Imprimir

Notícias

10/05/2020 | 13h00m - Publicado por: Flavia Almeida | Foto: Reprodução/Instagram e João Cotta/TV Globo

Muitos artistas assinam manifesto contra Regina Duarte

Mais de 500 profissionais repudiam a atitude da parlamentar

Muitos artistas assinam manifesto contra Regina Duarte - Reprodução/Instagram e João Cotta/TV Globo

Em repúdio às palavras e a atitude de Regina Duarte, em sua participação na CNN Brasil, na última quinta-feira (7), 512 profissionais do audiovisual assinaram um manifesto.

Maitê Proença nega recado à Regina Duarte: ‘Mal-entendido’

No documento contra a atual secretária nacional de cultura, atores como Adriana Esteves, Alice Braga, Ana Lúcia Torre, Cauã Reymond, Malu Mader, Marcelo Serrado, Marieta Severo, Marisa Orth, Miguel Falabella, Monica Iozzi, Paulo Betti, Renata Sorrah e Selton Mello; músicos como Caetano Veloso, Chico Buarque, Dinho Ouro Preto, Emicida, Fafá de Belém, Lulu Santos, Rita Lee e Samuel Rosa; os novelistas Daniel Ortiz, Licia Manzo e Walcyr Carrasco; os apresentadores Astrid Fontenelle, Fábio Porchat e Marcelo Tas; compositores, escritores, roteiristas, cineastas, artistas plásticos, fotógrafos e dançarinos declaram que fazem parte da maioria dos cidadãos que defende a democracia e apoia a independência das instituições para fazer valer a Constituição de 1988.

Bruno Gagliasso dispara: ‘Regina Duarte, que vergonha de você’

Eles dizem ainda que não aceitam os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admitem a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão.

"Ela não nos representa", diz grupo ao encerrar o manifesto.

Anitta critica postura de Regina Duarte: 'Medo'

O grupo pede respeito aos mortos e àqueles que lutam pela própria sobrevivência no país devastado pela pandemia e pela nefasta ineficiência do poder público.

Veja como os famosos vão celebrar o Dia das Mães na pandemia

Entenda o caso

Na quinta-feira (7), em entrevista à CNN Brasil, Regina Duarte minimizou as mortes, as torturas e a censura durante o período da ditadura militar e, em tom indescritível, cantarolou a música da Copa do Mundo de 1970.

A secretária ainda menosprezou a cobertura da imprensa sobre as mortes causadas pela covid-19 e se irritou ao vivo com um vídeo de Maitê Proença, no qual a atriz critica a gestão da cultura pelo atual governo. Ela chegou a insinuar que a atriz estava morta, dizendo que o jornalismo da CNN estava "desenterrando mortos".

No sábado (9), a secretária ainda ironizou os trabalhadores que não conseguem sacar o auxílio emergencial.

"Desde março/20... Foi superanunciado. Quem precisava de auxílio para enfrentar a pandemia foi atrás. Quem não precisava... Está cobrando auxílio até hoje! Então... Vai lá! Nem tem mais que enfrentar fila grande", declarou a atriz, usando a hashtag Brasil acima de tudo e Deus acima de todos.

Valesca Popozuda detona Regina Duarte: 'Não é possível'

Leia a íntegra do manifesto:

"Brasil, 08 de maio de 2020

Somos artistas brasileiros e fazemos parte da maioria de cidadãs e cidadãos que defende a democracia e apoia a independência das instituições para fazer valer a Constituição de 1988.

Fazemos parte da maioria que entende a gravidade do momento que estamos vivendo e pedimos respeito aos mortos e àqueles que lutam pela própria sobrevivência no país devastado pela pandemia e pela nefasta ineficiência do poder público.

Fazemos parte da maioria de brasileiros que não tolera os crimes cometidos por qualquer governo, que repudia a corrupção e a tortura e que não deseja a volta da ditadura militar.

Fazemos parte da maioria que não aceita os ataques reiterados à arte, à ciência e à imprensa, e que não admite a destruição do setor cultural ou qualquer ameaça à liberdade de expressão.

Como artistas, intelectuais e produtores culturais, formamos a maioria que repudia as palavras e as atitudes de Regina Duarte como Secretária de Cultura.

Ela não nos representa".





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico