Imprimir

Notícias

28/09/2020 | 08h40m - Publicado por: Marcelo Mendes Barroso | Foto: Reprodução TV Globo

Mulher de Luciano Camargo ajudou a escolher repertório de disco solo

Sertanejo fala sobre trabalho gospel

Mulher de Luciano Camargo ajudou a escolher repertório de disco solo  - Reprodução TV Globo

O Fantástico deste domingo (27) entrevistou Luciano Camargo, que se prepara para lançar seu primeiro trabalho solo: o disco de louvores A Ti Entrego.

“Eu tirei essa fase da pandemia para realizar um sonho de fazer esse projeto de cantar louvores”, começou o sertanejo, que disse estar realizando um sonho de sua mãe, dona Helena.

“A gente estava cantando na Fazenda aí minha mãe chegou, me abraçou e falou: ‘Filho, um dia você grava um louvor pra sua mãe’. Eu falei: ‘Mãe, um dia eu gravo’”, contou.

A reportagem mostrou um depoimento da mamãe orgulhosa:

“Filho obrigado era um sonho meu ouvir você cantando para Jesus. Eu espero que esse sonho seja realizado não só por você, mas por todos os outros filhos e formar um coral louvando a Jesus”, pediu.

Dona Helena agradece ao filho

A repórter Flávia Cintra quis saber se os fãs correm o risco de perder o Luciano cantando É o Amor no palco, ao lado de Zezé.

“Você disse aí: ‘É o Amor’. Eu sempre cantei o amor. E vou continuar cantando o amor, junto com meu irmão, mas também não vou deixar mais de cantar louvores”. Afirmou.

Flavia Cintra entrevista Luciano

A reportagem também perguntou se cantar sozinho era um desafio:

“O desafio foi eu fazer a minha segunda para mim mesmo. E é engraçado porque tem muita gente que acha mais fácil fazer segunda para si mesmo e não é. Pensei que seria rápido, mas não. Tive que me ouvir várias vezes. Foi um desafio”, revelou.

Luciano no estúdio

“Se te falar, o que eu tenho vontade de cantar em uma igreja só”, disse emocionado. “Eu não penso em fazer show, não penso nisso.”

Luciano contou como foi a reação de sua mãe ao saber que ele já havia gravado o disco.

“Falei com ela na semana passada: ‘Meu filho, eu já falei com todas as minhas irmãs da igreja e olha, você vai ter que ir lá e cantar um louvou na minha igreja. Falei: ‘Claro mãe!’.”

E foi questionado se a mãe do cantor já havia ouvido as músicas.

“Ouviu algumas. Estou muito tempo sem ver minha mãe e meu pai. Não fui liberado para ir vê-los. Meu pai ficou na fazenda com o Zezé. Minha mãe teve Covid, meu pai não pegou Covid. E os médicos falaram: ‘Melhor não, Luciano’. Não pude nem visitar meus pais. A gente está cuidando muito disso. Eu brinco com o Zezé que ele teve sorte, que pode ficar com meu pai na fazenda” disse.

A matéria mostrou um momento família de Luciano cantando com as filhas gêmeas, Helena e Isabella, e a esposa Flávia Fonseca, que o levou para a igreja, há 16 anos.

Luciano canta com a família

“Eu canto com minhas filhas, eu canto lavando louça. Fico cantando e louvando. Esse repertório nos escolhemos eu e minha mulher fazendo caminhada aqui no condomínio”, revelou mostrando uma imagem feita pelo celular enquanto se exercitavam.

Luciano e esposa se exercitam e cantam louvores

Luciano: ‘Nasci pra cantar com meu irmão’

O albúm

O disco tem 15 faixas e será traduzido em EPs, com músicas que vão ganhar as plataformas em divisões semanais, que, em breve, também terá a assinatura de uma grande companhia. Todo o desenvolvimento digital traz a marca da Inova, de João Mendes Miranda e Bruno Vaz. 

O lançamento da primeira faixa, TEMPO (Anderson Freire, André e Raquel Freire, acontecerá em todas as plataformas digitais e está marcado para 16 de outubro, data de seu casamento com Flavia Fonseca, a quem carinhosamente chama de Fau, mãe de suas caçulas, Helena e Isabella. Virá como uma celebração aos 17 anos de uma união que transformou profundamente a sua vida.

O título A Ti Entrego nasceu de uma conversa com Bruno Vaz, responsável pelo marketing digital do projeto ao lado de João Mendes Miranda e toda equipe da Inova.

 “Estávamos conversando sobre como eu sempre pensei em gravar louvores. ‘A ti entrego’ significa Entregar, devolver para Deus o que Ele colocou de melhor para mim. ‘A ti entrego’ tudo de bom que estou vivendo na melhor fase da minha vida”,  avisou Luciano. 

“Sucesso eu já tenho. Estou no melhor momento da minha carreira. O momento que estou cantando louvores para as pessoas (porque no ambiente familiar já o fazia) é bem agora em que me sinto tocando uma vida plena, com equilíbrio e amor. É quando você se sente assim que entende melhor o mundo. Há 20 anos, eu tive vontade de gravar um trabalho assim, mas lá atrás, não teria essa leveza e verdade de agora”, completou.

O álbum será disponibilizado nas plataformas digitais a partir de 16 de outubro, com o lançamento de TEMPO, e deve ser dividido em EPs.   

“É muito importante saber que, na felicidade, reverencio ainda mais a Deus. E trago a público esta verdade com o dom que Ele me abençoou e assim o traduzo em louvores. Eu, diferentemente de muitos, não busquei por Ele no momento da dor... Muitos artistas deixaram de cantar o secular para cantar gospel em momentos assim.” 

Luciano volta a enfatizar que este trabalho não tem visão comercial. “É uma missão de louvor. A pandemia mudou a rotina, mudou o rumo, creio que muitas vezes só temos como realizar algo paralelo ao nosso trabalho quando a sua plenitude toca o dedo de Deus." 

 

As faixas serão: 

1) Reina 

2) Oh, Glória 

3) Eu sou teu 

4) Tempo 

5) Te necessito (versões em espanhol e português) 

6) Perdão 

7) Ele é Jesus 

8) Seu templo sou eu 

9) Águas tranquilas 

10) Tu sabes, Senhor 

11) Olhos não viram 

12) Exaltado 

13) Eu me rendo 

14) Obra de amor 

15) Templo 

Luciano Camargo se encanta com o sono das filhas
Luciele di Camargo posa de biquíni e brinca: ‘Estrias’
Zezé Di Camargo e Luciano fazem primeiro show drive-in





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico