Imprimir

Notícias

04/07/2020 | 13h50m - Publicado por: Caroline Huertas | Foto: Reprodução / Instagram

Naldo sobre amizade com Chris Brown: 'Ele confirmou tudo'

Cantor vinha sofrendo 'zuação' dos haters na web

Naldo sobre amizade com Chris Brown: 'Ele confirmou tudo' - Reprodução / Instagram

Já imaginou ser amigo do seu ídolo? Participar de festas fechadas e seletas da celebridade, ter sua foto estampando o perfil dela nas redes sociais e ser reconhecido em eventos? 

Pois foi isso mesmo que aconteceu com Naldo Benny, que teve a maior sorte que todo fã deseja. O cantor, que é o maior admirador de Chris Brown, foi notado e virou 'brother' do rapper norte-americano. 

O problema é que muita gente não acreditava nessa possibilidade e achava que Naldo estava mentindo sobre a amizade dos dois. Ele até mesmo fez um vídeo relatando tudo, mas não adiantava, ele por vezes virava motivo de 'zuação' na web por haters que não confiavam na veracidade da história. 

Mas o fato é que agora isso mudou. O artista brasileiro fez uma música em homenagem ao Chris Brown e contando essa relação de ambos, intitulada Breezy, e, para a surpresa dos 'descrentes' de plantão, o rapper curtiu o vídeo. 

Em entrevista exclusiva ao site OFuxico, Naldo detalhou o surgimento dessa amizade com seu ídolo e falou quão feliz ficou quando viu que Chris Brown ficou ciente de seu hit, pois assim ele confirmava tudo o que ele estava dizendo. 

"Quando eu vi, eu quase surtei", confessou ele, que logo contou a história de como tudo começou, a qual ama relembrar, e falou: "Eu contei toda a história em vídeo e acharam que era mentira, começaram a zuar... E foi isso que me fez fazer a música e o clipe de Breezy. E quando eu posto o vídeo e ele curte, é uma confirmação de tudo que eu estava contando. Então por isso toda a minha emoção diante da curtida, foi uma sensação alucinante de alegria".

E esse não é o único motivo que Naldo tem para comemorar. Afinal, Breezy já está fazendo o maior sucesso e o clipe foi muito bem recebido pelo público. 

O cantor ficou tão feliz com a repercussão, que já adiantou que vai ter muito mais trap e black music por aí e que os fãs não perdem por esperar. 

"Estou muito feliz com esse momento novo com a Kondzilla, com o clipe da música Breezy, o engajamento, a repercussão... Estou curtindo muito essa onda de ter sido abraçado pelo trap, pelos artistas e pela galera. Os Estados Unidos são minha fonte de inspiração. Eu sou brasileiro, gosto muito da nossa cultura, mas bebo daquela fonte lá também. Desde 2011 sou envolvido com a black music, o hip hop e começar fazendo essa onda de trap está muito maneiro. Então, pode acreditar que vem muito trap por aí. Estou mutio envolvido e quero dar continuidade a esse segmento, além do funk", disse ele.

Naldo também não vê a hora de voltar para os palcos, porque está sentindo muita falta de fazer shows. Mas, vendo o lado positivo da quarentena de coronavírus, o artista está muito feliz de poder aproveitar mais com sua família sem a correria de antes. 

"Tem toda a questão da adrenalina, do palco, do som, da energia, do povo gritando e aplaudindo... Isso faz muita falta, porque eu já faço isso há anos e ficar quatro meses sem essa prática é muito ruim. Mas, se for ver um lado positivo, eu gosto muito de ficar em casa. Então, por um lado, não ter essa correria toda da vida artística, de viagens, horários, compromissos e o cansaço, faz muita diferença nesse tempo com a família", opinou.

 

 

Confira a história completa dessa amizade:  

"Em 2012, eu fui pela primeira vez na casa dele em Hollywood, um fã alucinado tentando vê-lo - não consigo. Depois, em 2016, comprei um casaco da marca dele quando fui fazer um show em Nova York, que os ingressos esgotaram. Aí postei uma foto dizendo que foi o Black Pyramid [marca de Chris Brown, que Naldo comprou o casaco] que deu sorte. Em 2017, o Chris Brown postou minha foto usando o casaco dele e me marcou, marcou a Black Pyramid e me seguiu no Instagram. Em 2018, fui para Jacksonville, um dia antes do meu aniversário tentar ver o show dele, só que meus amigos atrasaram e cheguei só no final do show, então não consegui falar com ele. Mas como ele já me seguia e a equipe e os dançarinos também, eu consegui falar com esse pessoal e me levaram lá atrás do ginásio onde ele fez o show, mas aí tinha uma galera lá e ele já estava entrando no ônibus para ir embora, só passou correndo e mandou um salve para todo mundo. Voltei para casa completamente triste, porque consegui estar do lado dele, mas não deu para falar...", contou ele, que mostrou que logo sua sorte começou a mudar.

"Mas aí, na sequência dessa semana, um amigo me contratou para fazer mais um show em Nova York. Quando desço na cidade, descubro que o Chris Brown tinha um show na segunda-feira - eu tinha no sábado. Só liguei para casa na hora e falei [para Ellen Cardoso, sua esposa]: 'amor, vou ficar' (risos). E eu tinha só uma camisa na mochila, era para ser um bate e volta... Mas fui no show dele e logo depois ele foi fazer um VIP na boate. Estava lotado, só me deixaram entrar quando estava faltando 10 minutos para acabar o VIP. Então ele já estava indo embora, mas a gente se trombou de cara. E ele me reconheceu, me chamou pelo nome, porque já me seguia no Instagram", relembrou.

"No final de 2018, voltei para os Estados Unidos, em Miami, e fui no show do Chris Brown em uma balada. Logo que cheguei perto do camarote dele, ele me reconheceu de novo, me deu um alô e um aperto de mão, mas logo os seguranças já começaram a 'embaçar', porque a Ellen queria tirar foto desse momento e eles não estavam querendo deixar, são meio brutos, tiram todo mundo de perto, colocaram flash para atrapalhar a foto... E aí não consegui falar direito com ele, mas na segunda-feira postei a foto, que a Ellen conseguiu tirar, e fiz um texto sobre o quanto gosto dele. E aí uma amiga mandou uma direct: 'puxa, Naldo, não sabia que você era tão fã assim, porque eu participei de um clipe dele dois dias atrás'. E aí logo começamos a conversar e marcamos até de jantar. E no mesmo dia uns caras falaram para ela: 'olha, o Chris Brown vai fazer uma festa particular, você quer vir?'. Ela perguntou se podia me levar, dizendo que estava comigo e com a Ellen, e eles deixaram, mas não podia entrar com celular na festa. Era bem particular, um 'furduncinho' dele. Eu era o único homem que não era da equipe dele e tinha umas 15 mulheres...", contou.

Naldo também lembrou que ficou bem nervoso nesse dia, porque estava muito próximo de Chris Brown e em um momento mais particular. 

"Eu entrei tão nervoso, nem cumprimentei ele, ele estava a cinco metros de mim, eu nem estava acreditando. Aí ele que foi, saiu de onde estava sentado, veio andando na minha direção e eu já abri os braços, falei: 'Breezy!' e ele ficou surpreso, coçou o olho: 'É o Naldo que está ai? Pô, e nem falou comigo? Você é irmão, vem falar comigo! Você está a vontade? Quer beber? Quer comer alguma coisa? Fumar?' ", concluiu, explicando posteriormente que contou tudo isso em um vídeo e os 'haters' zombaram dele, achando que era mentira. 

Foi essa história que deu origem à amizade e também à inspiração e vontade de criar a música Breezy, em homenagem ao Chris Brown. 

 

Chris Brown curte vídeo de Naldo e cantor pira: 'Alegria!'
Naldo Benny lança música Brezzy em homenagem a Chris Brown
Muy amigos! Eles são parças e você nem sabia





Notícias Relacionadas

02/07/2020 | 18h40m - Caroline Huertas

Chris Brown curte vídeo de Naldo e cantor pira: 'Alegria!'

27/06/2020 | 10h00m - Flavia Almeida

Muy amigos! Eles são parças e você nem sabia



Instagram

Instagram

OFuxico