Imprimir

Notícias

26/02/2021 | 22h00m - Publicado por: Rita García | Foto: Reprodução/Instagram

Kanye West não quis anunciar campanha eleitoral na TV

O rapper não contratou anúncios em TV, rádio e outras mídias, o que para muitos foi um erro

Kanye West não quis anunciar campanha eleitoral na TV - Reprodução/Instagram

De acordo com um relatório da Comissão Eleitoral Federal (FEC) dos Estados Unidos, Kanye West gastou quase US$ 12,5 milhões (R$ 68 milhões) de seu próprio dinheiro em sua campanha presidencial. 

O rapper de 43 anos autofinanciou a maior parte de sua candidatura, atraindo apenas US$2 milhões de contribuintes externos e, tendo obtido apenas 66 mil votos nos Estados Unidos. 

Segundo a FEC, a maior parte dos fundos da campanha de US$ 14.538.989 que Kanye pagou foi para "acesso à votação", e ele ficou com US$ 1,3 milhão no final da campanha. 

US$ 7,5 milhões foram para o acesso às urnas, com US$ 1,28 milhão desse valor pago ao Atlas Strategy Group, mas parece que o investimento não foi um grande sucesso porque o ex de Kim Kardashian só se candidatou em 12 estados. 

Outros custos importantes incluíram taxas legais, acessórios de 'Kanye 2020' e produção de vídeos online usados ​​para promover sua campanha. O rapper optou por não comprar espaço publicitário em TV, rádio ou publicidade digital, que muitos especialistas acreditavam ser um erro ao não fazê-lo. 

Um ex-membro da campanha do Kanye disse à revista People: "Não vi nenhum anúncio do Kanye, você? ... Se ele tivesse pressionado e feito uma compra de US $10 milhões digitalmente, eles poderiam realmente ter feito a diferença em alguns estados. Normalmente, [anúncios de televisão e digitais] combinam para cerca de 60-70 por cento do orçamento de uma campanha - mínimo", justificou. 

A fonte observou: "Ele não é versado o suficiente politicamente. Ele percebeu que, fazendo isso sozinho, poderia controlar sua própria mídia. Mas ele tem tantas outras coisas acontecendo em sua vida que não têm nada a ver com política que as distrações estão lá." 

Kanye West aparece sem aliança pela primeira vez após divórcio com Kim Kardashian

Divórcio na TV

Tudo parece indicar que em breve vamos conhecer os detalhes da separação de Kim Kardashian e Kanye West. Segundo o jornal The Mirror, a família Kardashian-Jenner deve mostrar  exatamente o que causou o colapso do casamento de Kim, em um novo projeto televisivo que vai estrear no final do ano na plataforma Hulu, com a qual elas assinaram após finalizar o contrato com o canal E! 

De acordo com a publicação, o divórcio do casal vai ser abordado em um novo programa de TV, que deve mostrar com detalhes como eles vão distribuir sua fortuna de US$ 2,2 bilhões (R$ 118.940.559,67) nos próximos meses. 

Kim terminou as filmagens da última temporada de Keeping up with the Kardashian no mês passado, semanas após os primeiros relatos de seu divórcio iminente aparecerem. 

Kim pediu o divórcio de Kanye, após sete anos de casamento, na sexta-feira, 19 de fevereiro. 

Ainda este ano, a família se mudará para a plataforma Hulu da Disney, onde sua nova série irá ao ar no final de 2021. 

De acordo com o Mirror, isso também nos permitirá ver o que aconteceu com o casal, já que a nova série também abordará sua separação. 

Uma fonte próxima a Kim comentou sobre sua decisão de encerrar seu relacionamento com West: 

"Kim está definitivamente triste, mas está confiante em sua decisão de se divorciar dele, porque ela sabe que é o melhor para ela e sua família. Além disso, ela já sente que está divorciada há meses. Já faz muito tempo que eles estão separados e ela está aliviada por finalmente seguir em frente."





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico