Imprimir

Notícias

26/06/2020 | 16h35m - Publicado por: Flavia Almeida | Foto: Reprodução/Youtube

Morre a cineasta Suzana Amaral, aos 88 anos

Causa da morte não foi revelada

Morre a cineasta Suzana Amaral, aos 88 anos - Reprodução/Youtube

A cineasta Suzana Amaral, de 88 anos, morreu na quinta-feira (26) no Hospital Sírio-Libanês, no Centro de São Paulo. A família não autorizou o hospital a divulgar a causa da morte. Suzana foi internada por conta de problemas respiratórios, o que fez com que ela passasse por exames para ter um diagnóstico. No ano passado, Suzana teve um AVC e ficou com a saúde fragilizada.

"Minha mãe deixa legado em várias áreas, sobretudo no cinema. Suzana veio e trouxe para o cinema brasileiro uma nova linguagem, uma poética que era só dela -- com muita influência do cinema alemão. Ela também deixa um legado na sua ética como professora, além de ter sido uma mãe maravilhosa. Que ela seja uma bandeira para que se salve o cinema nacional, bem como todas as áreas da cultura, que estão tão vilipendiadas nos nossos dias", disse a filha, Flávia, à Folha de S. Paulo.

Muy amigos! Eles são parças e você nem sabia
Mariana Sena, de Todas as Mulheres do Mundo, quase não foi atriz: ‘Descobri na fonoaudiologia’
Regina Duarte é processada por apologia à tortura

Trajetória

Com mais de 35 anos de carreira, a cineasta dirigiu três filmes de ficção, todos adaptados de obras literárias. A estreia foi em A Hora da Estrela, de 1985, baseado no texto homônimo de Clarice Lispector. O longa foi consagrado no festival de Berlim, e levou dois prêmios paralelos de direção, um Urso de Prata de melhor atriz para Marcelia Cartaxo e uma indicação ao Urso de Ouro para Suzana.

Suzana Amaral ainda dirigiu diversos documentários e programas para a TV Cultura. Seus mais recentes trabalhos renderam diversos prêmios nacionais, como o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro e no Festival do Rio, e estrangeiros, como nos festivais de Lima e Cartagena.

Nascida em São Paulo, ela era formada em cinema pela Escola de Comunicação Social e Artes da USP. Sua estreia como diretora se deu em 1971 com o curta Sua Majestade Piolim, sobre o famoso palhaço e suas ligações com o teatro popular; e com Semana de 22, um panorama da Semana de Arte Moderna.





Notícias Relacionadas

23/06/2020 | 15h50m - OFuxico

Ex de Elizabeth Hurley comete suicídio

22/06/2020 | 17h33m - Luigi Civalli

Morre o diretor de Batman, Joel Schumacher, aos 80 anos



Instagram

Instagram

OFuxico