Imprimir

Notícias

28/08/2020 | 16h45m - Publicado por: Raphael Araujo | Foto: Reprodução/Instagram

Pai do cantor Cauan tem aumento de comprometimento no pulmão

João Luiz Máximo foi contaminado pelo novo coronavírus assim como o filho

Pai do cantor Cauan tem aumento de comprometimento no pulmão - Reprodução/Instagram

Cauan Máximo, da dupla Cléber e Cauan, foi um dos famosos a ser diagnosticado com o novo coronavírus, tendo ficado internado por alguns dias por conta do comprometimento do pulmão.

Infelizmente, seus pais também foram contaminados pela covid-19 e estão internados no mesmo hospital que o filho esteve, e João Luiz Máximo teve uma piora no quadro clínico, também tendo seu pulmão comprometido.

“O pai do Cauan, João Luiz Máximo, continua na UTI, em estado grave, mas estável. Teve melhora clínica hoje e os exames de laboratório também estão melhores. A tomografia mostrou aumento do comprometimento pulmonar para cerca de 50%”, revelou a assessoria de imprensa de Cauan por meio de um trecho do boletim médico.

Shirlei Máximo, mãe do cantor, segue internada, mas em um quadro mais estável que o do marido.

Luisa Sonza testa positivo para Covid-19: ‘Não sinto nada’

Cauan Máximo recebe alta e deixa o hospital

 

Alívio! Depois de uma longa batalha pela saúde, Cauan Máximo recebeu alta do hospital Anais Rassi, em Goiânia, na última quarta-feira (26).

De acordo com a assessoria do artista, ele seguirá o tratamento contra a Covid-19, em casa. O cantor ficou internado por 20 dias e esteve internado em três hospitais.

No último domingo (23), o quadro de Cauan teve uma melhora significativa e ele foi transferido da UTI para o quarto. Ele estava consciente e falante.

Carla Perez e Xanddy contra o Covid: 'Eu cuido dele, ele cuida de mim'

Cronologia do caso de Cauan

 

Cauan começou a sentir febre e dores no corpo no dia 07 de agosto. No dia 10, o cantor fez o exame e, no dia seguinte, teve a confirmação da doença. Em 12 de agosto, ele precisou ser internado em um hospital particular de Goiânia.

Três dias depois, no último sábado (15), o sertanejo teve de ser transferido para a UTI do Instituto Ortopédico de Goiânia.

No dia seguinte, o boletim médico destacou que ele estava com 70% dos pulmões comprometidos. Em 17 de agosto, ele teve uma piora no quadro clínico e, um dia depois, foi transferido para o Hospital Anis Rassi, na capital de Goiás.

O artista, que chegou a ter 75% da capacidade pulmomar comprometida, disse na terça-feira (25), ao vivo no programa Encontro, de Fátima Bernardes, que pensou na morte como melhor opção, diante do que passava.

“Eu tive dois momentos muito difíceis, que eu fiquei com muito medo. Dois específicos que me lembro, que não sei nem explicar o que eu senti. Às vezes eu pensava que se eu morresse, seria vantagem. Mas Deus me deu força, muita gente orando e me passando coisas boas. Fui melhorando, não só fisicamente. Teve alguma coisa dentro de mim, uma força que veio me mudando”, disse.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico