Imprimir

Notícias

17/07/2020 | 09h00m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Youtube

Produção de Piratas do Caribe 'vigiava' Johnny Depp

Na época das filmagens de A Vingança de Salazar, o ator estava fora de controle

Produção de Piratas do Caribe 'vigiava' Johnny Depp - Reprodução/Youtube

De acordo com um relatório da revista The Hollywood Reporter, Johnny Depp não fazia ideia de que uma equipe estava estacionada do lado de fora de sua casa em um veículo, durante as filmagens de Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar (2017).

A equipe era encarregada de alertar as pessoas no set quando Depp estivesse acordado, porque na época o ator estava causando muitos problemas à produção.

"Quando ele se levantava, acendia a luz e, naquele momento, chamavam o produtor, que então chamava os diretores [Joachim Ronning e Espen Sandberg]... Ele se levantava! Está se preparando! Eles ainda tinham um código especial como 'A águia pousou', para informar. Johnny não fazia ideia de que isso estava acontecendo", disse uma fonte.

Depp causou muitos problemas durante as filmagens do longa. Houve um tempo em que a produção teve que parar porque Depp machucou seriamente o dedo.

A questão da lesão foi levantada recentemente na audiência de Depp contra o The Sun e a NGN. O ator inicialmente afirmou que foi Amber Heard quem machucara o dedo. Mas mensagens de texto para o médico revelaram que Depp confessou que foi ele quem machucou o dedo.

Além disso, houve muitas ocasiões em que Depp chegava atrasado. E houve alegações de que ele estava bebendo constantemente, mesmo durante as filmagens, embora nada fosse confirmado.

Havia também preocupações com as despesas do ator. Os ex-gerentes de negócios de Depp disseram que o confrontaram sobre seus hábitos de consumo.

O ator gastava US$ 30 mil (R$ 160 mil) por mês em vinho. Depp também admitiu pagar US$ 5 milhões (R$ 27 milhões) para atirar as cinzas de seu falecido amigo com um canhão.

Sean Bailey, chefe de produção da Disney, revelou que ele e o produtor Jerry Bruckheimer tiveram que encontrar maneiras de filmar o personagem de Depp quando ele estava atrasado. Em um determinado ponto, eles também enfrentaram o ator, mas seu comportamento não melhorou.

“Certamente ocorreram dias em que nossos planos foram contestados. Mas ninguém deve subestimar a paixão e o compromisso de Johnny com seu personagem e com a franquia", justificou Bailey.

Anos atrás, Depp processou seus ex-gerentes por fraude e má administração de seu dinheiro. O Grupo de Gestão então apresentou um novo processo contra o ator.

De acordo com documentos do tribunal, conseguidos pela BBC, as linhas de Depp para o filme, eram enviadas a ele através de um fone de ouvido para que ele não tivesse que memorizá-las: "Depp insistiu nisso para não precisar mais memorizar suas falas", diz o documento.

No entanto, o advogado de Depp, Adam Waldman, negou as acusações, chamando-as de 'acusações feitas por psicopatas'.

"É assim que as pessoas culpadas respondem, quando confrontadas com os resultados detalhados de uma investigação forense e legal de nove meses por quatro empresas", disse Waldman.

Johnny Depp continua a comparecer ao tribunal após seu processo contra a publicação britânica. E ele enfrentará Heard no tribunal em janeiro, por causa do caso de difamação que abriu contra a ex-mulher.

Entenda a batalha judicial de Johnny Depp e Amber Heard





Notícias Relacionadas

16/07/2020 | 18h12m - Raphael Araujo

Winona Ryder e Vanessa Paradis deixam caso de Depp e Heard

16/07/2020 | 01h00m - Raphael Araujo

Entenda a batalha judicial de Johnny Depp e Amber Heard



Instagram

Instagram

OFuxico