Imprimir

Notícias

23/09/2020 | 18h33m - Publicado por: Raphael Araujo | Foto: Reprodução/Instagram/@spaceage_addict

Morre Juliette Gréco, grande cantora e ícone musical francesa

Artista faleceu nesta quarta-feira (23) aos 93 anos

Morre Juliette Gréco, grande cantora e ícone musical francesa - Reprodução/Instagram/@spaceage_addict

Juliette Gréco, grande ícone da música francesa, morreu nesta quarta-feira (23) aos 93 anos.

A artista estava em sua casa na cidade de Ramatuelle, na França, ao lado da família, com o comunicado de sua morte afirmando que a vida dela “foi extraordinária”.

“Juliette Gréco faleceu nesta quarta-feira, 23 de setembro de 2020, cercada por sua família em sua amada casa em Ramatuelle (sudeste da França). Sua vida foi extraordinária”, informou o comunicado da família à AFP.

Vale ressaltar que a causa da morte de Juliette Gréco não foi revelada.

Durante seus mais de 50 anos de carreira, Juliette ficou muito famosa ao dar voz para músicas de artistas comoLéo Ferré, Jacques Prévert e Serge Gainsbourg.

Desde 2016, ela lutava contra sequelas de um AVC, que interrompeu seus trabalhos no palco, além de ter perdido sua punica filha, Laurence-Marie, no mesmo ano.

“Sinto muita falta. Minha razão de ser é cantar! Cantar é o máximo, você usa o corpo, o instinto, a mente”, afirmou em julho durante entrevista.

Saiba mais sobre Juliette Gréco

 

Após o fim da Segunda Guerra, na qual sua mãe e irmã mais velha, integrantes da Resistência, chegaram a ser mandadas para um campo de concentração nazista, Juliette começou a cantar nos cafés de Saint-Germain-des-Prés, em Paris.

No ano de 1946, ela estava entre os fundadores do clube adega Le Tabou, um famoso reduto de existencialistas franceses, frequentado por figuras como o filósofo e romancista Jean-Paul Sartre, o diretor e ator Orson Welles e a diva do cinema Marlene Dietrich.

Em 1952, a cantora fez uma turnê brasileira e passou pelo Rio de Janeiro, na boate Vogue, em Copacabana, com o show April in Paris, que deveria durar 15 dias, mas devido ao seu sucesso, ficou em cartaz por três meses.

"O Brasilé um país que eu amo. Gosto da música, das pessoas, da loucura", declarou ela em 2009 em entrevista à Folha de S. Paulo.





Notícias Relacionadas

20/10/2020 | 11h00m - Flávia Almeida

Morre filho do ator Robert Redford



Instagram

Instagram

OFuxico