Imprimir

Notícias

01/06/2020 | 09h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

Kim Kardashian escreve carta e torna sua luta contra racismo

A socialite e empresária disse que está cansada e indignada com a situação...

Kim Kardashian escreve carta e torna sua luta contra racismo - Reprodução/Instagram

Kim Kardashian também se pronunciou sobre a morte repugnante de George Floyd, em mãos de um policial branco de Minneapolis. Assim como muitos famosos estão indignados com as circunstâncias do assassinato desse homem, a mulher de Kanye West usou suas redes sociais para mostrar sua revolta.

Kim publicou uma carta em seu Instagram, dizendo:

"Durante anos, com todo assassinato horrível de um homem, mulher ou criança negra inocente, sempre tentei encontrar as palavras certas para expressar minhas condolências e indignação, mas o privilégio da minha cor de pele muitas vezes me deixou sentir que isso não é uma luta que eu realmente possa enfrentar como minha. Hoje não, não mais. Como muitos de vocês, estou com raiva. Eu estou mais do que irritada. Estou enfurecida e enojada. Estou exausta com a angústia que sinto ao ver mães, pais, irmãs, irmãos e filhos sofrerem porque seu ente querido foi morto ou injustamente preso por ser negro. Embora eu nunca conheça a dor e o sofrimento que eles sofreram, ou como é tentar sobreviver em um mundo cheio de racismo sistêmico, sei que posso usar minha própria voz para ajudar a amplificar as vozes que também foram abafadas por muito tempo", escreveu.

Kim finalizou a carta usando as hashtags: "#Blacklivesmatter (vidas negras importam) #justiceforgeorgefloyd (justiça para George Floyd) #justiceforahmaudarbery (justiça para Ahmaud Arbery) #justiceforbreonnataylor (justiça para Breonna Taylor)". Kim Kardashian West. 

Estudos

Kim Kardashian está estudando para se tornar advogada, como seu falecido pai Robert Kardashian. Ela iniciou seu aprendizado de quatro anos em um escritório de advocacia em San Francisco, na Califórnia, com o objetivo de alcançar o título em 2022.

"Eu tive que pensar muito sobre isso", ela admitiu na época.

Mas o que levou a mais famosa das Kardashiansa tomar a decisão de estudar direito? Sua escolha tem a ver com a defesa de Alice Marie Johnson, seu primeiro 'caso'.

Em maio de 2018, a estrela conseguiu o perdão presidencial para essa mulher, na época com 63 anos, condenada à prisão perpétua e presa por mais de duas décadas por um crime de drogas sem violência, depois de interceder por ela, diante do presidente Donald Trump. Desde setembro de 2018, ela iniciou, na mesma linha, uma campanha a favor do perdão de Chris Young, uma mulher que havia sido condenada em 2006 a prisão perpétua por assassinar um homem que pagou para fazer sexo com ela aos 16 anos. Ela também conseguiu o indulto.

Atualmente Kim está envolvida em muitos casos, como ativista.

Kim Kardashian e Kanye West comemoram seis anos de casamento

Kim Kardashian faz musculação de biquíni durante quarentena





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico