Imprimir

Notícias

21/06/2012 | 12h04m - Publicado por: Sérgio Olímpio | Foto: Reprodução/Site Oficial

José Augusto: "Ter minha música em Avenida Brasil é motivo de orgulho"

Prestes a fazer 40 anos de carreira, cantor comemora volta às novelas

José Augusto: \

Em 2013, José Augusto vai completar 40 anos de carreira, mas um presentão já chegou para o cantor de 58 anos. Sua música Estória de Nós Dois entrou na trilha sonora da novela Avenida Brasil, da Globo, embalando a paixão dos personagens Monaliza (Heloisa Périssé) e Tufão (Murilo Benício). Em conversa com O Fuxico, ele comemorou o feito.

“Ter uma música minha na novela Avenida Brasil é motivo de muito orgulho”, disse o artista carioca, que contabiliza 15 hits em novelas da Globo, SBT, Record e Band – só na emissora carioca cravou sucessos em produções como Aguenta Coração, Sonho Meu, A Indomada, Terra Nostra e Tieta.

José Augusto contou que o convite para Avenida Brasil veio por ligação da produção da novela, atendida enquanto caminhava na praia. Por e-mail, enviou a canção e deu tempo de incluir um clipe da música em seu novo DVD sobre a retrospectiva de sua carreira.

“A novela é uma vitrine muito importante para o artista. O retorno é grande, imediato, atinge todo o país, as pessoas comentam muito”, observou.

Ele afirmou que gosta de acompanhar as tramas, mas não pode ser considerado um “noveleiro”, pois sua rotina inclui muitas viagens para shows e não sobra tempo para ver os capítulos diariamente.

Sobre Avenida Brasil, escrita por João Emanuel Carneiro, ele só tem elogios. “O autor sabe prender as pessoas com um enredo muito interessante.”

José Augusto também destacou que a novela serve para apresentar ao público em geral novos ritmos, como o kuduro, estilo musical angolano, ritmo de abertura de Avenida Brasil.

“Como transito na área latina, o kuduru não é nada de novo para mim, já existe há algum tempo. Mas é positivo que o Brasil esteja se abrindo mais aos ritmos de outros países. Há muita coisa boa em Cuba, Porto Rico, El Salvador”, observou o intérprete de sucessos como De Que Vale Ter Tudo na Vida, Meu Primeiro Amor e Chuvas de Verão.

O cantor faz uma crítica ao imediatismo na indústria da música. “Sou ouvinte de rádio e hoje as pessoas viram a página rapidinho. O sucesso é muito passageiro. As canções não duram muito tempo na parada. No futuro isso vai ser prejudicial para um artista construir uma carreira”, avaliou.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico