Imprimir

Notícias

03/07/2019 | 08h00m - Publicado por: Karen Vieira | Foto: Reprodução/Instagram e Grosby Group

Quem tem razão? Entenda a briga de Taylor Swift e Justin Bieber

Dois importantes nomes da música estão entre os assuntos mais comentados da semana

Quem tem razão? Entenda a briga de Taylor Swift e Justin Bieber - Reprodução/Instagram e Grosby Group

Taylor Swift foi um dos nomes mais comentados na internet, no último fim de semana. Isso porque ela se envolveu em uma baita briga, que envolveu outros nomes da música, como Justin Bieber.

OFuxico preparou um dossiê para você ficar em dia com a confusão que tem potencial para se tornar uma das mais polêmicas da história do pop.

Confira:

Venda da Big Machine Records

Em 2006, Taylor Swift assinou seu primeiro contrato com a Big Machine Label Group. Por meio da empresa de Scott Borchetta, a cantora lançou todos seus últimos álbuns, até o atual Lover, que pertence à Universal Music, pelo selo da gravadora, deixando sob o poder da Big Machine os diretos de suas canções de maior sucesso.

No último final de semana foi anunciada a venda da gravadora de Scott Borchetta para empresa Ithaca Holdings, de Scooter Braun, por US$ 300 milhões, cerca de quase R$ 1 bilhão. E foi a partir disso que a confusão começou.

Nas redes sociais, os fãs da Swift se assustaram pois todos os álbuns da cantora estava sendo colocados à venda novamente no ITunes. No Twitter, muitos internautas se manifestaram por meio da hashtag #WeStandWithTaylor. 

A partir deste momento, Taylor se revoltou sobre o ocorrido e publicou um longo texto em sua conta no Tumblr, explicando todo o motivo de sua indignação.

Scooter Braun e Scott Borchetta

Taylor Swift e Scott Borchetta

Polêmica com Scooter Braun

No texto publicado no Tumblr, a cantora afirmou que Scooter, conhecido por agenciar estrelas, como Justin Bieber, Demi Lovato, Kanye West e Ariana Grande, esteve presente em um dos momentos mais complicados de sua vida pública.

“Tudo que eu consegui pensar foi no bullying incessante e manipulador que eu recebi dele por anos. Como quando Kim Kardashian orquestrou o vazamento de um trecho de uma gravação ilegal e Scooter e dois de seus clientes fizeram bully online comigo. Ou quando seu cliente, Kanye West, organizou um clipe de revenge porn que me coloca de corpo nu. Agora Scooter me despiu de uma vida de trabalhos, que eu não tive a oportunidade de comprar. Essencialmente, meu legado musical está prestes a ficar na mão de alguém que tentou arruína-lo”, desabafou.

Em outro momento, a interprete de ME! disse que não sabia da venda da Big Machine e que não teve a oportunidade de comprar suas músicas de volta. Segundo Taylor, tudo não passou de um plano para Scooter ganhar dinheiro sobre seus projetos autorais.

Ela afirmou que Scott Borchetta ofereceu uma proposta de “devolver” um álbum antigo a cada outro disco novo lançado:

"Eu rejeitei porque sabia que assim que eu assinasse o contrato, Scott Borchetta venderia a gravadora, me vendendo junto com meu futuro. Ele sabia o que estava fazendo, os dois sabiam. Controlando uma mulher que não queria ser associada com eles. De modo perpétuo. Isso quer dizer para sempre.”

 

Scooter Braun, Justin Bieber, Kany West e Martin Garrix

Reações no mundo dos famosos

Após a publicação, diversas personalidades da música e entretenimento se dividiram entre “os que apoiavam Taylor” e “os que apoiavam Scooter”. No time dos denfesores da cantora estavam Cara Delavgine, amiga de longa data, Brandon Urie, com quem interpretou ME!, Halsey, Joseph Kahn e Todrick Hall.

“Isso partiu meu coração. Eu li a declaração de Taylor e pensei 'isso parece normal, né?'. Homens tóxicos fazendo coisas tóxicas”, afirmou Urie em sua conta no Twitter

Porém, o que realmente chamou atenção foi a longa declaração de Bieber em defesa de seu empresário.

“Ei, Taylor. Primeiro de tudo, gostaria de pedir desculpas por fazer aquela postagem maldosa no Instagram. Na hora pensei que era engraçado, mas olhando para trás foi desagradável e insensível. Eu tenho que ser honesto”, começou Bieber, se desculpando sobre uma antiga publicação em seu Instagram na qual aparece praticando bullying com Taylor, junto de Scooter, Kanye West e o DJ Martin Garrix.

“Ele (Scooter) não tinha nada a ver com isso e não era mesmo uma parte da conversa. Ele mesmo me disse que não era para brincar com coisas assim. Scooter lhe protegeu desde o dia em que você, grandiosamente, me deixou abrir seus shows! Com o passar dos anos, nós não nos cruzamos e não conseguimos comunicar nossas diferenças, mágoas e frustrações.

“Então, você trazer isso à tona nas redes sociais e fazer com que as pessoas o odeiem, não é justo. O que você estava tentando fazer postando este texto? Parece que isso tudo foi para obter simpatia e uma maneira de fazer com que os seus fãs ataquem Scooter”, disse.

“De qualquer forma, uma coisa que eu sei é que Scooter e eu te amamos. Eu sinto que a única maneira de resolver este conflito é através da comunicação. Então, não acredito que brincadeiras de toma lá-dá cá online resolvam nada. Tenho certeza de que Scooter e eu gostaríamos de conversar com você e resolver qualquer conflito, dor ou quaisquer sentimentos que precisem ser abordados. Nem Scooter, nem eu temos algo negativo a dizer sobre você, nós realmente queremos o melhor para você. Eu normalmente não rebato coisas como essas, mas quando você tenta manchar o caráter de alguém que eu amo, você está cruzando um limite”, finalizou.

Logo depois, Hailey Baldwin elogiou o marido como um “cavalheiro”.

Nada feliz com o ocorrido, Cara Delevingne se manifestou respondendo o comentário da moça:

"Como um homem casado, você deveria estar enaltecendo mulheres ao invés de colocá-las para baixo. Eu não tenho certeza se você sabe o que um pedido de desculpas significa. Como você disse, você não fala com ela há anos, o que significa que você claramente não entende a situação. Eu entendo.”

Cara Delevigne

Retratação de Scott Borchetta

Após toda a confusão, o ex-dono da Big Machine se manifestou sobre as acusações feitas por Taylor, o que gerou ainda mais burburinho na web. Por meio de sua conta no Instagram, o magnata da música publicou uma cópia do contrato que teria acordado com Taylor. 

Confira a carta divulgada de Scott Borchetta:

Então é hora de falar algumas verdades…Sobre uma postagem feita mais cedo hoje pela Taylor, chegou a hora de esclarecer algumas coisas.  O pai de Taylor, Scott Swift, era acionista na Big Machine Records, LLC. A primeira vez que avisamos aos acionistas de uma reunião de acionistas que aconteceria na terça-feira (25 de junho) foi na quinta-feira, 20 de junho”, iniciou.

Na reunião do dia 25/06, os acionistas foram avisados da negociação aberta com a Ithaca Holdings e que teriam 3 dias para revisar todos os detalhes propostos na transação. Tivemos, então, uma reunião final na sexta-feira, 28 de junho, em que a transação foi aprovada pela maioria dos votos em que 3 dos 5 acionistas votaram “sim”, resultando em 92% dos votos dos acionistas”, afirmou.

Por cortesia, eu pessoalmente mandei uma mensagem de texto para Taylor às 21h06 no sábado, 29 de junho, para informá-la antes da notícia ser enviada à imprensa na manhã do domingo, 30 de junho, para que ela soubesse diretamente de mim.

Acho que pode ser possível, de alguma maneira, que seu pai Scott, o advogado da 13 Management, Jay Schaudies (que representou Scott Swift nas reuniões de acionistas) ou o executivo da 13 Management e acionista da Big Machine LLC, Frank Bell (que estava nas reuniões de acionistas), não disseram nada para Taylor durante os cinco últimos dias. Acho que é possível que ela não tenha visto a minha mensagem. Mas, eu realmente duvido que ela “recebeu a notícia assim que acordou como todo mundo”.

Estou anexando alguns pontos muito importantes da última oferta oficial para que Taylor Swift permanecesse na Big Machine Records. A sua equipe na 13 Management e seu advogado, Don Passman, revisaram este documento com muita atenção e repassaram os termos para ela com todos os detalhes.

Então, Taylor e eu conversamos sobre a negociação juntos.

Como vocês vão ler, 100% de todos os ativos da Taylor Swift seriam transferidos para ela imediatamente na assinatura do novo acordo. Estávamos trabalhando junto em um novo tipo de acordo que integrasse o novo mundo do streaming e que não fosse necessariamente amarrado à “álbuns”, mas focado em um período de tempo.

Somos uma gravadora independente. Não temos milhares de artistas e gravações. Minha oferta para a Taylor, pelo tamanho da nossa companhia, era extraordinária. Mas era, também, tudo o que eu tinha a oferecer uma vez que sou responsável pela carreira de dezenas de artistas e mais de 120 funcionários e suas famílias.

Taylor e eu tínhamos uma boa relação quando ela me disse que queria conversar com outras gravadoras e ver o que elas tinham a oferecer para ela. Eu nunca atrapalhei e desejei que ela se saísse bem

Na manhã que o anúncio do novo acordo da Taylor com a UMG seria feito, ela me mandou uma mensagem de texto me avisando um pouco antes de que o anúncio seria feito em alguns minutos.

