Imprimir

Notícias

18/01/2021 | 17h05m - Publicado por: OFuxico | Foto: Reprodução/Instagram

Produtor dos Beatles morre na prisão, de Covid-19

Phil Spector cumpria pena pelo assassinato da atriz Lana Clarkson

Produtor dos Beatles morre na prisão, de Covid-19 - Reprodução/Instagram

Morreu em uma prisão dos Estados Unidos o controvertido produtor musical Phil Spector, que estava cumprindo pena pelo assassinato da atriz Lana Clarkson. Ele morreu aos 81 anos por complicações da Covid-19. 

A morte de Spector foi confirmada pelo Departamento de Correções e Reabilitação da Califórnia. 

O produtor musical foi declarado morto de causas naturais, às 18h35, no sábado, em um hospital externo, de acordo com um comunicado divulgado à revista Rolling Stone. 

Spector, cujo nome verdadeiro é Harvey Philip Spector, ganhou fama trabalhando com grupos na década de 1960 como The Ronettes e The Crystals. 

O produtor nascido no Bronx criou quatro sucessos top 10 em 1963, incluindo Da Doon Ron Ron dos The Crystals e Then He Kissed Me, bem como Be My Baby, dos Ronnettes. 

Ele continuou a trabalhar com Leonard Cohen, The Ramones e The Beatles. Spector foi o responsável pela produção do último álbum de estúdio dos Beatles, Let It Be, lançado em 1970. 

Em março de 1974, Spector sofreu ferimentos graves depois de ser atirado contra o pára-brisa de um carro em Hollywood. Ele quase foi declarado morto no local do acidente de carro e precisou de uma cirurgia para mantê-lo vivo. 

Três anos depois, o produtor trabalhou com Cohen em seu álbum Death of a Ladies Man, que ele seguiu com End of the Century, dos Ramones, em 1980. 

Spector retirou-se da cena musical durante os anos 1980 e 1990. 

Em fevereiro de 2003, a polícia foi chamada a sua casa em Alhambra, Califórnia, onde a atriz Lana Clarkson, que havia estrelado a comédia Fast Times at Ridgemont High (1982) e Scarface (1982), havia sido assassinada. Ele foi preso e acusado de assassinato de segundo grau.

 

 

Assassino de Lennon

 

Mark David Champman é um nome que ficou marcado na história por conta de um crime que acabou em tragédia: a morte de John Lennon, pelas mãos do próprio, que atirou no músico em Nova York no ano de 1980. 

Preso desde então em Wende Correctional Facility, ele tem lutado por uma aprovação de liberdade condicional nos últimos anos, e em uma audiência recente, ele chegou a afirmar que merece pena de morte pelo ato. 

Porém, ele também admitiu que gostaria de ter sua liberdade aprovada para poder “levar a palavra do Senhor às pessoas”. 

De acordo com informações do portal Daily Star, Mark afirmou que atirou em John Lennon para a "glória" devido à fama do músico no mundo todo, tendo Chapman raiva e ciúme do estilo de vida que estava levando. 

Mas após ser preso, ele disse que se voltou para Deus e quer "falar às pessoas sobre o Senhor".





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico