Imprimir

Notícias

10/08/2020 | 10h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

Príncipe William passou três semanas com anel de noivado na mochila

Ele levava o anel de noivado para entregar à Kate Middleton em 2010, o tempo todo...

Príncipe William passou três semanas com anel de noivado na mochila - Reprodução/Instagram

Príncipe William relembrou recentemente em uma entrevista que queria surpreender a namorada na época, Kate Middleton, com um inusitado pedido de casamento.

E para isso ele passou três semanas levando na mochila o anel de safira azul, que foi de sua mãe, a Princesa Diana, para entregar à Kate no momento mais preciso.

Kate e William anunciaram seu noivado em 2010, com um pedido de casamento que aconteceu no Quênia, na África, casando-se um ano depois.

Príncipe George tem problemas com a lição de casa


Ele contou: "Eu estava planejando isso há algum tempo, mas como todo cara sabe, é preciso uma certa dose de motivação para começar. Então, eu estava planejando e me senti muito bem na África. Foi lindo na época. Eu só ... eu tinha planejado um pouco para mostrar meu lado romântico.".

Kate admitiu na época: "Realmente eu não esperava por tudo... Foi um choque total quando aconteceu, mas foi muito animado", disse ela.

Príncipe William e Kate fazem doação de R$ 10 milhões


William confirmou que pediu Kate em casamento com a safira azul de sua falecida mãe e o anel de noivado de diamante, que ele carregou em uma mochila por três semanas.

"Achei muito bom porque obviamente ela não estará por perto para compartilhar a diversão e a emoção de tudo isso - essa foi a minha maneira de mantê-la perto de tudo", disse ele.

Reavaliando a vida

O Príncipe William acha que a quarentena do coronavírus criou uma oportunidade para 'reavaliar as coisas'. O Duque de Cambridge, de 38 anos, pai do Príncipe George, de sete anos, Princesa Charlotte, de cinco, e o Príncipe Louis, de dois, com Kate Middleton, acha que essa crise de saúde serviu para 'acordar' as pessoas ao redor do mundo.

Ele e Kate tem estado bastante ativos durante o lockdown, participando de reuniões online de apoio a instituições de caridade, sem contar o apoio econômico que tem feito a diferentes organizações durante a pandemia.

Sobre como ele vê o confinamento social nessa época difícil, o irmão de Harry comentou:

Palácio divulga novas fotos do Príncipe George


"Esse período serviu para que a gente reavaliasse as coisas. A questão do lockdown é que ele serviu para nos acordar, de que talvez a gente ache que está tudo garantido, mas tem muitas coisas por aí que podem mudar tudo isso", afirma.

William admite que suas preocupações aumentaram ainda mais, por causa dos filhos.

Ele também admitiu que se preocupa por 'ter tempo demais para pensar' durante a pandemia.

"Eu acho que, ainda mais agora, como pai, começamos a pensar mais no futuro e em que tipo de mundo queremos para a próxima geração. Temos muito a planejar - e também temos tempo demais para pensar, e é isso que me preocupa", justifica.

William se ocupou durante o lockdown fazendo uma 'escola em casa' para as crianças e tentando mantê-los entretidos.

"Foram alguns meses interessantes", afirma, reconhecendo que, se não fosse pelo coronavírus, ele não teria passado tanto tempo em casa com os filhos, devido a seus compromissos reais.





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico