena cidade de Brandfort. Naquele verão de fevereiro de 1985, no estádio Jabulani, quando ela leu para o mundo todo a rejeição de Madiba à oferta do Presidente Botha de uma libertação condicional da prisão. Seu próprio trabalho corajoso em estruturas subterrâneas. Serviço público como embaixadora da África do Sul na Dinamarca.

Também vamos lembrar dela como uma alma especial. Ela trabalhou com a Fundação em muitos projetos ao longo dos anos, por exemplo, o livro Hunger for Freedom, da autora Anna Trapido. Valorizamos sua generosidade, seu calor e seu senso de humor. Ela sempre foi paciente em responder aos nossos pedidos de informações e outras formas de assistência. E admiramos sua força ao lidar com os desafios e as tragédias da vida.

O arquivo pessoal de Madiba fala sobre essa força, bem como sobre a natureza de seu relacionamento com o pai. Apenas dois exemplos como ilustração. Em uma carta da prisão de 1969, Madiba observou que "seu coração estava dolorido porque não estava em casa e queria saber quando voltaria". Em uma carta de 1987 a Zindzi, Madiba disse que ouvira de um conhecido que ela era tão forte quanto uma rocha. Ele continuou: “Esse é exatamente o tipo de comentário que um pai gostaria de ouvir sobre sua amada filha. Eu literalmente me encho de orgulho e satisfação. Essa observação me chegou no momento certo, logo após você ter passado por uma experiência bastante angustiante. Ele terminou a carta: ‘Toneladas e toneladas de amor, querida, e um milhão de beijos’.

Nas palavras do presidente-executivo Sello Hatang: ‘Sinto-me paralisado hoje. Meu coração está partido.’

Juntamo-nos a muitos ao dizer hamba kakuhle a uma excelente sul-africana. Sentiremos sua falta, Zindziswa; você que recebeu o nome da filha do grande poeta sul-africano SEK Mqhayi. Sentiremos sua falta, Embaixadora Mandela. Lala ngoxolo Madiba, Zondwa, Ngqolomsila, Sophitsho, Yem-yem.”

Músico sul-africano, Johnny Clegg, morre aos 66 anos





Notícias Relacionadas

08/07/2020 | 15h00m - OFuxico

Novo namorado de Megan Fox chora a morte do pai

07/07/2020 | 15h00m - Andreia Takano

Jogador de futebol morre afogado aos 24 anos

06/07/2020 | 16h52m - Giovanna Prisco

Morre ator do Disney Channel, aos 24 anos



Instagram

Instagram

OFuxico