Imprimir

Notícias

29/12/2019 | 13h38m - Publicado por: Flávia Almeida | Foto: Reprodução

Morre o fotógrafo Antônio Guerreiro

Ele estava com câncer

Morre o fotógrafo Antônio Guerreiro - Reprodução

Considerado um dos ícones da fotografia, morreu no sábado (28), no Rio de Janeiro, o fotógrafo Antônio Guerreiro. Aos 72 anos de idade, ele estava internado na Policlínica de Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, para tratar um câncer.

Nascido na Espanha, Guerreiro mudou-se para o Brasil com a família aos cinco anos de idade. Embora tenha se formado em Economia, aos 17 anos descobriu a paixão pela fotografia. Teve grande projeção nos anos de 70 e 80, com fotos de celebridades e artistas brasileiros publicadas nas principais revistas do país.

Além de fotógrafo, Antônio Guerreiro também publicou dois livros e estava preparando mais um para marcar seus 50 anos de carreira.

O corpo do fotógrafofoi velado até as 11h45 deste domingo (29) no Memorial do Carmo, no Caju, na Zona Norte da cidade, e cremado em seguida.

Fotos memoráveis

As primeiras imagens, de uma namorada fotografada na sua câmera Rolleiflex, revelaram imensa aptidão pela fotografia. Foi ela que o indicou para um trabalho na Socila, antiga escola de modelos, na Zona Sul do Rio. Ali, fazia as fotos das moças antes e depois do curso.

Guerreiro ficou famoso pelos retratos de grandes artistas, como Fernanda Montenegro, Sônia Braga, Nelson Gonçalves, Antonio Fagundes, Gloria Pires e Ângela Diniz, feitos entre as décadas de 1970 e 1990. Seus trabalhos eram conhecidos por destacarem a beleza dos fotografados, numa era pré-Photoshop. Guerreiro driblava as imperfeições artesanalmente com sua técnica refinada.

"Você já viu alguma mulher que não quer aparecer bonita na foto? É isso que faço. Todo mundo tem um lado bonito. Você tem que buscar", disse o artista em entrevista ao jornal O Globo em 2015.

O nome do fotógrafo virou uma grife no meio artístico e ele se tornou um dos profissionais mais requisitados no mundo da fama brasileiro. Guerreiro também fez capas de álbuns de artistas da MPB como Gal Costa, Maysa, Gonzaguinha, Jorge Benjor e Caetano Veloso.

Bon vivant

Nos anos 1980 e 1990, Antonio Guerreiro era um dos homens mais invejados do Rio de Janeiro. Ele estava casado há 20 anos com a estilista Maria Teresa Freire.

Por seu estúdio fotográfico passaram as mais deslumbrantes atrizes, modelos e personagens da vida cultural da cidade, como Luiza Brunet, Claudia Raia e Elke Maravilha. Namorou com Sonia Braga, Sandra Bréa, Denise Dummond e Angelita Feijó, com quem teve uma filha.

 

 




Notícias Relacionadas

28/12/2019 | 11h39m - Luigi Civalli

Ator de Game of Thrones, Andrew Dunbar morre aos 30 anos

28/12/2019 | 11h13m - Luigi Civalli

Morre Sue Lyon, estrela de Lolita, aos 73 anos



Instagram

Instagram

OFuxico