Imprimir

Notícias

03/09/2020 | 14h14m - Publicado por: Flávia Almeida | Foto: Reprodução/Instagram @pretagil

Preta Gil critica flexibilização no Rio: ‘Sem responsabilidades’

Artista foi uma das primeiras celebridades a testar positivo

Preta Gil critica flexibilização no Rio: ‘Sem responsabilidades’ - Reprodução/Instagram @pretagil

Uma das primeiras artistas contaminadas pelo novo coronavírus, Preta Gil segue tomando todos os cuidados possíveis. A cantora contraiu a doença em março, após ter se apresentado na festa de casamento da irmã de Gabriela Pugliesi, em Trancoso, na Bahia.

Na quarta-feira (3), Preta fez um desabafo em suas redes sociais, indignada com o descaso de muitas pessoas, que têm levado a vida normal, sem cuidados, como se nada estivesse acontecendo.

Preta tem trabalhado em esquema de home office e fez críticas à flexibilização feita pelas autoridades.

Preta Gil sobre Paulo Vilhena: ‘Pesquisei o que ele gostava’

"Mais um dia de trabalho, home office que fala, né? Depois de um dia todo de gravações, finalmente o pijama! Aqui no Rio de Janeiro, mais do que nunca, precisamos reforçar os nossos cuidados", alertou.

Preta ainda chamou à atenção para a necessidade de manter e redobrar os cuidados. A artista alertou que, por conta da flexibilização, houve aumento de casos da Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro.

"Os casos de Coronavírus subiram muito, aqui no Estado tem a maior taxa de mortalidade do Brasil, essa flexibilização sem responsabilidades praticadas por muitos está surtindo esse triste efeito e o caos político também! Se cuidem", pediu. 

Preta Gil fala sobre a flexibilização no Rio de Janeiro

O post pode ser visto na página da cantora no Instagram @pretagil.

Coronavírus no Rio de Janeiro

De acordo com o boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro na quarta-feira (02), o Rio de Janeiro destacou 1.532 novos casos da Covid-19 em 24 horas. Ao todo, 228.332 pessoas foram infectadas desde o início da pandemia. Desse total, 206,4 mil já se recuperaram.

O órgão também confirmou no boletim desta quarta-feira mais 98 óbitos. Dessa forma, o número de mortos no estado chega a 16.315. Estão sendo investigados outros 470 óbitos.

Vale destacar que no último final de semana, de sol intenso na cidade do Rio de Janeiro, todas as praias ficaram lotadas e era raro ver alguém de máscara.

A capital responde pelo maior número de casos: foram infectadas 91,8 mil pessoas e 9.778 mortes foram registradas. Outras três cidades do estado têm mais de 8 mil casos: Niterói (11.302), São Gonçalo (11.005) e Duque de Caxias (8.236). De outro lado, os municípios de Rio das Flores (14), São Sebastião do Alto (25) e Macuco (48) apresentam os menores números infectados.

A maior ocorrência de óbitos também ocorre na capital: 9.778. São Gonçalo (661), Duque de Caxias (657), Nova Iguaçu (523) e São João de Meriti (394) fecham o grupo das cinco cidades que mais registraram mortes pelo novo coronavírus.

Preta Gil surge de lingerie em ensaio feito em casa
Preta Gil renova o bronzeado ao lado da irmã, Maria Gil





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico