Imprimir

Notícias

29/01/2020 | 08h46m - Publicado por: Flavia Almeida | Foto: Roberto Filho/Brazil News

Homenagens à Ruth de Souza, Bibi Ferreira e Eva Wilma marcam o Prêmio Cesgranrio de Teatro

Evento destacou os melhores dos palcos carioca em 2019

Homenagens à Ruth de Souza, Bibi Ferreira e Eva Wilma marcam o Prêmio Cesgranrio de Teatro - Roberto Filho/Brazil News

Com o Golden Room do Copacabana Palace lotado, na noite de terça-feira (28), a 7ª edição do Prêmio Cesgranrio de Teatro reuniu artistas das mais variadas categorias num evento que ficou marcado por lindíssimas homenagens e protestos contra os rumos da cultura no país, em especial no Rio de Janeiro, onde teatros estão sendo fechados.

Apresentadora da festa ao lado de Lázaro Ramos, Zezé Motta destacou que gosta de "andar na contramão" quando ouve que o teatro é uma arte perto do fim.

Ruth de Souza, Bibi Ferreira e Eva Wilma

Um emocionante tributo póstumo a Ruth de Souza, que morreu no ano passado, aos 96 anos, levou Lázaro Ramos às lágrimas. Tanto ele quanto Zezé Motta destacaram o pioneirismo da atriz, primeira negra a se apresentar no Theatro Municipal, numa época em que os obstáculos para os artistas negros eram ainda maiores.

Zezé, que nos anos 70 se tornou símbolo por sua atuação protagonista em Chica da Silva, fez um discurso inflamado.

"Graças a você eu pude brilhar e esse brilho ninguém tira de mim. Graças a você, Ruth de Souza, hoje não somos só eu e você. A conta que você começou já não cabe nesse palco. É pouco, mas não há mais lugar para a palavra impossível", disse.

"O nosso agradecimento nunca fará jus ao tamanho do seu legado", endossou Lázaro, em meio às lágrimas.

O marido de Taís Araújo contou que por diversas vezes, aos domingos, tinha o hábito de ir para a casa da falecida atriz para assistir filmes.   

A atriz e cantora Cassia Raquel fez uma apresentação musical ímpar, enquanto fotos da carreira de Ruth eram exibidas no telão.

Em seguida, mais emoção, a homenagem póstuma a Bibi Ferreira, também falecida no ano passado, aos 96. Chamada ao palco, Jalusa Barcellos, jornalista, amiga e colega de trabalho da grande diva do teatro brasileiro, anunciou o lançamento da biografia afetiva de Bibi, em parceria com a Fundação Cesgranrio.

Artistas que faleceram em 2019 tiveram suas imagens mostradas nos telões e a emoção foi intensa. Nomes como Maurício Schermann, Zilda Cardoso, Caio Junqueira, Fernanda Young, Jorge Fernando, Domingos de Oliveira, Lucio Mauro, entre outros, foram lembrados e aplaudidos com muito carinho.

Este ano, o Prêmio Cesgranrio de Teatro foi dedicado a Eva Wilma. Depoimentos de Nicette Bruno, Othon Bastos e Andrea Beltrão, destacaram a amizade e o profissionalismo da artista, que logo subiu ao palco para receber uma medalha de honra concedida pelo professor Carlos Alberto Serpa, presidente da fundação Cesgranrio e idealizador da premiação.

Descontração e muitos artistas na plateia

Zezé Motta garantiu um dos momentos mais divertidos da noite ao errar o sobrenome de Bruno Cabrerizo. O ator foi chamado ao palco para entregar o prêmio de Melhor Cenografia.

"Chamo ao palco um colega com quem trabalhei em Portugal, fizemos juntos uma novela linda. Bruno Calabrizo! Não, Bruno Cabrarizo!", disse.

"Terei a difícil missão de corrigir a Zezé. Peço desculpas, mas é Cabrerizo. A gente passou meses trabalhando juntos em Portugal...", brincou o ator.

Ao anunciar os indicados â categoria Iluminação, Letícia Lima (lindíssima!), revelou que tem dislexia.

"Desde já peço desculpas ao último indicado, porque, se ele ganhar, não vou conseguir pronunciar o sobrenome. Eu tenho dislexia. Vou falar errado, com certeza, se for você", avisou.