Quando postamos nas nossas redes sociais, saudamos um ao outro e desejamos o melhor.

Taylor teve todas as oportunidades do mundo para não apenas ser dona das suas gravações originais, mas todos os vídeos, fotos e tudo associado à sua carreira. Ela escolheu ir embora.

Quanto aos comentários sobre “estar em lágrimas ou perto delas” sempre que meu novo parceiro, Scooter Braun, era citado, eu certamente nunca testemunhei isso. Eu sabia de problemas anteriores entre Taylor e Justin Bieber? Sim. Mas também tiveram vezes que Taylor sabia que eu era próximo do Scooter e que Scooter era uma boa fonte de informações sobre próximos lançamentos, turnês, etc… e eu entrava em contato com ele para obter informações para nós. Scooter sempre foi positivo sobre a Taylor. Ele me ligou diretamente de Manchester para saber se Taylor poderia participar (ela declinou). Ele me ligou diretamente para saber se Taylor queria participar da Marcha de Parkland (ela declinou). Scooter sempre foi e vai ser um apoiador e vai ter o zelo da guarda de Taylor e sua música.

Esta é a mensagem que Taylor me enviou na segunda-feira, 19 de novembro às 8h57:

Scott,

Espero que você receba isso bem. Desde que esgotamos as conversas nas nossas negociações, eu fiz o que disse que faria e fui explorar outras opções. Ter posse dos meus originais era muito importante para mim mas, desde então, percebi que existem coisas que importam ainda mais para mim no geral. Eu tive a escolha de apostar no meu passado ou apostar no futuro e acho que, me conhecendo, você pode adivinhar qual que eu escolhi. Também vi uma oportunidade rara para criar mudanças positivas para vários outros artistas com a influência que eu tenho agora. Sei que você acredita nas mesmas coisas que eu e gostaria de acreditar que você se orgulharia do que eu negociei no meu acordo. Queria te contar em primeira mão que vou fechar com o Lucian. Eu honestamente aprecio tudo o que você e eu construímos juntos e planejo dizer isso no anúncio do meu novo acordo. O que conquistamos juntos vai ser um legado eterno e um estudo de caso sobre parcerias excelentes e espero que ela continue. Eu ainda te vejo como um parceiro e amigo e espero que você sinta o mesmo. Te mando um abraço e a minha gratidão mais sincera.
E MUITO amor,
Taylor

Aqui está a mensagem que mandei na noite de 29 de junho às 21h05:

Querida Taylor,
Espero que tudo esteja bem e te parabéns pelo sucesso dos dois primeiros singles do “Lover”!
Mal posso esperar para escutar o álbum todo…
Queria estender a mesma cortesia que você me ofereceu sobre o meu futuro.
Amanhã de manhã (domingo, 30 de junho), às 10h00, o Wall Street Jorunal irá anunciar que eu estou me envolvendo em um fusão/venda com o Scooter Braun e a Ithaca Holdings. Essa mudança vai nos dar mais super poderes do que nunca com a cultura pop e estou muito entusiasmado com o futuro.
Quero que saiba que eu continuarei a ter a guarda dos seus trabalhos com muito orgulho e continuarei a manter você e sua equipe informados sobre todos os planos de lançamentos futuros com o seu trabalho.
Tudo de bom,
Scott. 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

Até o presente momento, nem Taylor Swift ou sua assessoria se pronunciou sobre a publicação de Scott Borchetta. Mas, e aí, quem você acha que tem razão nesta confusão?

 

Leia mais:

Justin Bieber faz declaração de amor à Hailey no Instagram
Selena Gomez aparece com quilinhos a mais e é criticada
Katy Perry não quer mais lançar álbuns. Entenda!
Cara Delevingne sai em defesa de Taylor Swift em polêmica
Taylor Swift pode ter revelado traição de Justin Bieber
Mãe de Selena Gomez sai em defesa de Taylor Swift





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

  • Acordando o Prédio também foi interpretada por @luansantana, durante o pocket show no coquetel de lançamento do DVD Viva, que, aliás estará disponível no @globoplay
  • Durante o coquetel de lançamento do DVD Viva, @luansantana chegou a comentar sobre a relação das pessoas com as redes sociais, hoje em dia
  • Claro que, durante o pocket show de lançamento do DVD Viva, que estará disponível no @globoplay, não poderia faltar Vingança, fruto de uma parceria de @luansantana e @mckekel. Confira!
  • @luansantana também emocionou os presentes, na ocasião, com a música Água com Açúcar
  • @luansantana soltou a voz, com o hit Quando a Bad Bater, durante um pocket show no coquetel de lançamento do DVD Viva. Veja!
  • @anavilela tem novidade e contou tudinho ao #OFuxico!
  • @maestrojoaocarlosmartins

OFuxico