Imprimir

Notícias

16/10/2020 | 07h00m - Publicado por: Andreia Takano | Foto: Divulgação/ Luciana Baseggio

Rafael Pimenta e Paula Silvestre conquistam audiência com Confessionário Online

Primeira temporada da série está em várias plataformas

Rafael Pimenta e Paula Silvestre conquistam audiência com Confessionário Online - Divulgação/ Luciana Baseggio

Durante a quarentena, o humorista Rafael Pimenta e a mulher, Paula Silvestre, estrearam a série Confessionários Online. A trama começa quando o Padre Esteves Job (Rafael Pimenta) se envolve romanticamente com uma fiel da igreja.

Para fugir da tentação e continuar praticando o sacerdócio, o padre cria um confessionário online e passa a se envolver em situações que vão muito além das questões da Igreja.

Gravado 100% a distância, na casa dos atores, o seriado tem conquistado cada vez mais audiência na internet.
A reportagem de OFuxico entrevistou Rafael e Paula para saber um pouco mais sobre a produção.

Confira:

OFuxico: Como surgiu a ideia da produção do Confessionário Online?
Rafael Pimenta:
Começou a ser pensado no início da quarentena. Nós tínhamos uma peça de teatro programada até o fim do ano, que seria apresentada em capítulos mensalmente, mas foi interrompida pela pandemia no segundo mês. Era um projeto muito especial e reunia um grupo muito talentoso. O Tomás Fleck escrevia e eu dirigia. Tinha ainda a Paula Silvestre, o Leandro D’Errico e o Emilio Farias, que estão no Confessionário. Quando nos vimos sem projetos, suspensos pela quarentena, começamos em pensar em soluções. Foi aí que o Tomás, inspirado por algumas histórias da peça, começou a elaborar o roteiro. A referência principal naquele momento era um episódio “entre telas” da série Modern Family. Foi a solução que ele encontrou para criar lidando com a impossibilidade de nos encontrarmos pessoalmente.

OFuxico: Como tem sido o retorno da audiência para a série?
Rafael Pimenta
: Inicialmente, o Confessionário Online foi desenvolvido para apresentar para canais e produtoras, mas gostamos tanto do resultado que decidimos exibi-lo, até para tomar a reação do público como índice e respaldar o projeto. Ficamos sempre apreensivos com a recepção, é claro, mas tem sido muito positiva. Muita gente me escreve elogiando o trabalho. O Confessionário chegou também em algumas pessoas que nós admiramos muito. Imagina só! O Jorge Furtado, que é uma super referência para nós, recomendou o trabalho na página dele e o Fernando Alves Pinto gostou demais também.
Paula Silvestre:  Tá sendo ótimo! Muitos comentam que foi a melhor série que assistiram nesse formato "entre telas". Vários feedbacks positivos de produtores e diretores importantes do mercado audiovisual brasileiro, como Jorge Furtado. É uma grande alegria para nós! Tem gerado também uma expectativa no público. Boa parte das pessoas comentam que estão ansiosos pelos próximos episódios, que querem saber o que vai acontecer. Mas por enquanto não temos perspectiva de produzir uma sequência tão rápido. É uma coisa para o futuro.

Rafael Pimenta em cena da série Confessionário Online


OFuxico: A série foi toda produzida por vocês, no formato ‘entre telas’. Vocês tiveram dificuldades na hora da gravação?
Rafael Pimenta:
Sim, muitas. Não poder contracenar com uma atriz ou um ator que esteja no mesmo espaço que você é uma coisa que atrapalha. Você precisa se esforçar muito mais para acreditar no que está fazendo. Atuar é reagir organicamente aos sentidos e às situações, então a presença física, no espaço, é muito importante. Por sorte, nós tivemos uma preparação muito boa e o Tomás Fleck tinha muita clareza do que queria. A comunicação foi muito fácil porque trabalhamos juntos há alguns anos. Entre muitas coisas, fizemos também a série Necrópolis, que está disponível na Netflix. Como estou em todas as cenas do Confessionário Online, a minha atuação deveria servir de diapasão para todos os demais, então precisei ter muita consciência do que estava fazendo. Eu atuava para câmera pensando como meus colegas iriam responder, e a partir dessa resposta imaginada buscava reagir de uma forma precisa. A Paula Silvestre, minha companheira e atriz, me ajudava dando as réplicas, e operando a câmera. Aliás, essa foi outra dificuldade do processo, fazer a assistência técnica da equipe de fotografia, de arte, de produção e de áudio, na nossa casa.
Paula Silvestre: A equipe estava acompanhando via Zoom e TeamViewer. Eles orientavam eu e o meu companheiro, o Rafael Pimenta. Mas éramos nós que tínhamos de colocar a mão na massa: produção, figurino, maquiagem, operação de câmera, operação de áudio e ainda atuar. Além do desafio da atuação, eu passei três dias tentando acertar o foco da câmera para o Rafael. Um pouco tenso, mas fiquei bem satisfeita com o resultado. É muito bom depois de todo esse desafio ouvir do público que a qualidade técnica está ótima.

Cena da série Confessionário Online

OFuxico: A série pode ser vista no Tik Tok, Instagram e Youtube. Por que vocês escolheram tais ferramentas para a divulgação do produto?
Rafael Pimenta:
A proposta de lançar em redes sociais foi muito natural pelo consumo de conteúdo audiovisual no contexto da quarentena. Além disso, a Remo Assessoria que assinou a produção desenvolve projetos de audiovisual para redes sociais. Nosso interesse agora é chegar no maior número de pessoas para saber como o público reage ao trabalho. É um primeiro passo.

OFuxico: A primeira temporada já está toda disponível. Vocês já se preparam para a segunda ou surgiram novas ideias de séries?
Rafael Pimenta:
No momento estamos em contato com produtoras e canais interessados no projeto, mas ainda não existe uma previsão para a segunda temporada. Como construímos um método de trabalho muito eficaz neste período, estamos bem preparados para desenvolver a série e o universo do Confessionário Online, seja no formato “entre telas” ou single-camera. Além disso, sim, o Tomás e eu estamos trabalhando em outros projetos também, uma série sobre advocacia, um longa-metragem sobre teatro e um curso de roteiro.







Instagram

Instagram

OFuxico