Imprimir

Notícias

13/09/2020 | 07h00m - Publicado por: Raphael Araujo | Foto: Reprodução/Instagram

Luka Ribeiro sobre pandemia de covid-19: ‘Me acertou em cheio’

Ator comentou sobre quarentena, carreira e participação em Salve-se Quem Puder

Luka Ribeiro sobre pandemia de covid-19: ‘Me acertou em cheio’ - Reprodução/Instagram

Luka Ribeiro é um dos galãs a todos que cresceram assistindo televisão nos anos 1990, completando em 2020 25 anos de carreira.

Em entrevista para a Revista Quem, Luka comentou sobre sua trajetória, além de falar da sua participação em Salve-se Quem Puder, novela da TV Globo e da sua vida durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus.

“Uma galera entre 35 e 45 lembra bastante, especialmente pelo Zulu, de Meu Bem Querer, que foi o papel que me lançou para o grande púbico, no Brasil inteiro. Era um papel importante no núcleo jovem da novela. Fazia o filho da Arlette Salles, irmão da Taís Araujo e par romântico da Samara Felippo”, disse ele em relação aos eu início na atuação.

“Veja muitas mulheres – hoje casadas e com filhos – me mandando mensagens: ‘você era o meu crush’, ‘tinha um pôster seu das revistas adolescentes’. Também se lembram do meu trabalho em Chiquititas, em que fiz uma participação como Mestre Décio, um professor de capoeira da garotada”, revelou ele, antes de contar como sentiu a fama chegar.

“Lembro que não sabia muito bem o que era ter sucesso, ser famoso. Fui um menino criado na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e, de repente, estava em pôsteres. Um pouco da minha liberdade foi embora. Na época, não havia redes sociais, streaming, então uma novela das 7 tinha um impacto muito grande. Em Chiquititas, minha principal recordação é a da Argentina mesmo. Foi a primeira vez que morei sozinho”, afirmou.

Luka Ribeiro celebra final feliz de personagem

Efeitos da pandemia

 

Infelizmente, a chegada da pandemia destruiu todos os planos que Luka fez para este ano, inclusive participação em novela e um texto para sair em turnê.

“A pandemia se estabeleceu de forma mais forte em março. Estava negociando uma participação em novela. Além de um texto – preferencialmente uma comédia – para sair em turnê. Nosso setor, infelizmente, é um dos mais afetados porque tudo parou. Ainda não há previsão de volta para os teatros. Meus planos foram por água abaixo”, contou ele.

“Me afetou em cheio, como a maioria de atores e atrizes. Qualquer trabalho nosso, há um mínimo de aglomeração, seja teatro, novelas, séries… Meu segmento foi bastante afetado”, explicou, detalhando também o que sente durante o isolamento social.

“Como a maioria das pessoas, é uma roda-gigante de sentimentos. Há momentos em que fico mais preocupado, ansioso, um pouco triste… em outras horas, mais confiante, com muita fé, acreditando que as coisas possam melhorar de forma significativa e que possamos aprender algo de positivo com esse. Junto com a família, procuro passar por esse período de forma serena e confiante”.

Esquenta A Fazenda! Relembre os nove vencedores do reality

Participação em Salve-se Quem Puder´

Antes de tudo acontecer, Luka ainda conseguiu gravar uma participação especial na novela Salve-se Quem Puder, que voltou recentemente às gravações nos estúdios da TV Globo.

“Fui convidado pela produtora de elenco para uma participação especial no primeiro capítulo. Fiz um diretor de novela bem arrogante, como a gente sabe que ainda tem uns por aí”, contou Ribeiro.

“Foi bacana porque contracenei com a Deborah Secco e eu a conheço desde a década de 1990, quando fizemos juntos Suave Veneno, na própria Globo. Me inspirei naqueles diretores que não ligam muito para os artistas quando vão fazer teste, nem os tratam bem”, concluiu ele.





Notícias Relacionadas

12/09/2020 | 18h00m - Raphael Araujo

Fernando e Sorocaba farão live em estação ferroviária

12/09/2020 | 17h48m - Michele Marreira

Parrerito segue na UTI respirando com suporte ventilatório

12/09/2020 | 16h31m - Michele Marreira

Carol Dantas desembarca com Davi Lucca e família no Brasil



Instagram

Instagram

OFuxico