Imprimir

Notícias

05/07/2020 | 07h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Grosby Group

Príncipe Harry acusa imprensa de intimidar Meghan Markle

Novos documentos do processo contra o Mail on Sunday revelam que a Duquesa de Sussex se sentiu desprotegida...

Príncipe Harry acusa imprensa de intimidar Meghan Markle - Grosby Group

Príncipe Harry criticou a imprensa britânica por intimidar Meghan Markle, segundo a imprensa americana. Através de novos documentos judiciais do processo em andamento de Meghan Markle contra o jornal inglês Mail on Sunday, obtidos pelo programa E!News, do canal E!, revelam que a duquesa de Sussex se sentiu 'desprotegida' pela família real quando a imprensa começou a 'persegui-la'.

De acordo com os documentos, os advogados de Meghan compartilham que a 'propensão da família real a práticas comuns' deixou Meghan e seus amigos 'se sentindo silenciados', por não poder levantar a voz e esclarecer vários boatos que estavam sendo expelidos pelos tabloides na época após seu casamento com o Príncipe Harry e sua gravidez.

"[Meghan Markle] tornou-se objeto de um grande número de artigos falsos e prejudiciais pela mídia tabloide do Reino Unido, especificamente pelo [Mail on Sunday], que causou tremendo sofrimento emocional e danos à sua saúde mental", dizem os documentos.

"Como seus amigos nunca a haviam visto nesse estado antes, eles estavam preocupados com o bem-estar dela, especificamente quando ela estava grávida, desprotegida pela instituição e proibida de se defender.", revelam os representantes legais.

Além disso, seus advogados afirmam que foi o príncipe Harry quem informou ao jornal que os amigos de Meghan a defenderam contra as alegações feitas pelo Mail on Sunday, onde a publicação revelou o conteúdo de uma carta pessoal que ela havia enviado a seu pai Thomas Markle, descrevendo o impacto de sua cooperação com os tabloides.

Os advogados de Meghan Markle revelam ainda sua crença de que seus amigos, que permanecem anônimos, foram levados a essa ação porque o Palácio de Kensington supostamente exigiu que aquelas pessoas próximas à Duquesa não 'comentassem' nada, quando abordados pela imprensa.

Quanto aos boatos de que ela sabia da reportagem da revista People onde suas amizades a defenderam, seus representantes afirmam: "Se o reclamante tivesse sido convidado ou tivesse a oportunidade de participar, ela teria solicitado à Equipe de Comunicação do palácio que dissesse no registro que ela não estava envolvida com o artigo da revista People", justifica.

Meghan também sustenta que ela 'desconhecia' as ações de suas amigas e 'não estava envolvida' de forma alguma.

Em uma declaração, o Mail on Sunday disse anteriormente ao E!New: "O Mail on Sunday confirma a história que publicou e defenderá vigorosamente este caso. Especificamente, negamos categoricamente que a carta da duquesa tenha sido editada de qualquer maneira que alterasse seu significado".

De acordo com os representantes legais de Harry e Meghan, esse processo judicial está sendo financiado em particular pelo casal e, na pendência de uma decisão judicial, o produto de qualquer dano será doado a uma instituição de caridade anti-bullying.

Harry e Meghan Markle não têm pressa de lançar fundação
Meghan Markle ajuda jovem negra queimada por brancos
Duques de Sussex ajudam a preparar alimentos em Los Angeles

Preocupação de Diana

Princesa Diana previu a vida do Príncipe Harry, de acordo com a autora e editora-chefe da revista Majesty, Ingrid Seward. Ela revelou como Diana disse que Harry pode 'lidar com qualquer coisa' - o que é revelador, considerando sua situação atual.

Em uma entrevista com o jornal Daily Mail, Seward relembrou sua conversa com Lady Di:

"Diana me disse que William era muito sensível e Harry era artístico e animado, que podia lidar com qualquer coisa", conta.

No entanto, ela alega que Diana também tinha uma preocupação com Harry, porque ele não tinha concentração e 'mudava de uma coisa para outra' facilmente.

Mas enquanto a preocupação da Princesa Diana era predominantemente em relação à educação de Harry, há paralelos com sua situação atual depois de se afastar da família real.

Ingrid acrescentou: "William era mais acadêmico do que Harry, mas ele não estava achando Eton [um dos colégios mais importantes da Inglaterra, fundado em 1440 pelo rei Henry VI] muito fácil naquele momento, apesar de ter amigos adoráveis ​​por lá. [Diana] disse que Harry iria para Eton, caso contrário, ele seria apontado como o que não era tão inteligente, e ela se preocupava com a falta de concentração dele. Ela disse: 'Harry está cheio de energia, mas ele muda de uma coisa para outra e depois perde o interesse.'".

Para Ingrid Seward, Diana sabia que o filho menor não seria feliz vivendo sob os protocolos da realeza.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico