Imprimir

Notícias

03/09/2020 | 13h20m - Publicado por: Luigi Civalli | Foto: Roberto Steinberger

Gianecchini e Juliana Paes relembram 'pânico' e clima 'alto astral' de Laços de Família

Elenco de Laços de Família, que volta às telinhas na próxima semana, participou de bate-papo com a imprensa

Gianecchini e Juliana Paes relembram 'pânico' e clima 'alto astral' de Laços de Família - Roberto Steinberger

Com certeza uma das novelas que mais marcaram época na televisão brasileira foi Laços de Família. E, no próximo dia 7 de setembro, a trama volta às telinhas no Vale a Pena Ver De Novo, substituindo Êta Mundo Bom, que vem fazendo bastante sucesso.

Na primeira semana, a novela divide a faixa de horário com as emoções finais de Êta Mundo Bom e, a partir do dia 14 de setembro, a novela passa a ocupar todo o horário e estreia também no Globoplay, como parte do projeto de resgate de novelas clássicas da plataforma.

Viva uma historia de amor por whatsapp com Gianecchini. Entenda!

E nesta quinta-feira (3), a Globo organizou uma coletiva virtual, algo tradicional na pandemia, com parte do elenco da trama, como Juliana Paes, Reynaldo Gianecchini, Marieta Severo, Alexandre Borges, Soraya Ravenle e Zé Victor Castiel.

E no bate-papo eles falaram sobre as lembranças da época da trama.

““Eu lembro da ficção. Eu lembro da gente, da Ju começando, do Giane começando, a gente se divertia muito. A Juliana toda enrolada. Eu lembro do nosso convívio. A primeira cena do Giane, ele tinha que falar o nome da família e se enrolou todo. Foi muito legal e o melhor é ver nos artistas que eles se tornaram”, disse Marieta.

Juliana Paes, por sua vez, falou que algo marcante para ela foi a convivência.

“A convivência foi algo que me marcou muito. Eu lembro que eu cheguei em casa e falei: 'Eles se divertem muito. Nem parece trabalho'. No set, eu lembro que era muita diversão. Eu não sabia me posicionar pra luz, pra mim era muito difícil. Para mim, foi muito penoso. Estou muito feliz de 20 anos depois estar fazendo esta novela”.

Gianecchini recordou do convívio com o elenco, mas também do incômodo de estar em destaque na novela, mesmo com a inexperiência.

“O que mais fica para mim é o convívio. Era muito astral lá. Eu lembro a primeira vez que trabalhei com Marieta. Era um misto de prazer em estar lá, com o incomodo pela inexperiência. Eu errei muito durante as gravações, até hoje peço desculpas para Marieta (risos). As relações eram muito gostosas. Isso para mim foi o que mais ficou. Eu pensava: ‘Gente, o Ale e a Marieta fazem com o pé nas costas’”.

Carolina Dieckmann sobre Camila: ‘Me reconectou com a profissão’

Apesar de mais experiente que Juliana e Reynaldo na época, Soraya Ravenle também lembra de sua primeira experiência em novelas. “A Globo me chamou por conta do meu musical da Dolores, mas quando eu cheguei lá eu não sabia nada. Eu tive uma pane em uma das cenas. Foi doloroso, por era minha primeira novela e eu tive que aprender a fazer as coisas. Eu fui me entender no meio da novela para frente. Laços de Família foi um fenômeno tão forte, porque até hoje muita gente lembra de mim por conta da novela, apesar de todos os trabalhos que fiz na Globo”, afirmou.

Alexandre Borges foi mais sucinto, mas falou da emoção em fazer sua primeira novela de Manoel Carlos. “Para mim, foi uma emoção muito grande fazer minha primeira novela com o Manoel Carlos”.

Zé Victor Castiel, que interpretou Viriato, relembrou mais especificamente de uma cena que o tranquilizou na trama. “Eu tinha um cena com Vera Fischer e Marieta Severo e antes de entrar em cena eu tive um branco e elas estavam em cena, já estava pegando o aeroporto para voltar pra casa porque eu não sabia o que falar, mas aí uma delas errou e isso me deu uma tranquilidade imensa, porque eu me senti mais seguro em fazer meu trabalho pensando: “Elas também erram’”, se divertiu.


Reynaldo Gianecchini sobre sexualidade: ‘Não me encaixo em nenhuma definição’
A Dona do Pedaço estreia nos EUA com nome em espanhol





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico