Imprimir

Notícias

11/12/2019 | 14h00m - Publicado por: Flávia Almeida | Foto: Divulgação/Paulo César Costa

No aeroporto, Marta manda bem no cavaquinho, junto com escola de samba

Jogadora de futebol é enredo da Inocentes de Belford Roxo

No aeroporto, Marta manda bem no cavaquinho, junto com escola de samba - Divulgação/Paulo César Costa

Boa de bola, boa de samba! Jogadora de futebol da Seleção Brasileira e do Orlando Pride, Marta Silva vai mostrar seu gingado no Carnaval de 2020. A atleta é enredo da descola de samba Inocentes de Belford Roxo, pertencente à Série A da folia do Rio de Janeiro.  

Na terça-feira (10) ela desembarcou no aeroporto Santos Dumont, no Centro carioca, e foi recepcionada por componentes da agremiação. Lá estiveram o intérprete Pixulé, os ritmistas da bateria, casal de mestre-sala e porta-bandeira Douglas Valle e Jaçanã Ribeiro, passistas, diretores e o presidente Reginaldo Gomes. Este foi o primeiro contato da jogadora com a escola.

Muito animada e emocionada, Marta logo pegou um cavaquinho e mostrou sua habilidade com o instrumento. Ela ainda cantou e sambou com os segmentos, que vibraram com a atleta, eleita por cinco vezes a melhor jogadora do mundo.

A agremiação na avenida em 2020

Com o enredo Marta do Brasil - Chorar no Começo Para Sorrir No Fim, desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé, a agremiação será a segunda escola a desfilar no sábado de Carnaval na Marquês de Sapucaí, dia 22 de fevereiro, por volta das 22h45.

Marta, que mora em Orlando, nos Estados Unidos, contou que foi pega de surpresa com o convite e afirmou que pretende conciliar a agenda para fazer uma visita à quadra da Inocentes, na Baixada Fluminense.

"Estamos juntos e agora eu sou mais uma de vocês. Faço parte dessa comunidade e vocês vão ficar sempre aqui no meu coração", disse a jogadora.

O presidente da escola, Reginaldo Gomes, destacou a felicidade em tê-la na agremiação.

"É emocionante estar diante de uma heroína dos novos tempos e brasileira em um momento em que nosso país tem carência de heróis. Uma mulher nordestina de origem humilde, empoderada e que venceu o preconceito por ser mulher e jogar futebol. Estou radiante por estar diante dela, que é orgulho nacional. Marta é nosso enredo para 2020 e, com sua simpatia, sorriso e alegria, fez um gol de ouro em nossos corações", disse Reginaldo Gomes à OFuxico.

Marta acompanhou a luta da namorada contra o câncer

No primeiro semestre deste ano, a jogadora de futebol Toni Pressley, namorada de Marta Silva, foi diagnosticada com câncer de mama. Ela, que é zagueira do Orlando Pride, passou por uma cirurgia em agosto e já está curada. As duas estão juntas desde o final de 2018.

Marta se torna a maior artilheira de todas as Copas do Mundo

Marta no desembarque do Aeroporto Santos Dumont
 
Trajetória

Nascida em Dois Riachos, no interior do estado de Alagoas, Marta Silva é inspiração para as mulheres do mundo todo. Ela já conquistou os títulos de Maior Artilheira da História da Seleção Brasileira (masculina e feminina) e foi seis vezes considerada pela FIFA a melhor jogadora de futebol feminino do mundo, ultrapassando jogadores como Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

Alagoana de 36 anos, Marta tem origem humilde. Cresceu sem o pai, que abandonou a mulher e seus 4 filhos quando a atleta tinha apenas um ano de idade. Desde então, foi criada pela mãe e pela avó, que foram grandes inspirações em sua vida.

A história profissional da atleta começou no ano 2000, quando deu início à carreira pelo time Vasco da Gama, do Rio de Janeiro. Depois de passar por algumas transações internas do clube, a jogadora foi contratada pela Umea IK, da Suécia, no ano de 2004.  Foi lá que conquistou a Liga dos Campeões de Futebol Feminino da UEFA.

Em 2008, ganhou pela primeira vez o título de melhor do mundo e, logo após, foi contratada pelo time americano Los Angeles Sol, onde foi artilheira da liga nacional. 

Depois de conquistar sua fama internacionalmente, Marta Silva retornou ao Brasil, emprestada para o time do Santos. Lá, a jogadora disputou e venceu a Copa Libertadores Feminina e a Copa do Brasil.

Em 2004, foi prata nos Jogos Olímpicos. Em 2007, na Copa do Mundo de Futebol Feminino, Marta Silva foi a vencedora da Bola de Ouro e levou o Brasil à segunda colocação no campeonato. Oito anos depois, a jogadora superou o rei do futebol Brasileiro, Pelé, completando 117 gols com a camisa verde-amarela.

 

Marta exibe suas habilidades no cavaquinho
 
Marta com Porta Bandeira e Mestre Sala da Inocentes de Belford Roxo
 
Olha o estilo de Marta mandando bem no chocalho!
 
Marta é a homenageada da Inocentes de Belford Roxo
 
Marta arrasa tocando cavaquinho






Instagram

Instagram

OFuxico