Para desespero da atriz, foi Roberto Wiltgen, justamente, o vencedor.

Tonico Pereira teve a missão de apresentar os indicados à categoria Melhor Direção e arrancou as maiores gargalhadas da noite. Lázaro Ramos chegou a sugerir que ele ficasse ais tempo no palco. Entre as muitas tiradas mais do que criativas do veterano ator, ele disse que sua mulher fez uma declaração de amor, naquele momento, que ele jamais imaginou receber.

"Quando vocês me chamaram ao palco, ela não me disse 'eu te amo'. As palavras dela foram 'sobre devagar para não cair'. E eu estou aqui", brincou.

Marieta Severo, Fábio Assunção, Murilo Rosa, Monique Alfradique, Luis Lobianco, Armando Babaioff, Erika Januza, Andreia Horta, e Christine Fernandes também subiram ao palco para anunciar os premiados.

Consagração e empate triplo

A premiação de teatro consagrou a peça As Crianças como o Melhor Espetáculo de 2019. A montagem, baseada no texto da dramaturga inglesa Lucy Kirkwood, ainda levou a melhor nas categorias Melhor Atriz, para a protagonista Analu Prestes, e Melhor Direção, para Rodrigo Portella.

As crianças conta a história de um casal de engenheiros nucleares na casa dos 60 anos que recebe a visita de uma antiga colega de trabalho que não viam há três décadas, e que surge após a explosão da usina que o trio ajudou a construir.

Divididos em nove categorias, todos os premiados receberam o troféu e o valor de R$ de R$ 25 mil. Três espetáculos empataram na quantidade de prêmios, garantindo, cada um, três estatuetas: o musical A Cor Púrpura, que levou em Iluminação, Atriz em Teatro Musical e Direção musical; 3 Maneiras de Tocar no Assunto, com Ator, Especial e Texto Nacional Inédito) e As Crianças, destacando Atriz, Direção e Espetáculo.

O júri foi formado por Carolina Virgüez, Daniel Schenker, Jacqueline Laurence, Lionel Fischer, Macksen Luiz, Rafael Teixeira e Tânia Brandão.

Confira abaixo a lista completa de vencedores:

Figurino

Marcelo Marques por Cole Porter - Ele Nunca Disse que me Amava e O Despertar da Primavera

Cenografia

Bia Junqueira por Eu, Moby Dick

Iluminação

Rogério Wiltgen por A Cor Púrpura - O Musical

Ator

Leonardo Netto por 3 Maneiras de tocar no Assunto

Ator em teatro musical

Patrick Amstalden por Ao Som de Raul Seixas - Merlin e Arthur, um Sonho de Liberdade

Especial

Bel Luther pela direção da Cidade das Artes e

Márcia Rubim pela direção de movimento de 3 Maneiras de tocar no Assunto

Atriz

Analu Prestes por As Crianças

Atriz em teatro musical

Letícia Soares por A Cor Púrpura - O Musical

Texto nacional inédito

Leonardo Netto por 3 Maneiras de tocar no Assunto

Direção musical

Tony Lucchesi por A Cor Púrpura - O Musical

Direção

Rodrigo Portella por As Crianças

Espetáculo

As Crianças





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

  • Helo Little Monsther!! Respondam nosso quiz @ladygaga #chromatica !! LINK NA BIO☀️ @itsme_muris
  • Após realizar tomografia e exames de sangue,  #MariaMelilo foi liberada do hospital e seguirá o tratamento contra a Covid-19 em casa.
(Via @mariamelilo)
  • Duda Reis se incomoda e desabafa sobre
  • Em Portugal, Pedro Scooby passou o dia com os filhos Dom, Bem e Liz, indo a um parque e depois para a praia ☀️⛱ #OFuxico
(Via Instagram @pedroscooby)
  • Rafa Kalimann é a nova contratada da Rede Globo e se emociona ao contar a novidade aos seguidores. #OFuxico (Via @rafakalimann )
  • Ludmilla não perde tempo e aproveita dia de sol e piscina com Brunna Gonçalves e os amigos ao som de Beyoncé! #OFuxico
(Via Instagram @ludmilla)
  • Fiquem ligados! Hoje, às 20h30, @joaoboscoevinicius realizam uma live especial! Eles mandaram um recado aos leitores de #OFuxico!

OFuxico