Imprimir

Notícias

04/04/2013 | 16h38m - Publicado por: Ará Rocha | Foto: Fred Pontes/Divulgação

Laudo do IML confirma morte de Chorão por overdose de cocaína

O resultado do exame toxicológico foi realizado no corpo do cantor, em São Paulo

Laudo do IML confirma morte de Chorão por overdose de cocaína - Fred Pontes/Divulgação

O exame toxicológico realizado no corpo de Alexandre Magno Abrão, o Chorão, pelo IML (Instituto Médico Legal), de São Paulo, revelou que a causa da morte do cantor, ocorrida em 6 de março último, foi overdose de cocaína.

De acordo com o site G1, essa foi a conclusão apontada pelo laudo da necrópsia emitido pela Polícia Técnico-Científica de São Paulo. No exame, Chorão apresentava 4,714 microgramas da droga por mililitro de sangue, o que levou os peritos à conclusão de uma intoxicação exógena devido à cocainemia, ou seja, Chorão morreu após consumir uma grande quantidade de cocaína, que pode ter causado um infarto ou um AVC.

AInda segundo o site, o exame tóxicológico de número 5054/2013, com laudo necroscópico 758/2013, será anexado ao inquérito da Polícia Civil, que será encaminhado ao Fórum da Barra Funda para análise do Ministério Público e da Justiça e pode ser arquivado.

À publicação, o psicanalista consultado, Dr. Thiago Fidalgo, coordenador do Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes (Proad), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), disse que pela idade de Chorão, o mais provável é de que ele tenha sofrido um ataque cardíaco.

 “Se tivesse mais de 50 anos, provavelmente seria um AVC isquêmico”, avaliou o especialista.

 

A morte do músico


Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr, 42 anos, foi encontrado morto em seu apartamento em Pinheiros, zona oeste de São Paulo, na madrugada do dia 6 de março. Foi o motorista do cantor que o encontrou desacordado e chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que constatou que ele já estava morto

Alexandre Magno Abrão, o Chorão, liderou a banda, formada na década de 90 em Santos, por 15 anos, lançando 10 discos na carreira. O grupo chegou a receber o Grammy Latino em 2004, pelo álbum Tâmo aí na Atividade.

Chorão também trabalhou como roteirista no filme O Magnata, estrelado por Paulo Vilhena, e em O Cobrador, ainda em fase de produção. Como empresário, administrou marcas de skate e tinha uma grife de street style, a DO. CE.

O cantor era primo da jornalista e apresentadora da RedeTV!, Sônia Abrão.

A banda Charlie Brown Jr tinha shows agendados para o dia 22 de março, no Rio de Janeiro, e 23, no interior de São Paulo.

O artista nasceu em São Paulo, no dia 9 de abril de 1970. Era apaixonado por skate. Ele mudou para Santos, onde conheceu Luís Carlos Leão Duarte Jr, o Champignon, e formou com os guitarristas Marcão e Thiago Castanho e o baterista Renato Pelado a primeira formação da banda.

O apelido Chorão teria sido dado por seus amigos skatistas. Ele participou de vários campeonatos e chegou a ser vice-campeão paulista.

Em homenagem a Chorão, gravadora relança primeiros CDs do Charlie Brown Jr.
Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr, é encontrado morto em São Paulo





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

  • #SabrinaSato se diverte com look jeans semelhante ao de #Zoe (Via  @sabrinasato )
  • #CarlinhodBrown chega a Porto Seguro, para se apresentar no Carnaval de lá e arrasa com seus tambores, em pleno aeroporto. (Via Sérgio Melhem, da superintendência de Cultura de Porto Seguro).
  • Rainha de Bateria da Rosas de Ouro, @anabeatrizgodoi desfilou no Carnaval de São Paulo com uma fantasia toda de LED
  • E está acabando. A Rosas de Ouro entra na avenida para fechar o segundo dia de desfiles em São Paulo
  • A bateria da Rosas de Ouro já se preparando para cruzar a avenida e fechar o segundo dia dos desfiles das escolas de samba de São Paulo
  • Royce do Cavaco, intérprete da Rosas de Ouro, se fantasiou de Homem de Ferro, para o desfile que fechou o segundo dia de desfiles do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo. A Bateria da agremiação também apostou em roupas especiais, para tal ocasião
  • Carnaval 2020: Camila Queiroz mostra majestade no Baile do Copacabana, no Rio - foto: Roberto Filho/BrazilNews

OFuxico