Imprimir

Notícias

09/01/2021 | 15h00m - Publicado por: Flávia Ávila | Foto: Reprodução/Instagram

Rainha Elizabeth II e Príncipe Philip são vacinados

O casal está entre o grupo de risco e a faixa de prioridades na campanha de vacinação do Reino Unido

Rainha Elizabeth II e Príncipe Philip são vacinados  - Reprodução/Instagram

A Rainha Elizabeth II e seu marido, Príncipe Philip, receberam a dose da vacina contra a Covid-19 neste sábado (9), segundo informações do Palácio de Buckingham. O casal recebeu o imunizante, aplicado por um médico, no Castelo de Windsor.

Sem festas: Família Real Britânica corta celebrações em 2021

De acordo com a BBC, emissora britânica, a Família Real quis deixar claro que a rainha foi vacinada para evitar especulação sobre o tema. No entanto, não foi informado qual vacina eles receberam. Vale lembrar que o Reino Unido utiliza atualmente os imunizantes da Pfizer/BioNTech e Oxford/AstraZeneca.

A Rainha tem 94 anos e Philip, 99, sendo integrantes do grupo de risco para o coronavírus devido à idade avançada e se encontram nas faixas de prioridade para a vacinação no Reino Unido, que começou em dezembro.

Por enquanto, Inglaterra e Escócio encontram-se em lockdown mais uma vez desde a alta de casos da doença e a suspeita da predominância de uma nova variente do vírus ainda mais transmissível, que foi encontrada justamente na terra inglesa.

Cerca de 1,5 milhão de britânicos já recebeu ao menos uma dose da vacina contra o coronavírus.

Renegociação

 

Faltando poucos dias para o primeiro aniversário da saída dos Duques de Sussex como membros-sênior da realeza britânica, o jornal The Sun afirma que o Príncipe Harry e a duquesa Meghan precisarão voltar às negociações com o palácio e a Rainha Elizabeth II sobre continuar ou não com sua vida independente nos Estados Unidos. 

De acordo com a publicação, o duque e a duquesa farão vídeo-chamadas e reuniões presenciais com os membros-sênior da família real para discutir sobre o futuro status deles. 

Programa do Príncipe Harry com Oprah Winfrey é adiado

"Particularmente vão discutir os acordos de Harry e Meghan com a Netflix e o Spotify, com a família real britânica e seus ajudantes, analisando se esses projetos estão de acordo com os valores da rainha", revelou uma fonte. 

Porém, especialistas em assuntos da realeza acreditam que não haverá problemas quando se trata disso. 

Conversando com Max Foster, da CNN, o autor real Omid Scobie falou sobre as similaridades dos projetos não-lucrativos de Harry e Meghan com o trabalho da monarquia, dizendo que o impacto social do casal 'mantém os valores da família real'. 

Mas, mesmo com os valores comparados, parece que os Sussex não têm intenção de reclamarem seus títulos sênior da realeza ainda, porque o casal pretende negociar uma extensão para sua saída da família real. 

"Eles querem um acordo mais permanente como pessoas da realeza que não exercem sua função na Califórnia", disse o The Sun. 

Príncipe Harry tem encontro virtual com William e Kate

Apesar do relacionamento entre a realeza e os Sussex estar melhor do que era antes, Scobie diz que Harry e Meghan 'preferem olhar para frente'. 

E esse poderia ser o motivo: em seu pedido de independência financeira, Harry e Meghan já tinham assinado um contrato de US$ 200 milhões com a Netflix e outro de US$ 25 milhões com o Spotify, de acordo com Omid. 





Notícias Relacionadas



Instagram

Instagram

OFuxico