Imprimir

Notícias

07/05/2020 | 02h33m - Publicado por: Flávia Ávila | Foto: Reprodução/Instagram

Poder feminino! Rappers mulheres conquistam espaço na música

No Brasil e no exterior, artistas femininas recebem reconhecimento por suas rimas

Poder feminino! Rappers mulheres conquistam espaço na música - Reprodução/Instagram

Se antes o mundo do rap/hip-hop era predominantemente masculino, agora são as mulheres que vêm ganhando cada dia mais espaço no meio. Nome forte da geração, Nicki Minaj, em 2017, ultrapassou Aretha Franklin e se tornou a artista feminina com o maior número de hits na aclamada lista da Billboard, a Billboard Hot 100, emplacando um total de 76 canções na lista em sua carreira de cerca de 12 anos.

Parcerias com a estrela nascida em Trindade e Tobago ficaram cada vez mais populares e apesar de um susto no ano passado com um mal-entendido no Twitter, por meio de um tweet onde ela falava de aposentadoria, a rapper seguiu sua trajetória e a mais nova colaboração foi com Doja Cat, nome que vem ganhando força na indústria.

A australiana Iggy Azalea também apareceu no cenário, em 2014, com o hit Fancy, ao lado de Charli XCX, e se consolidou com o seu nome no meio, tendo até uma parceria com a brasileira Anitta.

Mas por trás desses grandes holofotes, outras mulheres estão caminhando para o reconhecimento merecido de seus trabalhos, tanto no Brasil quanto lá fora. Por isso, vem com o OFuxico conhecer um pouquinho de cada uma delas e adicionar novos hits às suas playlists.

Doja Cat

 

Nascida Amalaratna Zandile Dlamini, no dia 21 de outubro de 1995, a norte-americana é filha de uma pintora estadunidense e um ator e produtor de cinema sul-africano. Seu nome artístico é a fusão de seu amor pelo gato de estimação e uma espécie de maconha, chamada doja.

Apesar das inseguranças no começo da carreira, de forma independente, elas lançou e apagou canções do SoundCloud, até que So High ganhou visibilidade e ali ela passou a dar seus passos artísticos.

Ela assinou com a Kemosabe Records/RCA Records e lançou o EP Purrr!. Em seguida veio o álbum Amala (2018), seguido pelo Hot Pink (2019), que trouxe o hit Say So.

A música virou uma febre dentro do aplicativo TikTok, ficou entre o Top 10 da parada musical Billboard Hot 100 e garantiu olhares para Doja. Tanto sucesso rendeu um featuring com ninguém menos do que Nicki Minaj. 

Além do mais, Doja Cat, como uma boa jovem de 24 anos, adora a web e se mostra engraçada em seus perfis no Twitter, Instagram. Parte do reconhecimento entre os internautas aconteceu bem no início da carreira, com a faixa Mooo! que possui um clipe pronto para servir de meme em diversos aspectos e tem a carinha de algo feito em casa.

Megan Thee Stallion

 

Se tem uma coisa que o TikTok se tornou, além de uma das redes sociais queridinhas, é um "fazedor de cantores/cantoras". 

Megan Pete começou a escrever seus próprios versos aos 16 anos. Ela adotou o nome artístico ainda adolescente, por ser apelidada como “garanhão” (termo usado para se referir a cavalos), devido a sua beleza e altura. Sua canção, Big Ole Freak, foi o gatilho para que começasse a ser conhecida, chegando a conquistar a primeira nomeação na Billboard Hot 100.

No entanto, o estouro foi mesmo com Savage, depois de circular pelo TikTok. Recentemente, a música ganhou um remix com Beyoncé! As artistas, nascidas no Texas, dividiram a composição na nova versão e deixaram os internautas maluquinhos.

A colaboração foi até um sonho realizado para Megan, que já se declarou fã fervorosa da Queen B.

Tássia Reis

 

De Jacareí, na região paulista do Vale do Paraíba, a brasileira foi influenciada desde pequena pela música e dança e começou a compor, em 2009, depois de ouvir artistas como Clara Nunes, Milton Nascimento, Lauryn Hill, Djavan e outros.

Dona de uma voz doce, é uma dos novos expoentes da música nacional dentro de uma categoria que tem sido chamada de rapjazz.

No ano passado, Tássia lançou o seu primeiro álbum, intitulado Próspera.

Drik Barbosa

 

Adriana Barbosa conheceu o rap através da Batalha do Santa Cruz, em 2007, e lá recebeu convites de outros MC’s para colaborarem.

Talentosa, a rapper lançou os singles Pra eternizar e Não é mais você, que a fez alcançar um grande público. Mas foi em 2013, a convite de Emicida, que teve a honra de colaborar na trilha sonora do filme O Menino e o Mundo, e em 2016, ela colaborou novamente com Emicida na canção Mandume, representando a força feminina do rap.

 

Seu primeiro EP, Espelho, chegou em 2018, porém, foi em 2019, que Drik lançou seu primeiro álbum, auto-intitulado.

Saweetie

 

Diamonté Harper, nascida em 3 de julho de 1993, ganhou destaque com seu single ICY GRL. Suas primeiras rimas surgiram em poemas, pois sempre amou construir tais textos. Com 14 anos já possuía diversas peças originais, o que a levou a dar um ritmo musical às frases que construía.

Seu nome artístico surgiu de um apelido dado pela sua avó e tem como influência Trina, Foxy Brown, Lil Kim’ e Nicki Minaj.

O atual sucesso, que a deu mais visibilidade, My Type, chegou a entrar na Billboard Hot 100. A jovem tem no currículo, por enquanto, dois EPs, High Maintenace e ICY.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

  • Luana Piovani se emocionou com os últimos acontecimentos no país, nesta semana, envolvendo o menino Miguel e a declaração racista da influenciadora digital Luisa Nunes Brasil #OFuxico (Via Instagram @luapio)
  • #Sabrina Sato cortou o cabelo de Zoe e mostrou a nova franja da pequena, além de ter feito uma brincadeira de comparar o visual dela com o de @justinbieber (via stories @sabrinasato)
  • A ex-BBB Flayslane se pronunciou após internautas ficarem chocados com mudanças em seu rosto e afirmou que não foi somente a rinoplastia a responsável pela diferença atual #OFuxico
(Via Instagram @flay)
  • Aline Riscado cancela lives no Instagram como forma de protesto contra o racismo. #OFuxico (Via @alineriscado )
  • Bárbara Evans comenta sobre retirada de pintas e revela que não se preocupa com possíveis cicatrizes. #OFuxico (Via @barbaraevans22 )
  • Ex-BBB Gizelly Bicalho contou que está de cama por conta de uma infecção intestinal e uma inflamação de dentes do siso. (Via stories @gizellybicalho)
  • #blacktuesday  #blacklivesmatter

OFuxico