Imprimir

Notícias

18/09/2020 | 07h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

Príncipe Philip cansou de passar a quarentena com Rainha

O Duque de Edimburgo quer voltar à sua própria residência

Príncipe Philip cansou de passar a quarentena com Rainha - Reprodução/Instagram

Depois de passar a maior parte da quarentena e bloqueio no Castelo de Windsor com a rainha Elizabeth II, e posteriormente em Balmoral, o Príncipe Philip, de 99 anos, quer voltar para sua residência de Wood Farm, Sandringham, Norfolk. A mídia local revelou que esta foi a primeira vez que Philip e Elizabeth passaram tanto tempo juntos, comendo e tomando o chá da tarde juntos todos os dias, graças a pandemia.

Mas segundo a imprensa inglesa, a monarca inglesa de 94 anos quer permanecer em Windsor, o que significa que o staff do casal terá de ser dividido para que ambos tenham acompanhamento.

O duque de Edimburgo reside em Sandringham, mas Elizabeth vai trabalhar desde Windsor, e por conta disso uma fonte afirmou que 'faz muito mais sentido' manter o casal real junto para protegê-los do coronavírus.

"A rainha e seu marido chegarão a Sandringham essa semana para um descanso de 15 dias antes de sua volta a Windsor. Philip não queria ir para Balmoral e não quer ir para Windsor", revelou um informante da realeza ao jornal The Sun.

Não se sabe se Philip vai aceitar voltar para Windsor: "Ele está decidido a permanecer em Sandringham (...) no final quem deve ou não autorizar é a rainha", justifica o informante.

Rainha Elizabeth se reúne com o Príncipe William
Rainha Elizabeth II tem dieta revelada
Rainha Elizabeth II autoriza cinema drive-in em casa de Sandringham



Preparativos para seus 100 anos

Príncipe Philip vai comemorar 100 anos dia 10 de junho do ano que vem e o Palácio de Buckingham já prepara várias comemorações para celebrar seu centenário. É possível que os duques de Sussex, Príncipe Harry e Meghan Markle, estejam presentes nas celebrações, junto ao filho Archie, que já terá dois aninhos nessa ocasião.

Se por um lado, o marido da Rainha Elizabeth II ficará feliz de ver novamente toda a família reunida para celebrar sua vida, ele está sofrendo muito, segundo o autor e especialista em assuntos da realeza, Nigel Cawthorne, que escreveu o livro Prince Andrew: Epstein and the Palace, lançado em abril passado.

Segundo Nigel, minimizar a presença de seu filho Andrew nas comemorações de seu 100º aniversário é um grande esforço que Philip está fazendo. Ele continua apoiando o filho em meio às acusações e investigação de pedofilia e abuso sexual, que manchou o nome do ex-marido da Duquesa de York Sarah Ferguson.

"Príncipe Philip ficou chateado de ter que minimizar a participação de Andrew... Ele é extremamente amoroso e orgulhoso de seu filho, mas sabe que seu nome atualmente é como veneno, e ele terá de abrir mão pelo bem da realeza", disse Cawthorne em entrevista ao jornal Express.

"A decisão de reduzir o papel do Príncipe Andrew nas celebrações planejadas para seu 100º aniversário é uma das decisões mais difíceis que o Príncipe Philip já teve de tomar. Ele gosta muito do filho, e vai ceder com grande desgosto, à pressão da mídia.", justifica Nigel. "Mas ele sabe que a sobrevivência da monarquia exige que o Palácio de Buckingham fique longe de seu filho", afirmou.

"Terá sido um golpe enorme e certamente tirará um pouco do brilho das comemorações quando acontecerem no próximo ano, para que Philip não tenha Andrew ao seu lado. Este é um momento comovente e a perda do título de HRH [Sua Alteza Real, do inglês His/Her Royal Highness] provavelmente é simplesmente uma questão de tempo.", assegurou.

Segundo a imprensa inglesa, devido ao seu envolvimento com o falecido pederasta e depredador sexual Jeffrey Epstein, a participação de Andrew no evento em junho de 2021 será 'a mínimo possível'.

Entre os eventos que acontecem para marcar o aniversário do Príncipe Philip está uma exposição que está sendo organizada pela The Royal Collection Trust.







Instagram

Instagram

OFuxico