Imprimir

Notícias

28/03/2020 | 02h15m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

Michael Jackson previu uma pandemia como o coronavírus?

Ex-segurança do cantor revela o motivo que fazia ele usar máscaras constantemente.

Michael Jackson previu uma pandemia como o coronavírus? - Reprodução/Instagram

O falecido Rei do Pop Michael Jackson já tinha imaginado uma pandemia mundial similar ao coronavírus, revela um dos colaboradores que trabalhou com ele por dez anos, Matt Fiddes, seu fiel guarda-costas. Essa era uma das razões que fazia o cantor usar constantemente uma máscara..

Fiddes comparou a pandemia do coronavírus como o presságio que teve Jackson em seu momento.

Em entrevista ao jornal The Sun, o homem comentou:

"Michael sabia que haveria um desastre natural. Ele era consciente e sempre soube que poderíamos morrer a qualquer momento. Que um germe poderia passar pelo mundo inteiro. Então ele se protegia, porque as vezes passava por quatro países em um dia e viajava em aviões com muitas pessoas o tempo todo", justifica.

"Ele dizia: 'Matt, não posso ficar doente, não posso decepcionar meus fãs. Tenho shows em breve. Estou nesta Terra por um motivo. Não devo danificar minha voz, devo ficar saudável, não sei com quem vou encontrar hoje, não sei o que poderiam transmitir para mim'", relembra.

Fiddes acredita que sabe muito bem o que o cantor lhe diria se estivesse vivo hoje em dia: "Sei exatamente o que ele me diria agora: 'Eu avisei'".

Fundação de Michael Jackson ajuda no combate ao coronavírus
Filho de Michael Jackson faz 18 anos e compra mansão
Janet Jackson anuncia novas músicas e turnê
Ex-segurança de Michael Jackson revela sexualidade do cantor



Luta contra o coronavírus


Nesta quarta-feira (25), a Fundação Michael Jackson anunciou que irá doar US$ 300 mil (R$ 1,5 milhão) para ajudar no combate à pandemia do novo coronavírus.

O dinheiro será doado para comunidades próximas à Fundação que estão sendo afetadas pela doença.

"O espírito de generosidade de Michael e ajuda ao próximo por toda sua vida é lendário. Essas doações são inspiradas por ele", afirmaram John Branca e John McClain, responsáveis pela Fundação.

 

A situação do coronavírus no mundo

 

Coronavírus no Brasil

Até segunda-feira (23), o coronavírus teve uma disseminação bastante rápida: já foram infectados até a data, mais de 212 mil pessoas em 164 nações, com um total, 8.700 mortes. Além disso, as Secretarias Estaduais de Saúde contabilizam 1.629 infectados em todos os estados do Brasil. Segundo o Ministério da Saúde, há, até a data, 25 mortes no país, sendo 22 deles no estado de São Paulo e 3 no Rio de Janeiro.

No país foi decretado estado de emergência na semana passada e ocorreu a recomendação do fechamento de lojas, shoppings, clubes e academias, além da conscientização e proibição do uso de praias, parques, teatros, shows, etc.

Em São Paulo, o governo do Estado recomendou o cancelamento de eventos de lazer, culturais e esportivos, com mais de 500 participantes. Também determinou a suspensão imediata das aulas em universidades públicas e em escolas da rede pública e privada.

China e Coreia do Sul

Na segunda-feira (23) a China afirmou ter uma queda na quantidade diária de casos novos de coronavírus. Há 4 dias foram revertidos os casos de aumento e em Pequim, capital do país, foram reforçadas as medidas para combater a quantidade de infectados vindos do exterior.

A China teve 39 casos novos confirmados no domingo (22), de acordo com a Comissão Nacional de Saúde, e estes envolveram viajantes vindos do exterior, muitos deles estudantes chineses que voltavam para casa.

A Coreia do Sul também informou que teve o menor número de casos novos, desde o pico, que aconteceu no dia 29 de fevereiro. Tal queda levou mais esperança de que, o maior surto asiático fora da China, esteja recuando. Por lá, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças da Coreia (KCDC) disseram que ocorreram 64 casos novos na segunda-feira (23), o que elevou a cifra nacional para 8.961. O total de mortos por lá subiu de 110 para 118. O pico aconteceu no dia 29 de fevereiro, com 909 casos.

Leia mais sobre a pandemia do coronavírus no mundo clicando aqui.


 

O que é o Coronavírus

O Sars-Cov-2 é o mais novo integrante de uma família já conhecida. Ela é formada por vírus que tiveram origem em animais silvestres. Alguns deles infectaram humanos e já causaram outras epidemias. Coronavírus é o nome de uma família desses vírus. O nome vem por conta dos mesmos terem suas estruturas em formato de coroa. Eles costumam circular entre animais, como roedores e morcegos. Mas a doença começou a afetar humanos também. O vírus causador sofre mutações espontâneas e aleatórias, por isso ainda não há uma medicação certeira para combater a doença.

São eles os responsáveis por infecções respiratórias e já provocaram outras doenças.

Leia mais sobre o coronavírus clicando aqui.



 





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico