Imprimir

Notícias

13/04/2020 | 17h33m - Publicado por: Ará Rocha | Foto: Reprodução/Instagram

Jornalistas teriam pedido a saída de Marcão do Povo, do SBT

A assessoria da emissora informou que tal pedido não chegou à direção

Jornalistas teriam pedido a saída de Marcão do Povo, do SBT - Reprodução/Instagram

A segunda-feira (13), começou com um burburinho no mundo do telejornalismo. Segundo matéria publicada pelo UOL, jornalistas do SBT teriam encaminhado uma carta à direção da emissora, repudiando as declarações de Marcão do Povo, apresentador do jornal Primeiro Impacto, do SBT.

Segundo a publicação, o documento pede, inclusive, a demissão de Marcão, depois de suas declarações durante o jornal que apresenta nas manhãs da emissora de Silvio Santos, onde ele disse que "deveriam ser criados campos de concentração para os pacientes com coronavírus".

Após comentário polêmico, Marcão do Povo é afastado do SBT

A suposta carta traria uma espécie de reclamação também sobre Marcão não seguir nem as recomendações de higiene da OMS (Organização Mundial de Saúde) nem as determinadas para a redação do SBT, deixando os colegas e profissionais da emissora em risco de contrair a doença.

O texto também traria a citação de que Marcão do povo “Não seria digno de manter seu contrato com a emissora paulista” e teria sido assinada por quase todos os profissionais da área e entregue em mãos, para José Occhiuso, diretor de Jornalismo do SBT.

Uma fonte de OFuxico garante que a carta realmente existe, foi assinada e entregue e que ainda é aguardada uma resposta ao caso.

Procurada por OFuxico, a assessoria do SBT nega o recebimento de tal documento:

“Nenhum diretor do SBT recebeu carta dos jornalistas.”

Jornalista sugere campo de concentração para pacientes com covid-19
 

Marcão do Povo: pedido de desculpas
 

Ainda nesta segunda-feira (13), Marcão do Povo usou suas redes sociais para se desculpar com o público e explicou o que realmente queria ter falado ao vivo, na atração matinal do SBT.

“Na data 07/04/2020, no Programa Primeiro Impacto do SBT, apresentei uma ideia com a finalidade de contribuir para a atual crise que o nosso país e o mundo vem passando no combate ao COVID- 19 (...) Como vocês bem sabem, programa de televisão transmitido ao vivo está sujeito a erros e palavras mal colocadas, onde peço aqui as minhas sinceras desculpas pelo uso indevido da palavra “campo de concentração”, posto que na verdade queria me referir a palavra ‘hospital de campanha’”, diz parte do texto.

Cobertura completa: Saiba tudo sobre o coronavírus no mundo dos famosos

Confira o post de Marcão do Povo na íntegra:

 

O que rolou no programa ao vivo

 

Durante a transmissão do jornal Primeiro Impacto, do SBT, na terça-feira (7) o apresentador Marcão do Povo chocou os telespectadores ao sugerir que sejam criados campos de concentração para colocar pacientes infectados com o novo coronavírus.

O jornalista decidiu dar ideias para o presidente Jair Bolsonaro sobre como lidar com a pandemia, que já matou 83.424 pessoas em todo o mundo.

“Não seria interessante pegar, por exemplo, o Exército, a Aeronáutica, a Marinha, montar um campo de concentração, de cuidados, com os equipamentos mais sofisticados, com os melhores profissionais, e colocar essas pessoas com problemas ou com sintomas?”, disse ele.

Em seguida, Marcão ainda criticou os governadores que estão adotando medidas de fechamento do comércio para diminuir a movimentação nas ruas.

“Então, presidente, é uma dica. Dá um decreto, põe o Exército nas ruas, Marinha e Aeronáutica. Aí, o governador que descumprir, faz igual tão fazendo com o povo, cana! Monta um campo, trata essas pessoas lá e o comércio abre e todo mundo vai trabalhar normalmente”, afirmou.

Como era de se esperar, as afirmações repercutiram negativamente nas redes sociais. Campos de concentração são prisões militares muito usadas durante o nazismo, um dos episódios mais nefastos da história da humanidade.

 

Afastamento e comunicado oficial do SBT à imprensa

 

O comentário repercutiu negativamente nas redes sociais, o que fez com que o apresentador fosse afastado de suas funções. A assessoria da emissora emitiu um comunicado à imprensa, informando sobre o afastamento.

Marcão do Povo renova contrato e continua no SBT

"Ontem, durante a exibição do programa jornalístico Primeiro Impacto, o apresentador Marcos Paulo Ribeiro de Morais, popularmente conhecido como Marcão do Povo, se utilizou do espaço em nosso jornal para expressar uma opinião de cunho pessoal que dizia respeito ao tema tão delicado que o mundo e nosso país atravessam: a COVID-19".

"Gostaríamos de esclarecer ao público, às autoridades, àqueles que estão na linha de frente ao combate incessante da pandemia e, em especial, às pessoas vitimadas, que de forma alguma a opinião expressada pelo apresentador reflete o pensamento, a atitude e o respeito que a emissora tem pelo momento atual. Temos total consciência da relevância do assunto e temos, a todo momento, nos preocupado em informar e esclarecer de forma isenta e imparcial os acontecimentos e as providências que as autoridades e todos brasileiros estão adotando para vencermos essa enorme crise de saúde já presente, e a econômica que se avizinha".

"Desta forma, sinceramente lamentamos que o apresentador tenha usado nossa plataforma de modo que contraria tão profundamente os nossos princípios. A todos que de alguma forma possam ter se ofendido ou mesmo se indignado com as opiniões pessoais do apresentador, nossas mais sinceras desculpas. Nossos profissionais de Jornalismo seguirão na dura missão de bem informar, sempre preocupados com o bem estar de todos os brasileiros. O apresentador foi suspenso de suas funções."

Marcão do Povo renova contrato e continua no SBT





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico