Imprimir

Notícias

12/12/2019 | 00h00m - Publicado por: Raphael Araujo | Foto: Reprodução/Youtube

‘No colégio, já fui muito homofóbico’, diz Chris Martin

Atualmente, cantor é um grande aliado do público LGBTQ+

‘No colégio, já fui muito homofóbico’, diz Chris Martin - Reprodução/Youtube

Chris Martin, conhecido por ser o líder e o vocalista da banda Coldplay, é um grande aliado do público LGBTQ+, e há anos se coloca contra a homofobia quando tem a oportunidade.

Porém, em recente entrevista à revista Rolling Stone, revelou que nem sempre teve esse pensamento, e que já teve pensamentos homofóbicos durante a adolescência.

"Quando eu fui para o colégio interno, fui meio engraçadinho e também fui muito homofóbico, porque pensei: 'Se sou gay, estou completamente ferrado por toda a eternidade' e eu ainda era uma criança descobrindo a sexualidade", contou o artista, antes de dizer que frequentemente questionou sua sexualidade na época, e que seus colegas eram frequentemente agressivos com ele, afirmando que Martin era "definitivamente gay, de maneira completa".

"Não sei o que aconteceu, tudo (pensamentos homofóbicos) parou da noite para o dia. Era muito interessante. Uma vez eu fiquei tipo, 'sim, e daí se sou gay'", desabafou, antes de comentar sobre suas dúvidas religiosas.

"Isso me fez questionar: 'Ei, talvez algumas dessas coisas que estou aprendendo sobre Deus e tudo mais - não tenho certeza se assino toda essa religião em particular. Então, por alguns anos, isso foi um pouco instável e, finalmente, eu pensei: 'OK, acho que tenho meu próprio relacionamento com o que eu acho que Deus é e não é realmente uma religião para mim'", finalizou.

Chris atualmente está namorando a atriz Dakota Johnson, e foi casado com Gwyneth Paltrow por 11 anos, com quem teve Apple (15 anos) e Moses (13 anos).

Irmã de Chris Martin revela ter três empregos





Notícias Relacionadas

09/11/2020 | 09h45m - Juliana Picanço

EMA 2020: Veja quem são os vencedores



Instagram

Instagram

OFuxico